Mulheres (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mulheres (programa de TV))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o programa de televisão brasileiro. Se procura pela telenovela portuguesa, veja Mulheres (telenovela).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mulheres
Informação geral
Também conhecido(a) como Mulheres em Desfile (1980-1990)
Formato Programa de variedades
Duração 225 minutos
Estado Em exibição
Criador(es) Silvio Alimari
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Apresentador(es)
Exibição
Emissora de televisão original TV Gazeta
Formato de exibição
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 22 de setembro de 1980 (37 anos) – presente
Cronologia
Clarice Amaral em Desfile (1970-1980)
Programas relacionados Pra Você

Mulheres, anteriormente chamado de Mulheres em Desfile, é um programa de variedades brasileiro produzido e exibido originalmente pela TV Gazeta desde 22 de setembro de 1980, sendo assim um dos mais antigos programas do gênero feminino da televisão brasileira.[1][2]:257, 358-361 O programa foi criado para substituir o Clarice Amaral em Desfile após uma reformulação na emissora, sendo que a atração foi inicialmente apresentada por Claudete Troiano e Ione Borges, que durante o período em que ficaram no comando do programa, ficaram conhecidas entre o público como "as parceirinhas".[1][2] :257

Claudete e Ione permaneceram juntas no comando da atração até 1996, quando Ione seguiu na apresentação sozinha até ser substituída por Claudete, em 1999. No ano seguinte, a atração passou a ser comandada por Leão Lobo e Márcia Goldschmidt, e, em 2001, por Christina Rocha e Clodovil Hernandes. Em 2002, a apresentadora Catia Fonseca assumiu o comando do Mulheres, ao lado da personagem Mamma Bruschetta, que já estava no elenco do programa. Bruschetta permaneceu no elenco do Mulheres até a metade de 2016, quando se transferiu para o SBT, e Cátia permaneceu até o início de 2018, após ter deixado a TV Gazeta para ingressar na Band.

Desde janeiro de 2018, o Mulheres conta com a apresentação da jornalista Regina Volpato, que foi contratada pela TV Gazeta em outubro de 2017 com a intenção de cobrir as férias de Cátia Fonseca, antes de anúncio de sua contratação pela Band. Volpato foi efetivada como apresentadora oficial da atração em fevereiro de 2018, após o período de férias de Cátia Fonseca ter sido encerrado. O programa ganha novidades na segunda-feira, dia 26 de fevereiro de 2018, com tudo novo.

História[editar | editar código-fonte]

Décadas de 1980, 1990 e 2000[editar | editar código-fonte]

No ar desde o dia 22 de setembro de 1980, o programa Mulheres foi comandado durante dezesseis anos por Ione Borges e Claudete Troiano. A parceria foi tão bem-sucedida que a dupla Ione e Claudete ficaram conhecidas como "As parceirinhas". O programa inicialmente em 1980 também contava com apresentação de Ângela Rodrigues Alves.

Em 1996, a parceria foi desfeita pela primeira vez: Claudete passou a apresentar outra atração feminina na TV Gazeta, o Pra Você. Já Ione permaneceu sozinha no comando do programa. 13 anos depois, em 2009 a parceria foi refeita no antigo Manhã Gazeta e em 2012, a parceria foi desfeita pela segunda vez.

Em 9 de abril de 1999, Ione Borges deixou o Mulheres para assumir o comando de seu programa noturno. Claudete voltou a apresentar o programa, e permaneceu até setembro de 2000.

Com a ida de Claudete para a Rede Record, o programa passou a ser apresentado por Márcia Goldschmidt (recém-saída do SBT) e Leão Lobo. Quando Márcia e Leão se transferem para a Rede Bandeirantes, a direção da TV Gazeta contratou Christina Rocha e Clodovil. Apesar da boa audiência obtida pelo programa, a dupla não tinha muita afinidade. Logo, a parceria chegou ao fim. a volta da dupla de "Parceirinhas" Ione e Claudete foi no saudoso Papo de Amigos com Amanda Françozo.

Em 4 de março de 2002, Catia Fonseca assumiu o comando do Mulheres. Cátia imprimiu um novo estilo ao programa, tornando-o mais alegre e descontraído. A atração contou também com a participação da personagem Mamma Bruschetta (interpretada pelo ator Luiz Henrique, que já participou do programa Rá-Tim-Bum, da TV Cultura) e do repórter Fábio Grabarz.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2012 a TV Gazeta passou por uma reformulação, que acabou atingindo o programa Mulheres, que em março teve o diretor do programa substituído; Rodrigo Riccó passou a ocupar o cargo de Laércio Alves, que foi dispensado da emissora.[3]

Em abril, o programa entra numa nova fase, recebe um novo cenário, começa a contar com a parceira do jornalismo da emissora, mas mantêm seu perfil de revista e continua a ir ao ar no mesmo horário. Dentre as mudanças de conteúdo do programa, além do jornalismo, o programa passa a contar com maior número de pautas e diversifica o conteúdo com o objetivo conjunto da emissora em fortalecer a audiência.[4]

Em 2015, o programa Mulheres passa a ter como diretor Ocimar de Castro e completa 35 anos no ar, sendo o mais antigo programa feminino da televisão brasileira. O programa é exibido de segunda a sexta, às 14 horas. Já passaram pela apresentação do programa Ângela Rodrigues Alves, "as parceirinhas" Ione Borges e Claudete Troiano, Márcia Goldschmidt, Leão Lobo, Clodovil e Christina Rocha.

No final de julho de 2016, Mamma Bruschetta rescindiu o contrato que tinha com a TV Gazeta após 15 anos de colaboração, dessa forma deixando de fazer parte do elenco do programa.[5] A saída de Bruschetta da emissora deve-se a um projeto que irá fazer no SBT, no qual não poderia conciliar com o programa da Gazeta.[5] O ator Guilherme Uzeda, que fazia participações no Mulheres como a personagem Tia, passa a fazer parte da atração após a saída de Bruschetta.[6]

Em 12 de dezembro de 2017, o jornalista Flávio Ricco, do portal UOL, noticiou em sua coluna que Catia Fonseca deixaria a TV Gazeta e o comando do programa Mulheres para apresentar uma nova atração vespertina na Band a partir de 2018.[7] Catia Fonseca e a TV Gazeta negaram as informações dadas pelo colunista.[8] Porém, na noite do mesmo dia, Ricco publica uma nova nota em sua coluna com um comunicado interno da Band informando a contração de Fonseca para comandar um programa na sua grade de programação, com estreia prevista pra março.[9] Após a publicação do comunicado pela coluna, Fonseca confirmou que irá para a Band.[10] A apresentadora permanecerá no comando da atração até o dia 22 de dezembro, quando a TV Gazeta passará a exibir programas pré-gravados sob o seu comando até o mês de janeiro.[11]

Desde o dia 8 de janeiro de 2018, o programa é comandado por Regina Volpato,[12] ex-apresentadora de atrações como Casos de Família (SBT), Manhã Maior e Se Liga Brasil (ambas na RedeTV!).[13] A jornalista foi contratada pela Gazeta em outubro de 2017 para cobrir as férias da antiga titular e deverá permanecer como apresentadora do Mulheres apenas no mês de janeiro,[14] data em que terminariam as férias de Catia Fonseca e quando deverá ser anunciada a apresentadora que assumirá o comando da atração de forma definitiva.[15] A contratação de Volpato pela TV Gazeta se deu pelo fato das apresentadoras Regiane Tápias e Marisi Idalino, que geralmente cobrem as férias da titular do Mulheres, não poderiam executar tal ação por estarem grávidas.[16] A jornalista foi efetivada como apresentadora do Mulheres em fevereiro de 2018.[17]

Depois de 37 anos, o Mulheres ganhará novidades. Novo cenário, novos quadros, novas vinhetas e etc.

Colaboradores do programa[editar | editar código-fonte]

Desde 1980, quando estreou, o programa Mulheres teve vários colaboradores, entre eles: Ângela Rodrigues Alves (apresentação), Eduardo Suplicy (comentários econômicos), Marta Suplicy (sexualidade), Xênia Bier (opiniões), Luíza Gutierrez (apresentação), Antônio Guerreiro (reportagens e apresentação), Leão Lobo (fofocas e apresentação), Nelson Rubens (fofocas), Ronaldo Ésper (moda), Ary Toledo (humor), Drica Lopes (apresentação), Liliane Moska (apresentação), Anna Paola Fragni (previsão do tempo), Michelle Gianella (reportagens e apresentação), Amanda Françozo (reportagens e apresentação), Claudia Pacheco (reportagens e apresentação), Viviane Romanelli (apresentação), Palmirinha Onofre (culinária), Gil Gomes (reportagens), Regina Guimarães (reportagens), Denise Tacto (reportagens), Luiza Ambiel (reportagens), Astrid Fontenelle (reportagens), Herbeth de Souza (reportagens), Valderson de Souza (astrologia e horóscopo em geral), Regiane Tapias (apresentação) , Pamela Domingues (reportagens intitulada com o nome Vambora), André Mantovanni (astrologia), Dione Forti (astrologia), Nani Venâncio (apresentação), Juliana Ariza (Consultora de Moda), Rick Carvalho (Reportagens), Fernando Oliveira "Fefito" (Noticias da TV), Gabriel Perline (Notícias da TV) e Luiz Henrique (personagem "Mamma Bruschetta" fofocas), Fabio Grabarz (reportagens), Solange Gomes (reportagens), Vida Vlatt (fofocas), Joana Matushita (reportagens), Sergio Valério (reportagens), Ator Guilherme Uzeta Personagem Tia (fofocas), Luíza Gutierrez (apresentação) e Vanessa de Oliveira (sexóloga).

Referências

  1. a b «Sobre o Mulheres». TV Gazeta. Consultado em 26 de julho de 2016 
  2. a b Francfort, Elmo (2010). Av. Paulista, 900 (PDF). A História da TV Gazeta. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. 436 páginas. ISBN 9788570608215 
  3. «TV Gazeta passará por nova reformulação». NaTelinha. UOL. 4 de março de 2012. Consultado em 13 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 5 de março de 2012 
  4. «Programa 'Mulheres' entra em nova fase». TV Gazeta. 29 de março de 2012. Consultado em 13 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de março de 2013 
  5. a b Flávio Ricco; José Carlos Nery (25 de julho de 2016). «TV Gazeta rescinde contrato com Mamma Bruschetta após 15 anos no "Mulheres"». Coluna do Flávio Ricco. UOL. Consultado em 26 de julho de 2016 
  6. Flávio Ricco; José Carlos Nery (27 de julho de 2016). «Gazeta define a Tia para o lugar de Mamma Bruschetta». Coluna do Flávio Ricco. UOL. Consultado em 28 de julho de 2016 
  7. Flávio Ricco; José Carlos Nery (12 de outubro de 2017). «Catia Fonseca e Band chegam a um acordo para contratação». UOL. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  8. «Tenho a Gazeta como segunda família, diz Catia Fonseca, que deixa o 'Mulheres' depois de 15 anos». F5. Folha de S.Paulo. 12 de outubro de 2017. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  9. Flávio Ricco; José Carlos Nery (12 de outubro de 2017). «Catia Fonseca assina por dois anos com a Band». UOL. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  10. Daniel Castro; Luciano Guaraldo (13 de dezembro de 2017). «Marido de Catia Fonseca ofereceu a mulher para a Band para se vingar». Notícias da TV. UOL. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  11. Gabriel Perline (12 de dezembro de 2017). «Após 15 anos, Catia Fonseca deixa a TV Gazeta e assina com a Band». E+. O Estado de S. Paulo. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  12. «Regina Volpato estreia no 'Mulheres' como substituta de Cátia Fonseca e se emociona». Caras. 8 de janeiro de 2018. Consultado em 9 de janeiro de 2017 
  13. Deriky Pereira (20 de outubro de 2017). «TV Gazeta contrata Regina Volpato para férias de Catia Fonseca». NaTelinha. UOL. Consultado em 9 de janeiro de 2017 
  14. Gabriel Perline (20 de outubro de 2017). «Regina Volpato volta à TV aberta após 5 anos». Sem Intervalo. O Estado de S. Paulo. Consultado em 9 de janeiro de 2017 
  15. Duh Secco (8 de janeiro de 2017). «Estadia de Regina Volpato na Gazeta corrige injustiça: por que tantos talentos não encontram mais espaço na TV?». TV História. Consultado em 9 de janeiro de 2017 
  16. Alex Xavier (14 de dezembro de 2017). «Regina Volpato sobre 'Mulheres': 'Se vier o convite, vou pensar'». Veja. Consultado em 9 de janeiro de 2017 
  17. Flávio Ricco; José Carlos Nery (6 de fevereiro de 2018). «Regina Volpato acerta com a Gazeta para continuar no "Mulheres"». Coluna Flávio Ricco. UOL. Consultado em 6 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikidata Base de dados no Wikidata