Tarauacá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tarauacá (desambiguação).
Município de Tarauacá
Vista parcial de Tarauacá

Vista parcial de Tarauacá
Bandeira indisponível
Brasão de Tarauacá
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 1 de janeiro de 1907 (111 anos)
Gentílico tarauacaense
Prefeito(a) Marilete Vitorino de Siqueira[1] (PSD)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Tarauacá
Localização de Tarauacá no Acre
Tarauacá está localizado em: Brasil
Tarauacá
Localização de Tarauacá no Brasil
08° 09' 39" S 70° 45' 57" O08° 09' 39" S 70° 45' 57" O
Unidade federativa Acre
Mesorregião Vale do Juruá IBGE/2008[2]
Microrregião Tarauacá IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Amazonas (N), Jordão (S), Feijó (L), Cruzeiro do Sul, Porto Walter (O) e Marechal Taumaturgo (SO).
Distância até a capital 381 km
Características geográficas
Área 15 553,430 km² [3]
População 40 024 hab. (AC: 4º) –  estimativa IBGE/2017[4]
Densidade 2,57 hab./km²
Altitude 168 m
Clima equatorial
Fuso horário UTC-5
Indicadores
IDH-M 0,539 baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 237 731,912 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 7 124,55 IBGE/2008[6]

Tarauacá é um município brasileiro localizado no noroeste do estado do Acre. Está distante 400 km da capital do estado, Rio Branco. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 40 024 habitantes em 2017, o que a coloca na posição de 4ª mais populosa de seu estado. Ocupa o terceiro lugar entre os municípios do estado em extensão territorial, com uma área de 15.553,43 km².

História[editar | editar código-fonte]

O município de Tarauacá originou-se do Seringal Foz do Muru, que foi criado na confluência do Rio Tarauacá com o Rio Muru, transformando-se em povoado com o passar do tempo. Fundado em 1º de outubro de 1907, por Antônio Antunes de Alencar, o povoado foi transformado em vila e batizado de "Seabra". Obteve sua autonomia através do Decreto Federal 9 831, de 23 de outubro de 1912, tornando-se, então, município.

Tarauacá é conhecido como "a terra do abacaxi gigante". Esse fruto chega a pesar em torno de 15 kg, fato que provoca grande admiração nos visitantes. A cidade é dotada de razoável infraestrutura turística. Conta com hospedarias, bares, hotéis e restaurantes, onde sempre se encontram pratos à base de peixes nobres da região, dentre outras especialidades.

O município de Tarauacá se tornou famoso no Brasil e no mundo após o programa Globo Repórter exibir uma matéria sobre as "Riquezas Amazônicas" que foi ao ar em 08 de dezembro de 2006. A reportagem mostra que além de produzir uma espécie de abacaxi gigante, também comprova que uma combinação de ervas que só existem na região, é capaz de fazer crescer cabelo em quem tem calvície. Carlos Pinto da Silva, o seringueiro que se virou cientista ao desenvolver o "Shampoo Esperança", diz que jamais revelará o segredo da sua fórmula milagrosa, tão cobiçada pelas indústrias de cosméticos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Limita-se ao norte com o estado do Amazonas; ao sul, com o município de Jordão; a leste, com o município de Feijó; a oeste, com os municípios de Cruzeiro do Sul e Porto Walter e, a sudoeste, com o município de Marechal Thaumaturgo. Área de 16 120,5 km², equivalendo a 10,53% da área total do estado, possuindo, entre os demais municípios, a terceira maior área territorial.

Tarauacá é o segundo município do Acre em concentração de terras indígenas, com oito áreas, equivalendo a 9,8% deste município. Esses povos vivem em 30 aldeias, com aproximadamente 1 639 pessoas.

A cidade é banhada pelo rio do mesmo nome, que, no verão, é margeado por quilômetros de praias de areias brancas e finas. O rio serve de opção nos finais de semana à centenas de banhistas, que procuram suas águas no afã de refrescar-se do forte calor da época. De acordo com Earthquake Track é um município com alta incidência de terremotos, mas nos últimos anos nenhum passou da magnitude 6.2, ou seja, são tremores leves e não costumam destruir edificações.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1969 a 1990 e a partir de 1993, a menor temperatura registrada em Tarauacá foi de 8 °C em 19 de julho de 1975,[7] e a maior de 39,7 °C em 23 de setembro de 2002.[8] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 145,6 milímetros (mm) em 31 de janeiro de 2015.[9] Janeiro de 2015 também foi o mês de maior precipitação, com 607 mm.[10]

Dados climatológicos para Tarauacá
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 36 36,4 35,7 36,6 35,2 35,2 38,1 37,2 39,7 37,9 37 35,8 39,7
Temperatura máxima média (°C) 31,1 31,1 31,3 31,5 30,9 30,8 31,8 32,9 33,2 32,6 31,8 31,3 31,7
Temperatura média compensada (°C) 25,8 25,9 26 25,8 25,2 24,7 24,6 25,5 26 26,4 26,1 25,9 25,7
Temperatura mínima média (°C) 22,5 22,4 22,5 22,2 21,2 20 19,1 19,5 20,8 22 22,2 22,5 21,4
Temperatura mínima recorde (°C) 18 17,2 14 16,6 13,5 10,2 8 9,7 10,4 13,1 16,6 17,8 8
Precipitação (mm) 281,7 257,6 326,8 200,9 135,9 60,9 48,7 62,5 112 193,1 262,3 270,5 2 212,9
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 19 17 19 15 13 7 5 6 8 14 15 19 157
Umidade relativa compensada (%) 87,1 87,5 88 86,7 86,2 85,5 82,4 80 80,4 83,7 86,1 87 85,1
Horas de sol 104,2 87,3 96,9 122,6 141,8 155,5 204,6 187 163,3 159,2 129,1 104,7 1 656,2
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[11]
recordes de temperatura: 09/06/1969 a 31/05/1990 e 01/07/1993-presente)[7][8]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo dados de 2014, sua população é de 38 201 habitantes, na proporção de 51,62% urbana, cerca de 16 608 pessoas; e 48,38% rural, cerca de 15 563 pessoas.

Sua densidade demográfica é de 1,48 habitantes por quilômetro quadrado.

Economia[editar | editar código-fonte]

A base econômica do município fundamenta-se na agricultura, pecuária, pesca e no extrativismo de borracha e madeira, para exportação. Conta, ainda, com pequenas indústrias de móveis, cerâmicas e artefatos de cimento, mas a base da economia ainda é o funcionalismo público. Embora, ano após ano, a participação deste diminua na composição econômica.

Composição econômica de Tarauacá [12]
Serviços

66,5 %

Agropecuária

24,7 %

Indústria

8,8 %

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Dispõe de correios, bancos (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco da Amazônia), rede de celulares de diversas operadoras, internet ADSL, rádio, uma emissora de televisão por satélite, centros de saúde e um hospital além de contar periodicamente com atendimento feito pelo barco-hospital da Secretaria de Saúde do Estado.

O município, que sofria isolamento por causa das precárias condições da BR-364, agora conta com ligação permanente pela rodovia ao restante do país. A maior parte de suas relações econômicas dá-se com o município de Feijó, devido a sua relativa proximidade (cerca de 48 quilômetros). O transporte fluvial é sazonal, devido à variação do nível das águas do Rio Tarauacá. No município localiza-se o terceiro mais movimentado aeroporto do Acre, o Aeroporto de Tarauacá.

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Pública Estadual Anselmo Marinho Lessa[13]
  • Biblioteca Pública Municipal

Referências

  1. Posse do Prefeito Eleito 2017 - Candidatos a Prefeito 2016 - TARAUACA AC. Página visitada em 4 de janeiro de 2013.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. «Estimativas da população 2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2017. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 29 de agosto de 2013. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  7. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Tarauacá». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  8. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Tarauacá». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  9. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Tarauacá». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  10. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Tarauacá». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  11. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  12. Governo do Estado do Acre (9 de Março de 2010). «Acre em Números 2009». Consultado em 2 de agosto de 2010. 
  13. [1]. Governo do Estado Acre, Sistema Estadual de Cultura, Fundação de Cultura Elias Mansour, Fundo Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura - EDITAL CULTURA E COMUNIDADE GRUPOS E PESSOAS 2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Acre é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.