O Antagonista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Antagonista
Gênero jornalístico
País de origem  Brasil
Idioma(s) português
Lançamento 1 de janeiro de 2015 (2015-01-01)
Posição no Alexa Mundo 3.778º
Brasil 143º[1]
Endereço eletrônico oantagonista.com
Estado atual ativo

O Antagonista é um sítio web jornalístico, independente,[2] investigativo e opinativo da direita política do Brasil.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O Antagonista foi criado pelos jornalistas Diogo Mainardi e Mário Sabino em 1º de janeiro de 2015.[4] Em agosto de 2015, o jornalista Claudio Dantas passou a integrar como terceiro membro colaborador.[5] Em maio de 2017, Felipe Moura Brasil passou a ser parte da equipe.[6] Segundo seus jornalistas, sua proposta é dar prioridade às opiniões contrárias ao que definem como "protagonismo político, econômico e cultural", como sugere o próprio nome do portal.[7]

O sítio ainda contou com colaborações especiais como do falecido jornalista Sandro Vaia,[8][9] publica eventualmente vídeos do apresentador Danilo Gentili,[10][11] e publicações dos humoristas Hubert e Marcelo Madureira, um jornalista fictício, de nome Agamenon Mendes Pedreira.[12][13][14]

Em março de 2016, cinquenta por cento do Antagonista foi comprado pela empresa de publicações financeiras Empiricus Research.[15] Contratou em janeiro de 2017 a jornalista Madeleine Lacsko,[16] que trabalhou anteriormente no programa Radioatividade, da rádio Jovem Pan. Madeleine estreou a TV Antagonista.[17]

Em fevereiro de 2020, Felipe Moura voltou ao O Antagonista,[18] após ter deixando o sitio para assumir a Jovem Pan.[19]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva registrou quatro queixas que viraram inquéritos na 17ª Delegacia de Polícia do Ipiranga, em São Paulo. Entre os pedidos está a investigação de supostos crimes cometidos por jornalistas d’O Antagonista e da revista Veja.[20] A defesa de Lula disse que “sites aparentam existir apenas para atacar a honra e a imagem do ex-presidente".[21]

Em abril de 2017, o jornalista Paulo Henrique Amorim publicou em seu blog Conversa Afiada um diálogo ocorrido durante a delação premiada de Marcelo Odebrecht. No diálogo, o advogado de Marcelo denuncia ao juiz Sergio Moro que O Antagonista estaria transmitindo a delação ao vivo no seu site. Isto, segundo ele, violaria o segredo de justiça determinado por Moro.[22]

Em 15 de abril de 2019, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes ordenou que uma reportagem do O Antagonista e da Revista Crusoé referente a uma suposta relação entre Dias Toffoli e Marcelo Odebrecht fosse retirada sob pena de multa diária, caso não fosse retirada, de 100 mil reais.[23] A decisão de censurar o conteúdo da revista causou críticas por órgãos de defesa da liberdade de imprensa e de expressão, como a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI) a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Transparência internacional.[24] A Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE) também repudiou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, o que considerou "inadmissível".[25] Posteriormente, Alexandre de Moraes voltou atrás na decisão e revogou seu próprio ato.[26]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Traffic Statistics». Alexa Internet. 29 de dezembro de 2018. Consultado em 1 de maio de 2020 
  2. «Mapa do Jornalismo Independente». Agência Pública. Consultado em 1 de maio de 2020. Cópia arquivada em 1 de maio de 2020 
  3. Monitor do debate político no meio digital (21 de maio de 2019). «Os dez posts mais compartilhados no Facebook sobre as manifestações de 15 de maio». Observatório da Imprensa. Consultado em 22 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de maio de 2019 
  4. «Origem». O Antagonista. Consultado em 11 de abril de 2016 
  5. «O novo Antagonista». O Antagonista. 3 de agosto de 2015. Consultado em 11 de abril de 2016 
  6. «Felipe Moura Brasil é Antagonista». Antagonista. 2 de maio de 2017. Consultado em 2 de maio de 2017 
  7. Cotten, Shelia R; Robinson, Laura; et al. (14 de junho de 2017). Brazil: Media from the Country of the Future [Brasil: Meios [de comunicação em massa] do País do Futuro] (em inglês). Bingley [en], UK: Emerald Group. 300 páginas. ISBN 978-1-786357861 
  8. «Sandro Vaia e a qualidade do ar». O Antagonista. 3 de abril de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016 
  9. Sanches, Claudia (4 de abril de 2016). «Jornalista Sandro Vaia morre em São Paulo, aos 72 anos». Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Consultado em 30 de maio de 2017 
  10. «Danilo Gentili: "O sítio é meu"». O Antagonista. 23 de março de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016 
  11. «Lula conta tudo para Danilo Gentili». O Antagonista. 27 de abril de 2015. Consultado em 11 de abril de 2016 
  12. «Agamenon é nossa vaca premiada». O Antagonista. 22 de novembro de 2015. Consultado em 12 de abril de 2016 
  13. «Agamenon: férias no triplex do Guarujá». O Antagonista. 4 de fevereiro de 2016. Consultado em 12 de abril de 2016 
  14. «Agamenon: Pai Lula traz o seu deputado em três dias!». O Antagonista. 8 de abril de 2016. Consultado em 12 de abril de 2016 
  15. Sciarretta, Toni (4 de abril de 2016). «Polêmica e direta, consultoria cresce apesar de seus antagonistas». Folha de S. Paulo. Folha da manhã. Consultado em 20 de julho de 2017 
  16. «ConJur debate cobertura da "lava jato" com juristas e jornalista». Conjur. 17 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  17. «Pára tudo, Brasil!». O Antagonista. Consultado em 15 de janeiro de 2017 
  18. «Felipe Moura Brasil está de volta a O Antagonista». O Antagonista. 13 de fevereiro de 2020 
  19. «Felipe Moura Brasil deixa a Jovem Pan». Portal Comunique-se. 14 de fevereiro de 2020 
  20. «Lula pede investigação contra jornalistas da "Veja" e do site O Antagonista». Portal da Imprensa. 22 de março de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016 
  21. Nunes, Wálter (22 de março de 2016). «Lula pede investigação de jornalistas e criador do Pixuleko». Folha de S. Paulo. Folha da manhã. Consultado em 20 de julho de 2017 
  22. Amorim, Paulo Henrique (13 de abril de 2017). «Moro sabia do vazamento para O Antagonista!». Conversa Afiada. Cópia arquivada em 20 de julho de 2017 
  23. «STF censura sites e manda retirar matéria que liga Toffoli à Odebrecht». G1. Consultado em 16 de abril de 2019 
  24. «Entidades de imprensa criticam censura do STF a reportagem sobre Toffoli», Folha da manhã, Folha, 15 de abril de 2019 
  25. «"Inadmissível", diz Ajufe sobre ataques a Alexandre de Moraes». O Antagonista. Consultado em 1 de maio de 2020 
  26. Camila Bomfim (18 de abril de 2019). «Alexandre de Moraes revoga decisão que censurou reportagens de 'Crusoé' e 'O Antagonista'». G1. Globo. Consultado em 1 de maio de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]