Tasuku Honjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tasuku Honjo Medalha Nobel
Nascimento 27 de janeiro de 1942 (78 anos)
Quioto
Nacionalidade japonês
Cidadania Japão
Alma mater Universidade de Quioto
Ocupação imunologista, bioquímico, professor universitário, médico
Prêmios Prêmio Imperial da Academia do Japão (1996), Prêmio Robert Koch (2012), Prêmio Tang (2014),[1] Nobel da Fisiologia ou Medicina (2018)[2]
Empregador Universidade de Tóquio, Universidade de Quioto, Universidade de Osaka
Orientador(es) Yasutomi Nishizuka, Osamu Hayaishi
Instituições Universidade de Quioto
Campo(s) imunologia

Tasuku Honjo (Quioto, 27 de janeiro de 1942) é um imunologista japonês, conhecido por suas descobertas da ativação induzida pela cytidine deaminase, essencial para comutação de classe de imunoglobulina e hipermutação somática.[3] É também conhecido por sua identificação molecular das citocinas: Interleucina 4 e Interleucina 5,[4] e também pela identificação da PD-1.[5]

Durante a pandemia do COVID-19, foi amplamente divulgada na Internet em vários idiomas uma alegação falsa[6] de que Honjo acreditava que o novo coronavírus havia sido "fabricado" por um laboratório na cidade chinesa de Wuhan. Em uma declaração publicada no site da Universidade de Kyoto[7], o imunologista disse estar "muito triste" por seu nome ter sido usado para espalhar "falsas acusações e desinformação". Os cientistas dizem que o sequenciamento do genoma mostra que o o vírus veio de animais e não foi fabricado pelo homem[8].

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Tang Prize 2014». Consultado em 24 de novembro de 2016. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014 
  2. a b «nvestigação sobre imunoterapia para o cancro vence Prémio Nobel da Medicina». 1 de outubro de 2018. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  3. Robert Koch Foundation confers award on Professors Honjo and Wimmer
  4. Kumanogoh, A; Ogata, M (2010). «The study of cytokines by Japanese researchers: A historical perspective». International Immunology. 22 (5): 341–5. PMID 20338911. doi:10.1093/intimm/dxq022 
  5. Ishida, Y; Agata, Y; Shibahara, K; Honjo, T (1992). «Induced expression of PD-1, a novel member of the immunoglobulin gene superfamily, upon programmed cell death». The EMBO Journal. 11 (11): 3887–95. PMC 556898Acessível livremente. PMID 1396582 
  6. «Nobel laureate denies rumors he said coronavirus 'made in China'». The Asahi Shimbun (em inglês). Consultado em 15 de julho de 2020 
  7. «Statement from Tasuku Honjo on COVID-19». KYOTO UNIVERSITY (em japonês). Consultado em 15 de julho de 2020 
  8. Carmichael, Jack Goodman and Flora (2 de maio de 2020). «No, Bernie. Trump is not selling coronavirus coins». BBC News (em inglês) 
  9. a b c d e f g «Tasuku Honjo». kyotoprize.org. Inamori Foundation. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  10. «The Asahi Prize [Fiscal 1981]». The Asahi Shimbun Company. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  11. a b c d e «Tasuko Hanjo». Kyoto University Graduate School of Medicine. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  12. «The Imperial Prize,Japan Academy Prize,Duke of Edinburgh Prize Recipients». japan-acad.go.jp. The Japan Academy. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  13. «Person of Cultural Merit». osaka-u.ac.jp. Osaka University. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  14. «Kyoto Prize, Inamori Foundation». Kyoto Prize, Inamori Foundation (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2019 
  15. «The 2016 Keio Medical Science Prize Laureate». ms-fund.keio.ac.jp. Keio University. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  16. «2016 Fudan-Zhongzhi Science Award Announcement». fdsif.fudan.edu.cn. Fudan Science and Innovation Forum. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  17. «Hall of Citation Laureates». clarivate.com. Clarivate Analytics. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  18. «Warren Alpert Foundation Prize Recipients». warrenalpert.org. Warren Alpert Foundation. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  19. «All Nobel Prizes». Nobel Foundation. Consultado em 3 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jeffrey C. Hall, Michael Warren Young e Michael Rosbash
Nobel de Fisiologia ou Medicina
2018
com James P. Allison
Sucedido por
William Kaelin Jr., Peter J. Ratcliffe e Gregg L. Semenza