Petra Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Petra Costa
Petra Costa (2013)
Nascimento 8 de julho de 1983 (36 anos)
Belo Horizonte, MG,  Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz, cineasta
Atividade 2005–presente

Ana Petra Costa (Belo Horizonte, 8 de julho de 1983), popularmente conhecida como Petra Costa, é uma cineasta brasileira,[1] membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood desde 2018.[2][3]

Dirigiu os filmes Olhos de Ressaca (2009), Elena (2012), Olmo e a Gaivota (2015) e Democracia em Vertigem (2019).

Seus filmes são conhecidos pelo caráter ensaístico. Neles, Petra costuma estabelecer diálogos entre temas íntimos e pessoais e questões sociais e políticas.

Sua obra é influenciada pelo cinema de Gillo Pontecorvo, Agnès Varda, Chris Marker e Patricio Guzmán.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Petra Costa é filha de Manoel Costa e da jornalista e socióloga Marília Andrade (Li An).É também neta de Gabriel Donato de Andrade, um dos fundadores da construtora Andrade Gutierrez. [4] [5] Nos anos 1970, seus pais foram militantes de esquerda,[6] ligados ao PCdoB e, especialmente, a Pedro Pomar (1913-1976), a quem homenagearam dando o nome de Petra à sua filha.

Aos sete anos de idade, a infância de Petra seria dolorosamente marcada pelo suicídio de sua irmã, Elena, 13 anos mais velha do que ela, e que seria tema do seu documentário homônimo, lançado em 2012. [7]

Nascida em Belo Horizonte, em 1983, mudou-se para São Paulo um ano depois. Começou a estudar teatro aos 14 anos e, aos 17, ingressou no curso de Artes Cênicas da Universidade de São Paulo (USP), onde permaneceu por dois anos. Graduou-se em Antropologia no Barnard College, uma faculdade livre de artes da Columbia University, em Nova York, e fez mestrado em Comunidade e Desenvolvimento, na London School of Economics, em Londres, concentrando-se no conceito de trauma.[8][9]

De volta ao Brasil, aos 24 anos, passou a se dedicar ao cinema, primeiro como assistente de edição e direção e logo como diretora.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Petra Costa estreou no cinema produzindo e dirigindo o curta-metragem Olhos de Ressaca (2009), um retrato poético sobre o amor e o envelhecer contado sob a perspectiva de seus avós.

O curta foi exibido no MoMA e premiado em dez festivais nacionais e internacionais: melhor curta-metragem no Festival do Rio, no Festival Internacional de Documentário de Londres (LIDF), no Festival Internacional Cine Las Americas (Estados Unidos) e prêmio especial do júri no Festival de Gramado, entre outros.

Em seguida fez seu primeiro longa-metragem, Elena (2012), um documentário poético sobre a viagem de sua irmã mais velha, Elena, a Nova York com o sonho de ser atriz de cinema, a dura realidade que encontra e sua ida 20 anos mais tarde em busca das memórias da irmã.

O filme estreou no IDFA (Festival Internacional de Documentários de Amsterdã), foi exibido no Festival de Brasília, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, na Semana dos Realizadores (Rio de Janeiro), entre outros. Recebeu dezenas de prêmios, entre eles Melhor Documentário no Festival de Havana,[10] além de ter sido o documentário mais visto no Brasil em 2013.

Como extensão da bem-sucedida carreira do filme nos cinemas, foi promovida uma série de debates em espaços culturais e educativos e iniciativas de mobilização sobre suicídio e saúde mental, como o concurso Memórias Inconsoláveis.[11]

Em 2014, Elena foi lançado nos Estados Unidos, com produção executiva dos cineastas Fernando Meirelles e Tim Robbins.[12] Naquele ano, sagrou-se como o quarto filme no ranking de média de público por sala de exibição nos Estados Unidos[13] e colecionou críticas positivas. Foi descrito como "um sonho cinematográfico” pelo The New York Times,[14] “espantoso e inesquecível” pelo Hollywood Reporter,[15] e definido pela Indiewire como uma “estreia magistral que leva a não-ficção aonde ela raramente vai — longe do seu confortável acento nos fatos, adentrando um universo de possibilidades expressionistas”.[16] A Indiewire o listou como um dos melhores documentários do ano.[17]

Em 2014, a Editora Arquipélago lançou o livro Elena, com ensaios sobre o filme, o roteiro e conteúdo inédito.[18]

O segundo longa-metragem de Petra Costa foi feito após um convite do Laboratório do Festival Internacional de Documentário de Copenhague (CPH:DOX) para uma co-direção com a dinamarquesa Lea Glob. Juntas, as duas se propuseram a investigar uma vida real em uma estrutura ficcional em Olmo e A Gaivota. O filme acompanha a descoberta de Olivia e Serge, atores da Companhia Théâtre du Soleil, de estarem esperando um filho. A partir daí os meses de gravidez se desdobram como um rito de passagem, que forçam a atriz a confrontar seus medos mais obscuros. O desejo de Olivia por liberdade e sucesso profissional, os limites impostos pelo próprio corpo e sua imagem como pessoa e personagem são alguns dos temas explorados no longa.

Olmo e A Gaivota estreou no Festival de Locarno,[19] onde ganhou o Prêmio Jovem do Júri.[20] Também ganhou o Best Nordic Dox Award no CPH:DOX,[21] melhor documentário no Festival de Cinema do Rio,[22] melhor documentário do Festival de Cinema do Cairo[23] e melhor narrativa no festival de filmes RiverRun International Film Festival,[24] entre outros.

Em uma das primeiras exibições do filme no Brasil, Petra Costa defendeu autonomia das mulheres sobre seu corpo e a descriminalização do aborto, o que teve uma grande repercussão.[22] Para dialogar com as críticas recebidas, Petra criou a campanha "Meu Corpo, Minhas Regras.[25]

Seu projeto seguinte teve início na cobertura das manifestações a favor e contra o impeachment da presidente Dilma Roussef em 2016 e resultou no longa-metragem Democracia em Vertigem. O filme é uma produção original da Netflix, que estreou mundialmente no dia 19 de junho de 2019.[26]

O documentário combina o pessoal e o político para explorar um dos momentos mais dramáticos e turbulentos da História do Brasil. Com amplo acesso aos presidentes Lula e Dilma, a diretora também revisitou a complexa trajetória de sua família para tentar compreender a Luta de Classes no país.

Democracia em Vertigem estreou na noite de abertura do Sundance Film Festival 2019[27] e foi selecionado para diversos festivais internacionais como o CPH:DOX, True False, IndieLisboa, Sheffield e Rooftop Films.

O filme foi bem recebido pela crítica internacional. "Um documentário absolutamente vital", escreveu o The New York Times.[28] "Um documentário vasto e petrificante", elogiou a Variety.[29] Segundo o ScreenDaily, o filme é "um thriller político ao estilo de Todos os Homens do Presidente (...) com um toque de O Poderoso Chefão.[30] Para a NBC News, o documentário revela "incrível acesso aos bastidores da política".[31] "As imagens são de cair o queixo”, comentou o site Firstshowing.net.[32] Para a POV Magazine, trata-se de “um documentário como nenhum outro, um trabalho íntimo e grandioso”.[33]

Petra Costa também foi listada pela revista especializada em cinema Variety, como uma das 10 documentaristas a serem vistas em 2019.[34]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Prêmio de Melhor Curta-Metragem no Festival do Rio[36]
Prêmio Especial do Júri e o Prêmio do Público no Festival de Gramado[36]
Prêmio Novos Talentos e o Prêmio Espaço Unibanco por Olhos de Ressaca no Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo[36]
  • 2012 - Elena (longa-metragem)
Prêmios de Melhor Documentário pelo Júri Popular, Melhor Direção, Montagem e Direção de Arte no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro[37]
Exibido no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã (IDFA) e no Festival Internacional de Cinema de Guadalajara[37]
Prêmio de Melhor Documentário no Festival do Rio[22]
Prêmio Nordic:DOX no CPH:DOX[21]
Prêmio Jovem do Júri no Festival de Locarno[20]
Seleção oficial do Festival Sundance, no CPH:Dox e no True/False Film Festival, em Columbia (Missouri)

Premiações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Prêmio Obra
2009 Festival do Rio (Brasil) Melhor curta-metragem Olhos de Ressaca
2009 Festival de Gramado (Brasil) Prêmio especial do júri

Prêmio do público

Olhos de Ressaca
2009 Vitoria Cine Video (Brasil) Melhor montagem Olhos de Ressaca
2009 Festival Internacional de Cinema de Itu (Brasil) Melhor roteiro Olhos de Ressaca
2009 Goiânia Mostra de Curtas (Brasil) Melhor filme Olhos de Ressaca
2009 Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Brasil) 10 mais votados pelo público Olhos de Ressaca
2010 Cine Las Americas International Film Festival (EUA) Melhor curta documentário Olhos de Ressaca
2010 Curta Cabo Frio (Brasil) Melhor curta documentário 35mm Olhos de Ressaca
2010 New England Festival of Ibero American Cinema (EUA) Melhor curta Olhos de Ressaca
2011 London International Documentary Festival (Inglaterra) Melhor curta Olhos de Ressaca
2012 Festival de Brasília (Brasil) Melhor documentário

Júri popular

Melhor direção

Melhor montagem

Melhor direção de arte

Elena
2013 Festival Internacional de Cinema de Guadalajara (México) Menção especial Elena
2013 Festival Internacional de Documentários ZagrebDox (Croácia) Menção especial Elena
2013 Films de Femmes (França) Melhor Documentário Elena
2013 Planete+ Doc Film Festival Varsóvia (Polônia) Prêmio Canon de Cinematografia Elena
2013 Cine Música – Festival de Cinema de Conservatória (Brasil) Melhor Música Original Elena
2013 Los Angeles Brazilian Film Festival (EUA) Melhor Documentário Elena
2013 Festival de Havana (Cuba) Melhor Documentário Elena
2013 Festival Internacional de Cine Documental de la Cuidad de México (DocsDF) (México) Melhor longa latino-americano Elena
2014 Festival Sesc Melhores Filmes (Brasil) Melhor documentário júri popular Elena
2014 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (Brasil) Melhor documentário júri popular

Melhor montagem

Elena
2014 Arlington International Film Festival (AIFF) (EUA) Melhor filme Elena
2014 CPH:DOX (Dinamarca) Melhor Documentário Nórdico Olmo e a Gaivota
2015 Festival de Locarno Prêmio do júri jovem Olmo e a Gaivota
2015 Festival do Rio (Brasil) Melhor Documentário Olmo e a Gaivota
2015 Festival Internacional de Cairo Film Critics Week (Egito) Menção honrosa Olmo e a Gaivota
2016 Femcine (Chile) Melhor longa internacional Olmo e a Gaivota
2016 Festival Docs Against Gravity (Polônia) Melhor ficção / não ficção Olmo e a Gaivota
2016 Festival River Run Film (EUA) Prêmio do público de melhor narrativa Olmo e a Gaivota
2019 Sundance Filme Festival (EUA) Seleção oficial Democracia em Vertigem
2019 CPH:DOX (Dinamarca) Seleção oficial Democracia em Vertigem
2019 True / False Filme Festival (EUA) Seleção oficial Democracia em Vertigem
2019 Roof Top Film Festival (EUA) Seleção oficial Democracia em Vertigem

Referências

  1. Jamila Tavares (23 de setembro de 2012). «Busca de diretora por irmã encerra mostra de documentários em Brasília». G1. Consultado em 20 de junho de 2019 
  2. «Brasileiros são convidados a integrar Academia do Oscar». ancine.gov.br. 27 de junho de 2018. Consultado em 20 de junho de 2019 
  3. «New Academy Member». oscars.org. 25 de junho de 2018. Consultado em 20 de junho de 2019 
  4. 'Democracia em Vertigem' é sobre urgência de entender o País. Por Luiz Carlos Merten. Terra, 19 de junho de 2019.
  5. A Elena de Petra. Por Lúcio Flávio Pinto, 17 de setembro de 2016.
  6. Democracia em Vertigem dialoga com a "polarização doentia" da política nacional, afirma a diretora Petra Costa. Por Bruno Carmelo e Maria Clara Guedes. AdoroCinema, 21 de junho de 2019.
  7. A tragédia de Elena e sua família. 8 de julho de 2013.
  8. De Ofélia a Elena. Por Sérgio Rizzo. Cult, 13 de maio de 2013.
  9. Site do filme Elena. Diretora: Petra Costa
  10. «Cinema brasileiro ganha três dos principais prêmios e uma menção no Festival de Havana». ancine.gov.br. 19 de dezembro de 2013. Consultado em 20 de junho de 2019 
  11. «Prêmio Memórias Inconsoláveis». elenafilme.com. Consultado em 20 de junho de 2019 
  12. P. X. de Sandoval (9 de outubro de 2014). «O documentário do ano no Brasil inicia a corrida para Hollywood». El País. Consultado em 20 de junho de 2019 
  13. «Weekend Box Office». boxofficemojo.com. Consultado em 20 de junho de 2019 
  14. Stephen Holden (29 de maio de 2014). «Searching for Her Sister, as Well as for Herself». The New York Times. Consultado em 20 de junho de 2019 
  15. Frank Scheck (29 de maio de 2014). «'Elena': Film Review». The Hollywood Reporter. Consultado em 20 de junho de 2019 
  16. John Anderson (29 de maio de 2014). «Review: A Dreamy Suicide is a Masterful Debut in Petra Costa's 'Elena'». IndieWire. Consultado em 20 de junho de 2019 
  17. «The Best Movies Of 2013 (The Playlist Staff Top 10s)». IndieWire. 31 de dezembro de 2013. Consultado em 20 de junho de 2019 
  18. «ELENA - O livro do filme de Petra Costa». livrariaarquipelago.com.br. Consultado em 20 de junho de 2019 
  19. «"Olmo e a Gaivota", de Petra Costa e Lea lob, é premiado em Locarno». revistadecinema.com.br. 17 de agosto de 2015. Consultado em 20 de junho de 2019 
  20. a b «Olmo e a Gaivota». 42.mostra.org. Consultado em 20 de junho de 2019 
  21. a b Adam (18 de agosto de 2015). «Olmo & the Seagull wins the Junior Jury Award at the Locarno Film Festival». cphdox.dk. Consultado em 20 de junho de 2019 
  22. a b c Denise Meira do Amaral (15 de outubro de 2015). «"É um tabu milenar", diz cineasta premiada Petra Costa sobre gravidez». Glamurama. Consultado em 20 de junho de 2019 
  23. «Cairo International Film Festival - CIFF 2015». Moz'Art. Consultado em 20 de junho de 2019 
  24. «RiverRun International Film Festival». IMDb. Consultado em 20 de junho de 2019 
  25. «"Meu corpo, minhas regras": por que este vídeo está enfurecendo grupos religiosos pelo Brasil». hypeness. Consultado em 20 de junho de 2019 
  26. «Estreia na Netflix o documentário 'Democracia em Vertigem', de Petra Costa». Revista Fórum. 19 de junho de 2019. Consultado em 20 de junho de 2019 
  27. Christian Zilko (5 de junho de 2019). «'The Edge of Democracy' Trailer: A Front Row Seat to An Authoritarian Backslide — Exclusive». IndieWire. Consultado em 20 de junho de 2019 
  28. «The Best Movies and TV Shows New to Netflix Australia in June». The New York Times. 30 de maio de 2019. Consultado em 20 de junho de 2019 
  29. Guy Lodge (25 de abril de 2019). «Film Review: 'The Edge of Democracy'». Variety. Consultado em 20 de maio de 2019 
  30. Allan Hunter (29 de março de 2019). «'The Edge Of Democracy': CPH:DOX review». ScreenDaily. Consultado em 20 de junho de 2019 
  31. Monica Castillo (24 de janeiro de 2019). «Here are 5 Latino-themed films to watch at Sundance». NBC News. Consultado em 20 de junho de 2019 
  32. Alex Billington (2 de fevereiro de 2019). «Sundance 2019: Petra Costa's Documentary 'The Edge of Democracy'». Firstshowing.net. Consultado em 20 de junho de 2019 
  33. Jason Gorber (28 de abril de 2019). «Review: 'The Edge of Democracy'». POV Magazine. Consultado em 20 de junho de 2019 
  34. «10 Documentary Filmmakers to Watch 2019». Variety. Consultado em 20 de junho de 2019 
  35. «Don Quixote of Bethlehem». IMDb. Consultado em 20 de junho de 2019 
  36. a b c «Olhos de Ressaca». PortaCurtas. Consultado em 20 de junho de 2019 
  37. a b «Elena (82 min)». elenafilme.com. Consultado em 20 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]