Mestiço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Estados do Brasil por grupo racial:
  Maioria da população branca.
  Maioria da população parda.

Mestiços são pessoas que descendem de duas ou mais etnias diferentes, possuindo características de cada uma das etnias e povos de que descendem. Pode-se citar como exemplo, pessoas que tenham antepassados pretos e brancos, asiáticos e brancos ou negros e ameríndios, mistura muito comum nos países da América Latina.

Os mestiços são também chamados de mistos em Moçambique e de pardos no Brasil. É comum a utilização do termo como adjetivo nas expressões raça mestiça ou cor mestiça, sendo inclusive um dos termos aceitos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para definir a população brasileira.

Existem terminologias tradicionais para vários tipos de mestiços: mulatos para descendentes de brancos e negros; caboclos e mamelucos para descendentes de brancos e indígenas; cafuzos para descendentes de negros e indígenas.

No Brasil comemora-se o Dia do Mestiço a 27 de junho no Amazonas, Paraíba e Roraima. A etnia mestiça é oficialmente reconhecida por estes estados.

Predominância[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pardos

De acordo com o IBGE, 84,7 milhões de brasileiros se auto-declararam pardos em 2009, fazendo dos pardos a segunda maior cor que compõe o povo brasileiro, atrás apenas dos brancos. O percentual de pardos é o que mais cresce na população brasileira. Em 2000, os brasileiros que se auto-declaravam pardos representavam 38,5% da população;[1] em 2006 passaram a ser 42,6% e em 2009 passaram a ser 44,2%. E a partir de 2019 passaram a ser 46,8% da população.[2]

Na América Latina[editar | editar código-fonte]

Segundo o CIA World Factbook, em treze países da América Latina, a população é majoritariamente mestiça.[3] Segundo a publicação, 95% dos paraguaios, 90% dos mexicanos[4], 90% dos hondurenhos e salvadorenhos, 70% dos panamenhos, 69% dos nicaraguenses, 65% dos equatorianos, , 59,4% dos guatemaltecos, e 54,8% dos belizenhos, 68% dos venezuelanos[5], são mestizos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

  1. «Cor e raça - Censo 2000» (PDF) 
  2. «PNAD 2006» (PDF) 
  3. [1]
  4. «MÉXICO NACIÓN MULTICULTURAL Programa Universitario». web.archive.org. 23 de agosto de 2013. Consultado em 16 de agosto de 2021 
  5. gabrielsanz. «Etnografía de Venezuela». CARTO (em inglês). Consultado em 16 de agosto de 2021