Sepak takraw

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sepaktakraw)
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.
Jogo de sepak takraw

O sepak takraw (pronunciado de preferência AFI: [seˈpak taˈkro]) (voleibol de pontapé, ou simplesmente takraw) é um desporto nativo do Sudeste Asiático, similar ao voleibol, mas no qual se utiliza uma bola de rattan (espécie de cana de bambu) e só se permite aos jogadores utilizar os pés e a cabeça para tocar a bola. Misto entre futebol e voleibol, é um desporto muito popular na Tailândia, Camboja, Malásia, Laos e Indonésia.[1] O desporto terá surgido há mais de 500 anos no Sudeste da Ásia.[2]

Tradicionalmente o takraw, como também é conhecido, era jogado em círculo onde um jogador passava a bola a outro sem deixá-la cair. No primeiro quarto do século passado, um grupo de entusiastas do esporte introduziu o uso da rede e estabeleceu regras para torná-lo mais atrativo.

Sobre o jogo[editar | editar código-fonte]

A quadra possui 13,40 metros de comprimento por 6,10 metros de largura, e a rede possui 1,55 metros de altura, dividindo a quadra, em seu comprimento, em duas metades iguais.

O principal objetivo do jogo é passar a bola sobre a rede utilizando qualquer parte do corpo, exceto mãos e braços. Como no voleibol, se a bola tocar na quadra é encerrada a disputa daquele ponto.

Cada equipe é composta por três jogadores. São permitidos no máximo três toques antes de passar a bola para o lado adversário da quadra, sendo que, um mesmo jogador pode, sozinho, executar estes três toques. É permitido bloquear, desde que mãos e braços não toquem a bola e o jogador não toque a rede.

Devido às características do jogo o Brasil possui grandes jogadores “importados” de outras modalidades esportivas como o futevôlei, capoeira e também do futebol. Essa facilidade em dominar a bola e executar acrobacias fez com que, por três ocasiões 2000, 2003 e 2007, o Brasil se tornasse campeão mundial em sua categoria na Copa do Rei da Tailândia, maior evento da modalidade.

Isso nos mostra a potencialidade dos jogadores brasileiros em se adaptar a essa modalidade esportiva. Prova disso é a grande aceitação deste esporte quando apresentado a crianças e jovens.

A bola[editar | editar código-fonte]

O destaque é a bola, originalmente feita de rattan (um tipo de bambu). Em 1982, foi lançada a bola de tecido sintético (plástico). Os principais fabricantes das bolas sintéticas são Gajah Emas e Marathon que se encontram respectivamente na Malásia e Tailândia. Nas competições oficiais são utilizadas as bolas de material sintético.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil esta modalidade é recente. Tem pouco mais de uma década, mesmo assim a seleção Brasileira tem obtido resultados expressivos no cenário internacional.[3]

Existem as federações:

  • Associação Brasileira de Takraw (ABT)- Pioneiros no esporte no âmbito nacional, os Pernambucanos contam com a Associação Brasileira de Takraw (ABT), que tem sua sede na cidade de Olinda, estado de Pernambuco, onde é possível encontrar também a primeira quadra para prática do esporte do Estado.
  • Federação Paulista de Sepak Takraw (FPST)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. El evento se celebra cada cuatro años. Participan países del Consejo Olímpico de Asia (24 de novembro de 2010). Visitado em 22 de novembro de 2010.
  2. J. A. Mangan, Fan Hong. Sport in Asian society: past and present (em inglês). [S.l.]: Frank Cass Publishers, 2002. 220 p. ISBN 978-0714683300
  3. Shawn Kelley. Takraw: A Traditional Southeast Asian (sobretudo na Malásia) Sport Tatnews.org. Visitado em 30 de julho de 2007. Cópia arquivada em 10 de julho de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.