Percy Julian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Em seu centenário, em 1999, Percy Julian foi homenageado na Academia Nacional de Ciências americana como um dos maiores químicos de todos os tempos.

Percy Lavon Julian (11 de abril de 1899 - 19 de abril de 1975) era um pesquisador em química afro-americano e um pioneiro na síntese química de medicamentos a partir de plantas. Ele foi o primeiro a sintetizar o produto natural fisostigmina, e foi um dos pioneiros na síntese química industrial em larga escala dos hormônios humanos, esteróides, progesterona e testosterona, a partir de esteróides vegetais, tais como estigmasterol e sitosterol. Seu trabalho serviu como base para a produção da indústria de medicamentos esteróides de cortisona, outros corticosteróides, e da pílula anticoncepcional. Mais tarde, ele começou sua própria companhia de sintetizar esteróides intermediários do inhame selvagem mexicano. Seu trabalho ajudou a reduzir o custo de esteróides intermediários de grandes empresas farmacêuticas multinacionais.[1]

Suas descobertas serviram como base para a produção de remédios para asma, anemia, artrites, hemorróidas, eczema, alergias, doenças pulmonares crônicas, câncer, glaucoma, prevenção de aborto, tratamentos hormonais, pílulas anticoncepcionais e fortificantes musculares.[2]

Em 1954, Julian estabeleceu um laboratório próprio (Julian Laboratory) que se especializou na produção de seu cortisona sintética. Durante sua vida ele obteve mais de 130 patentes de produtos químicos. Julian foi um dos primeiros afro-americanos a receber um doutorado em química. Ele foi o primeiro químico Afro-Americano empossado na Academia Nacional das Ciências, e o segundo cientista Afro-Americano a obter pós-doutorado em qualquer área.[1] Ele defendeu o direito dos negros de entrar em universidades até sua morte por câncer em 1975.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Black inventors: [1] (em inglês)
  • Forgotten genius: [2] (em inglês)

Referências