Mecanismo de mercado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Em economia, o mecanismo de mercado é um mecanismo pelo qual o uso de dinheiro trocado por compradores e vendedores com um sistema aberto e compreendido de compensações de valor e tempo em um mercado tende a otimizar a distribuição de bens e serviços de pelo menos alguns modos. O mecanismo pode existir em livre mercados ou em mercados cativos ou controladores que buscam usar oferta e demanda, ou alguma outra forma de cobrar pela escassez, para escolher entre as possibilidades de produção. Numa economia de mercado livre, todos os recursos são alocados pelo setor privado (indivíduos, famílias e grupos de indivíduos); em uma economia planificada, todos os recursos são de propriedade do setor público (governo local e central); e, em uma economia mista, alguns recursos são de propriedade de ambos os setores, privado e público. Na realidade, os dois primeiros são principalmente teóricos e o terceiro é comum. Os recursos são alocados de acordo com as forças de oferta e demanda, e isso é conhecido como falha de mercado. [1] [2][3]

A interferência do governo no mecanismo de mercado leva à ineficiência econômica quando ele é aplicado a bens privados. Os preços transmitem muita informação. Eles não só dizem aos produtores o que produzir, mas também informam os produtores para produzir o que as pessoas querem. Quanto mais imprecisas forem as informações, menor será a coordenação econômica que, por sua vez, diminuirá a satisfação das necessidades. Assim, a interferência nas informações transmitidas pelos preços é destrutiva para o desenvolvimento econômico se mal aplicada ou usada em demasia. No entanto, o mecanismo de mercado muitas vezes não pode otimizar para bens públicos, devido a problemas como a tragédia dos bens comuns.

Outros mecanismos de mercado, que incluem instrumentos de intervenção e regulação do governo, como a política fiscal e a política monetária. Descrito e  proposto por Milton Friedman.[4] Essas políticas influenciarão a demanda por ajustes de preços por meio de impostos e encargos e por meio de ajustes no valor do dinheiro pelo suprimento relacionado de dinheiro. [5]

Referências

  1. Nunes, Paulo. «Mecanismo de Mercado - Knoow». knoow.net. Consultado em 15 de maio de 2018 
  2. «Economia». www2.anhembi.br. Consultado em 15 de maio de 2018 
  3. «supply and demand | Definition, Example, & Graph». Encyclopedia Britannica (em inglês) 
  4. M. Friedman (1969), The Optimum Quantity of Money, Macmillan
  5. Chad (6 de janeiro de 2014). «1.1. The Operation of the Market Mechanism | Ludwig von Mises». Mises Institute (em inglês) 

Ver também[editar | editar código-fonte]