Ródope (província romana)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Europa (desambiguação).
Provincia Rhodopeia
Ἐπαρχία Ῥοδόπης
Província de Ródope
Província do(a) Império Romano e do Império Bizantino
293–década de 640

Dioecesis Thraciae 400 AD.png
Diocese da Trácia c. 400.
Capital Trajanópolis
Líder Praeses

Período Antiguidade Tardia
293 Reformas administrativas de Diocleciano e de Constantino, o Grande
década de 640 Adoção do sistema dos temas

Ródope era uma província do período final do Império Romano e primeiros anos do Império Bizantino localizada na costa norte do mar Egeu. Parte da Diocese da Trácia, ela se estendia ao longo da cordilheira do Ródope, abrangendo partes da moderna Trácia Ocidental (na Grécia) e do sudoeste da Bulgária. Seu governador detinha a dignidade de praeses e estava sediado e Trajanópolis. De acordo com o "Sinecdemos", do século VI, havia ali seis outras cidades: Maroneia, Maximianópolis, Nicópolis no Nesto, Cereópirgo (desconhecida) e Topeiro (Toxotai, na Grécia).

A província sobreviveu até as invasões eslavas do século VII, mas sobreviveu como uma província eclesiástica até pelo menos o século XII. O Tema de Bolero abarcou boa parte de seu território durante o domínio bizantino.

Sés episcopais[editar | editar código-fonte]

As sés episcopais da província que aparecem no Anuário Pontifício como sés titulares são[1]:

Referências

  1. Annuario Pontificio 2013 (Libreria Editrice Vaticana 2013 ISBN 978-88-209-9070-1), "Sedi titolari", pp. 819-1013

Bibliografia[editar | editar código-fonte]