Riolândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Riolândia
"Cidade beira rio"
Entrada da cidade

Entrada da cidade
Bandeira de Riolândia
Brasão de Riolândia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 26 de Março de 1954 (62 anos)
Gentílico riolandense
Prefeito(a) Joaquim Roberto Mega (PSDB)
Localização
Localização de Riolândia
Localização de Riolândia em São Paulo
Riolândia está localizado em: Brasil
Riolândia
Localização de Riolândia no Brasil
19° 59' 24" S 49° 40' 51" O19° 59' 24" S 49° 40' 51" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Microrregião Votuporanga IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Pontes Gestal, Cardoso, Palestina, Paulo de Faria, Itapagipe (MG) e São Francisco de Sales (MG)
Distância até a capital 572 km
Características geográficas
Área 633,4 km² [2]
População 11,429 hab. Censo IBGE/2013[2]
Densidade 0,02 hab./km²
Altitude 438 m
Clima Tropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,737 alto PNUD/2000[3]
PIB R$ 100 230 mil IBGE/2009[4]
PIB per capita R$ 9 507,64 IBGE/2009[4]
Página oficial

Riolândia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 19º58'51" sul e a uma longitude 49º40'55" oeste, estando a uma altitude de 438 metros. A cidade tem uma população de 11.429 habitantes (IBGE/2013) e área de 633,4 km².[2] Riolândia pertence à Microrregião de Votuporanga.

História[editar | editar código-fonte]

Primitivamente a região próxima à confluência do Rio Turvo com o Rio Grande era habitada por tribos de índios Caiapós, e foi por lá que os primeiros desbravadores entraram em terras, hoje, riolandenses.

O Padre José Vicente Gonçalves de Macedo, estabeleceu contato com os índios próximos à confluência, onde hoje se localiza a cidade mineira de São Francisco de Sales e que acabou transpondo o Rio Grande e penetrando em São Paulo pelo Rio Turvo.


Após ser obtido êxito na missão pacificadora, vieram diversas famílias paulistas, mas que seguiram o mesmo percurso missionário, isto é, pelo triângulo Mineiro. Assim vieram as famílias Costa Maldonado, os Lemos Campos, os Santana e Felisbino, que passaram a ocupar as terras do Turvo, mais tarde constituindo um povoado junto ao córrego do Veadinho. São considerados os fundadores, Antônio Livino Borges e Joaquim Escolástico Maldonado.

Embora a povoação tivesse sua formação em fins do século XIX, somente em Março de 1935 foi criado o Distrito de Paz, no Município de Olímpia, com o nome de Veadinho (por conta do córrego que atravessa o local).

Em 1938, o Distrito de Paz de Veadinho foi transferido da cidade de Olímpia para o recém criado município de Paulo de Faria (anteriormente Patos).

Em 30 de Novembro de 1944 o nome do distrito foi alterado para Veadinho do Porto.

Em 30 de Dezembro de 1953, foi elevada a categoria de município, após um concurso envolvendo toda cidade, passou à denominação de Riolândia.


Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[2]

População total: 10 575

  • Urbana: 8 366
  • Rural: 2 209
  • Homens: 6 022[5]
  • Mulheres: 4 553

Densidade demográfica (hab./km²): 16,70

Taxa de alfabetização: 88,4%[6]

Dados do Censo - 2000

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia e Turismo[editar | editar código-fonte]

A economia local baseia-se essencialmente na agricultura e pecuária, mostrando uma forte intensificação da cultura canavieira.

Na área de lazer, o município conta com uma praia artificial, às margens do Rio Grande, represa de Água Vermelha, com quiosques, campo de futebol e grande potencial pesqueiro.

Administração[editar | editar código-fonte]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Riolândia já possuiu um time de futebol profissional, o Riolândia Atlético Clube, com relativo sucesso nas divisões inferiores do Campeonato Paulista. Porém o departamento foi fechado em meados dos anos 90.

Atualmente a cidade disputa apenas competições amadoras usando o nome de Riolândia Esporte Clube.

OVNI[editar | editar código-fonte]

O Inape concluiu em 2014 o Dossiê Riolândia, atestando que a cidade recebeu a visita de extras terrestres no dia 20 de janeiro de 2008, quando OVNI´s sobrevoaram a cidade, pousando em um canavial próximo[7].


Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. a b c d «Censo Populacional 2010 - IBGE» (PDF). IBGE.gov.br. Consultado em 2 de setembro de 2011. 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 29 dez. 2011. 
  5. «SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 2 de setembro de 2011.  horizontal tab character character in |título= at position 26 (Ajuda)
  6. «Taxa de Alfabetização 2010» (zip). Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Consultado em 23 de janeiro de 2012. 
  7. Estudo de ufólogos diz que óvnis 'visitaram' cidade do interior de SP em 2008 Folha de S.Paulo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]