Democracia em Vertigem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Democracia em Vertigem
Cartaz do filme em Português
 Brasil
2019 •  cor •  121 min 
Direção Petra Costa
Produção Joanna Natasegara
Shane Boris
Tiago Pavan
Gênero documentário
Música Rodrigo Leão
Vitor Araújo
Lucas Santtana
Gil Talmi
Edição Karen Harley
Tina Baz
David Barker
Joaquim Castro
Jordana Berg
Felipe Lacerda
Distribuição Netflix
Lançamento Estados Unidos 24 de janeiro de 2019 (Festival de Sundance)
Brasil 19 de junho de 2019 (Netflix)
Idioma português brasileiro
inglês
Site oficial

Democracia em Vertigem (título em inglês: The Edge of Democracy) é um documentário brasileiro de 2019 dirigido por Petra Costa, indicado ao Oscar de Melhor Documentário de Longa Metragem em 2020.[1] Definido como "uma tragédia épica de corrupção e traição",[2] Democracia em Vertigem retrata os bastidores do impeachment da primeira mulher presidente do Brasil, Dilma Rousseff, o julgamento de seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva, a eleição do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro e a crise político-econômica recente do Brasil.[3][4][5] Com acesso privilegiado a Dilma, Lula, Bolsonaro e outros políticos importantes, o filme entrelaça o pessoal e o político para narrar um momento decisivo da história recente do Brasil, também considerado como "uma advertência a todas as democracias do mundo".[6] Em uma sucessão de eventos que se assemelha a um filme de suspense,[7] o documentário captura intimamente os três presidentes enquanto eles lutam por suas vidas políticas, além de mostrar o dano colateral que essa luta teve sobre a democracia.[8][9][10][11]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Democracia em vertigem teve sua primeira exibição mundial em 24 de janeiro de 2019, no MoMA, durante o Festival de Sundance, quando foi apresentado pelo cineasta Spike Lee. [12] A Netflix adquiriu os direitos de distribuição do filme, que foi lançado comercialmente em 19 de junho de 2019 [13] junto com projeções em cinemas de Nova York e Los Angeles. Ao longo do ano de 2019, foi o segundo documentário mais visto da plataforma no Brasil. [14]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Após o anúncio da indicação do filme ao Oscar, repercutiu na imprensa do Brasil o fato da polarização política brasileira ter chegado a tal premiação.[15][16][17][18] Nas redes sociais, o documentário foi elogiado em sua maioria por perfis de esquerda, mas criticado por perfis da direita política.[18]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica especializada[editar | editar código-fonte]

No agregador de críticas de televisão e cinema Rotten Tomatoes, Democracia em Vertigem tem 96% de aprovação baseado em 23 críticas.[19] No Metacritic, outro agregador de críticas, o filme tem a nota de 81/100, baseado em 12 críticas.[20] O portal AdoroCinema classificou o filme como bom, tendo a nota 3,5 de 5 estrelas.[21]

Um jornalista do The New York Times elogiou o filme, chamando-o de "uma crônica de traição cívica e abuso de poder, e também de desgosto".[22] Leslie Felperin, do The Guardian, deu ao filme 4 de 5 estrelas, dizendo: "[Petra] Costa consegue elaborar uma cartilha íntima sobre a queda do Estado no populismo e o desgaste do tecido democrático do país".[23] David Ehrlich, do IndieWire, deu ao filme uma nota B e descreveu-o como "um retrato zangado, íntimo e assombroso do recente deslize do Brasil de volta às garras abertas da ditadura".[24]

O crítico Lawrence Garcia do The A.V. Club atribuiu uma revisão mista ao filme, elogiando a cobertura dos temas trazidos pela direção, mas criticando a falta de abrangência do documentário, dizendo: "Ao investigar o processo de impeachment, por exemplo, [Petra] Costa enfatiza sistematicamente as maquinações políticas injustas da Câmara dos Deputados do Brasil, mas também encobre as falhas do governo de Dilma e sua manipulação incontestável do orçamento federal."; ainda sobre a cobertura dos temas do filme, finalizou: "[…]oferecer uma exploração completa e honesta desses assuntos poderia tê-lo sustentado."[25]

A Revista Crusoé publicou crítica negativa, observando que o documentário "retorce a realidade para dizer que a democracia está em risco no Brasil [o que] pode enganar Hollywood, mas é só o desabafo narcisista de uma garota inconformada".[26]

Outras críticas[editar | editar código-fonte]

Pedro Bial chamou o documentário de "insuportável (...) É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica. Foram os maus do mercado, essa gente feia, homens brancos, que nos machucaram e nos tiraram do poder, porque o PT sempre foi maravilhoso e Lula é incrível".[27] Após ser "linchado" nas redes sociais por este comentário, Pedro Bial escreveu um artigo para o O Globo pedindo paz.[28] Este episódio e o comentário repercutiu na mídia do Brasil.[29][30][31][32][33][34][35]

Michel Temer, que foi um dos retratados no filme, disse em entrevista à Folha de S. Paulo que "as imagens são reais, [o documentário é] muito bem fotografado, muito bem produzido, entretanto, há uma postura político-partidária e pessoal que retira a credibilidade do filme".[36]

Prêmios e festivais[editar | editar código-fonte]

Prêmio Data Categoria Resultado Ref
CPH:DOX
1 de abril de 2019
Prêmio CPH:DOX
Indicado
Sheffield International Documentary Festival
12 de junho de 2019
Prêmio Tim Hetherington
Indicado
Sundance Film Festival
3 de fevereiro de 2019
Cinema Mundial - Documentário
Indicado
Oscar
9 de fevereiro de 2020
Indicado


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Welle, Deutsche (13 de janeiro de 2020). «Brasileiro "Democracia em vertigem" é indicado ao Oscar». Deutsche Welle. Consultado em 13 de janeiro de 2020 
  2. «Matéria sobre o Festival de Tribeca na revista Fator Brasil, abril de 2017». Fator Brasil. Abril de 2017. Consultado em 27 de abril de 2020 
  3. Estadão Conteúdo (19 de junho de 2019). «'Democracia em Vertigem', a urgência de entender o Brasil». Revista IstoÉ. Cópia arquivada em 19 de junho de 2019 
  4. Miranda, André (19 de junho de 2019). «'Democracia em vertigem' traz narrativa política do impeachment em documentário». O Globo. Cópia arquivada em 19 de junho de 2019 
  5. Merten, Luiz Carlos (19 de junho de 2019). «Filme 'Democracia em Vertigem' fala sobre a urgência de entender o Brasil». Portal Terra. Cópia arquivada em 19 de junho de 2019 
  6. Ben-Moche, Erin. «Artigo de Erin Ben-Moche no Jewish Journal, de Los Angeles, fevereiro de 2020». Jewish Journal. Consultado em 27 de abril de 2020 
  7. Lodge, Guy (2019). «Crítica de Guy Lodge para o Variety, abril de 2019». Variety. Consultado em 27 de abril de 2020 
  8. Chade, Jamil (19 de junho de 2019). «"Vi algo doente na sociedade", diz diretora de filme sobre impeachment». Universo Online. Cópia arquivada em 19 de junho de 2019 
  9. Bedinelli, Talita (21 de junho de 2019). «'Democracia em vertigem': o Brasil alicerçado sobre um passado mal resolvido». El País. Cópia arquivada em 21 de junho de 2019 
  10. Castanho, Laura (25 de junho de 2019). «Náusea e dor foram guia para 'Democracia em Vertigem', diz diretora». Folha de S.Paulo. Consultado em 25 de junho de 2019 
  11. Neves, Maria Laura (17 de junho de 2019). «Em "Democracia em vertigem", Petra Costa questiona os limites da democracia brasileira». Revista Marie Claire. Cópia arquivada em 19 de junho de 2019 
  12. Costa, Maurício (2019). «'Democracia em Vertigem', de Petra Costa, é ovacionado em Sundance». Correio Braziliense. Cópia arquivada em 15 de junho de 2019 
  13. Coletti, Caio (2019). «"Democracia em Vertigem": Netflix lança trailer de doc sobre impeachment de Dilma». entretenimento.uol.com.br. Cópia arquivada em 15 de junho de 2019 
  14. «Matéria no UOL sobre os documentários mais vistos na Netflix em 2019». Consultado em 5 de maio de 2020 
  15. «"Democracia em Vertigem" leva polarização política do Brasil ao Oscar». GaúchaZH. Consultado em 9 de fevereiro de 2020 
  16. «"Democracia em Vertigem": polarização política no Brasil chega ao Oscar». A Gazeta. Consultado em 9 de fevereiro de 2020 
  17. «"Democracia em Vertigem": polarização política no Brasil chega ao Oscar». Veja. Grupo Abril. Consultado em 9 de fevereiro de 2020 
  18. a b «Indicação de 'Democracia em vertigem' ao Oscar polariza redes sociais: 'ficção e fantasia', publicou PSDB». O Globo. Grupo Globo. Consultado em 9 de fevereiro de 2020 
  19. «The Edge of Democracy». Rotten Tomatoes. Consultado em 21 de Junho de 2019 
  20. «The Edge of Democracy». Metacritic. Consultado em 21 de Junho de 2019 
  21. Carmelo, Bruno Carmelo. «Democracia em Vertigem - Um grande desacordo nacional». AdoroCinema. Consultado em 23 de junho de 2019 
  22. «Review: 'Edge of Democracy' Looks at Brazil With Outrage and Heartbreak». The New York Times 
  23. «The Edge of Democracy review – to the heart of Brazilian politics». The Guardian 
  24. «'The Edge of Democracy' Review: Brazil's Slide Towards Fascism Becomes a Cautionary Tale». IndieWire 
  25. Garcia, Lawrence (17 de junho de 2019). «The Edge Of Democracy offers an outraged but skimpy primer on Brazil's recent political woes». The A.V. Club. Consultado em 9 de julho de 2019 
  26. «Oscar em vertigem». Revista Crusoé. Consultado em 9 de fevereiro de 2020 
  27. «Bial: Democracia em Vertigem é "insuportável, Petra chora o filme inteiro"». Uol. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  28. «Pedro Bial: 'Critiquei o filme de Petra Costa, fui linchado e peço paz'». O Globo. Grupo Globo. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  29. «Pedro Bial critica documentário Democracia em Vertigem: "Ficção alucinante"». O Povo. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  30. «"INSUPORTÁVEL, PETRA CHORA O FILME INTEIRO", DIZ PEDRO BIAL SOBRE DEMOCRACIA EM VERTIGEM». Aventuras na História. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  31. «Pedro Bial faz duras críticas a 'Democracia em Vertigem', de Petra Costa». Estadão. Grupo Estado. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  32. «"Ficção alucinada", diz Bial sobre documentário "Democracia em Vertigem"». ISTOÉ. Editora 3. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  33. «Pedro Bial diz que 'Democracia em Vertigem' é ficção alucinante e tem narração insuportável». F5. Folha de S. Paulo. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  34. «Pedro Bial comenta repercussão de crítica a Democracia em Vertigem». Jornal Correio. Rede Bahia. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  35. «Pedro Bial responde a críticas após polêmica sobre "Democracia em Vertigem": "Fui linchado e peço paz"». Gaúcha Zh. Grupo RBS. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  36. «Temer diz que 'Democracia em Vertigem' é mais ficção que documentário». Filha de S. Paulo. Grupo Folha. 10 de fevereiro de 2020. Consultado em 10 de fevereiro de 2020 
  37. «The winners of CPH:DOX 2019 are…». CPH:DOX. 1 de abril de 2019 
  38. «Tim Hetherington Award at Sheffield Documentary Festival 2019». Tim Hetherington Trust. 11 de Junho de 2019 
  39. «Sundance 2019 preview: World Cinema Documentary competition». Screendaily. 20 de janeiro de 2019 
  40. «Brasileiro Democracia em Vertigem disputa o Oscar 2020». Metrópoles. 13 de janeiro de 2020. Consultado em 13 de janeiro de 2020 
  41. «"Democracia em Vertigem" é indicado ao Oscar de Melhor Documentário». GaúchaZH. 13 de janeiro de 2020. Consultado em 13 de janeiro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]