Pandemia de COVID-19 no Acre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 no Brasil
Pandemia de COVID-19 no estado do Acre
Casos de COVID-19 por 100 mil habitantes por município de notificação
Casos de COVID-19 por município de notificação
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Local 22 municípios de 22
Período março de 2020 até atualmente
Primeiro caso 17 de março de 2020
Início 17 de março de 2020
Estatísticas globais
Casos confirmados 15 465[1]
Mortes 411[1]

Este artigo refere-se aos eventos ocorridos no estado do Acre durante a pandemia de COVID-19 no Brasil no primeiro semestre de 2020.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Março de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 17 de março os primeiros três casos confirmados no estado, na capital Rio Branco. Os casos são de um homem de 30 anos e uma mulher de 50 anos, que haviam retornado de viagem de São Paulo, e uma mulher de 37 anos que havia retornado de Fortaleza.[2] Foi decretada situação de emergência e visitas a presídios são suspensas.[3] As aulas foram suspensas também nesse dia.[4] Em 20 de março foi anunciado o fechamento de shoppings, bares, boates, lanchonetes, restaurantes e outros estabelecimentos considerados como focos de aglomeração. Só podem funcionar mercados, supermercados, farmácias e drogarias, padarias, distribuidoras de água e gás, hospitais e outros setores essenciais.[5]

Abril de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 6 de abril, a primeira morte pelo novo coronavírus é registrada no estado, na capital Rio Branco. Se tratava de uma mulher de 79 anos, hipertensa e diabética.[6] Em 10 de abril, 13 municípios do Acre, incluindo a capital Rio Branco, decretam calamidade pública.[7] Em 20 de abril torna-se obrigatório o uso de máscaras nas ruas. Em locais públicos, também passa a ser proibida a aglomeração de mais de cinco pessoas. É suspenso até o dia 31 de maio, a realização de eventos, reuniões, missas, cultos, cinemas, teatros, casas de shows e similares.[8] Em 25 de abril os leitos de UTIs da rede pública de saúde chegam a 100% da ocupação em Rio Branco.[9]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Os gráficos abaixo apresentam o crescimento de casos e óbitos no estado. Nos gráficos de casos e óbitos novos, as barras representam o número real de notificações por dia, enquanto a linha é uma média móvel de sete dias para ajudar a suavizar as anomalias entre um dia e outro e revelar a tendência geral. Os dados são do Ministério da Saúde (MS).

COVID-19 no Acre Acre
Novos casos, por dia. 
Novos óbitos, por dia. 
Casos acumulados. 
Óbitos acumulados. 


Evolução da pandemia de COVID-19 no Acre ()
     Mortos      Recuperados      Casos positivos

Mar. Mar. Abr. Abr. Mai. Mai. Jun. Jun. Jul. Jul. Últimos 15 dias Últimos 15 dias

Data
# de casos
# de mortes
17-03-2020
3(n.a.)
3(=)
22-03-2020
4(+33%)
23-03-2020
7(+75%)
24-03-2020
11(+57)
25-03-2020
11(=)
26-03-2020
17(+54,5%)
27-03-2020
21(+23,5%)
28-03-2020
23(+9%)
29-03-2020
34(+48%)
30-03-2020
41(+21%)
31-03-2020
42(+2%)
01-04-2020
43(+2%)
02-04-2020
45(+5%)
03-04-2020
46(+2%)
04-04-2020
46(=)
05-04-2020
48(+4%)
06-04-2020
50(+4) 1(n.a.)
07-04-2020
50(=) 2(+100%)
08-04-2020
58(+16%) 2(=)
09-04-2020
62(+7%) 2(=)
10-04-2020
70(+13%) 2(=)
11-04-2020
72(+3%) 2(=)
12-04-2020
77(+7%) 2(=)
13-04-2020
90(+17%) 3(+50%)
14-04-2020
99(+10%) 3(=)
15-04-2020
101(+2%) 4(+33%)
16-04-2020
115(+14%) 5(+25%)
17-04-2020
135(+17%) 5(=)
18-04-2020
142(+5%) 6(+20%)
19-04-2020
163(+15%) 6(=)
20-04-2020
176(+8%) 8(+33%)
21-04-2020
195(+11%) 8(=)
22-04-2020
214(+10%) 8(=)
23-04-2020
227(+6%) 10(+25%)
24-04-2020
234(+3%) 11(+10%)
25-04-2020
258(+10%) 11(=)
26-04-2020
279(+8%) 11(=)
27-04-2020
301(+8%) 14(+27%)
28-04-2020
317(+5%) 16(+14%)
29-04-2020
354(+12%) 18(+12,5%)
30-04-2020
404(+14%) 19(+6%)
01-05-2020
487(+21%) 19(=)
02-05-2020
553(+14%) 22(+16%)
03-05-2020
658(+19%) 25(+14%)
04-05-2020
733(+11%) 28(+12%)
05-05-2020
871(+11,5%) 29(+4%)
06-05-2020
943(+8%) 35(+21%)
07-05-2020
1.014(+7,5%) 36(+3%)
08-05-2020
1.177(+16%) 38(+5,5%)
09-05-2020
1.335(+13%) 40(+5%)
10-05-2020
1.447(+8%) 41(+2,5%)
11-05-2020
1.460(+1%) 44(+7%)
12-05-2020
1.590(+9%) 51(+16%)
13-05-2020
1.694(+6,5%) 52(+2%)
14-05-2020
1.740(+3%) 55(+6%)
15-05-2020
1.785(+3%) 57(+4%)
16-05-2020
1.867(+5%) 59(+3,5%)
17-05-2020
1.996(+7%) 62(+5%)
18-05-2020
2.234(+12%) 67(+8%)
19-05-2020
2.482(+11%) 73(+9%)
20-05-2020
2.817(+13,5%) 75(+3%)
21-05-2020
3.103(+10%) 78(+4%)
22-05-2020
3.343(+8%) 80(+3%)
23-05-2020
3.867(+16%) 87(+9%)
24-05-2020
4.160(+8%) 92(+6%)
25-05-2020
4.501(+8%) 97(+5%)
26-05-2020
4.781(+6%) 104(+7%)
27-05-2020
5.251(+10%) 113(+9%)
28-05-2020
5.600(+7%) 122(+8%)
29-05-2020
5.841(+4%) 135(+11%)
30-05-2020
6.072(+4%) 142(+5%)
31-05-2020
6.219(+2%) 147(+3,5%)
01-06-2020
6.326(+2%) 161(+9,5%)
02-06-2020
6.465(+2%) 165(+2,5%)
03-06-2020
6.679(+3%) 171(+4%)
04-06-2020
7.021(+5%) 181(+6%)
05-06-2020
7.284(+4%) 190(+5%)
06-06-2020
7.525(+3%) 201(+6%)
07-06-2020
7.983(+6%) 207(+3%)
08-06-2020
8.128(+1,8%) 211(+1,9%)
09-06-2020
8.457(+4%) 223(+5,7%)
10-06-2020
8.746(+3,4%) 237(+6,3%)
11-06-2020
9.091(+3,9%) 245(+3,4%)
12-06-2020
9.295(+2,2%) 254(+3,7%)
13-06-2020
9.534(+2,6%) 256(+0,79%)
14-06-2020
9.642(+1,1%) 259(+1,2%)
15-06-2020
9.771(+1,3%) 265(+2,3%)
16-06-2020
10.003(+2,4%) 271(+2,3%)
17-06-2020
10.339(+3,4%) 281(+3,7%)
18-06-2020
10.664(+3,1%) 287(+2,1%)
19-06-2020
10.987(+3%) 292(+1,7%)
20-06-2020
11.263(+2,5%) 297(+1,7%)
21-06-2020
11.381(+1%) 300(+1%)
22-06-2020
11.539(+1,4%) 305(+1,7%)
23-06-2020
11.810(+2,3%) 321(+5,2%)
24-06-2020
12.022(+1,8%) 326(+1,6%)
25-06-2020
12.304(+2,3%) 335(+2,8%)
26-06-2020
12.644(+2,8%) 343(+2,4%)
27-06-2020
12.913(+2,1%) 351(+2,3%)
28-06-2020
13.058(+1,1%) 353(+0,57%)
29-06-2020
13.146(+0,67%) 361(+2,3%)
30-06-2020
13.253(+0,81%) 365(+1,1%)
01-07-2020
13.715(+3,5%) 370(+1,4%)
02-07-2020
14.048(+2,4%) 378(+2,2%)
03-07-2020
14.112(+0,46%) 387(+2,4%)
04-07-2020
14.487(+2,7%) 391(+1%)
05-07-2020
14.622(+0,93%) 391(=)
06-07-2020
14.688(+0,45%) 394(+0,77%)
07-07-2020
14.941(+1,7%) 399(+1,3%)
08-07-2020
15.167(+1,5%) 404(+1,3%)
09-07-2020
15.465(+2%) 411(+1,7%)
Fontes:

Por município

Esta é a lista com mais casos confirmados: [10]

Posição Município N.° casos N.° mortes
1 Rio Branco 4.703 160
2 Cruzeiro do Sul 1.456 21
3 Tarauacá 398 3
4 Sena Madureira 266 1
5 Plácido de Castro 211 5
6 Acrelândia 167 2
7 Senador Guiomard 160 4
8 Brasiléia 152 6
9 Porto Acre 139 6
10 Marechal Thaumaturgo 108 0
11 Epitaciolândia 102 3
12 Xapuri 102 1
13 Bujari 88 1
14 Mâncio Lima 78 1
15 Capixaba 73 1
16 Assis Brasil 69 4

Até 10 de junho de 2020.

Referências