The Incredible Hulk: Ultimate Destruction

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Incredible Hulk: Ultimate Destruction
Desenvolvedora(s) Radical Entertainment
Publicadora(s) Radical Entertainment
Distribuidora(s) Vivendi Universal Games
Marvel Entertainment
Produtor(es) Tim Bennison
Vlad Ceraldi
Designer(s) Eric Holmes (líder)
Al Escudero
Dave Forsey
Des Hinkson
Greg MacMartin
Brian Smedley
Mike Wong
Escritor(es) Paul Jenkins
Programador(es) Chris Cudahy
Compositor(es) Bill Brown
Motor Titanium Engine
Plataforma(s) PlayStation 2, Xbox, GameCube
Data(s) de lançamento 24 de agosto de 2005
Gênero(s) Ação-aventura
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)

The Incredible Hulk: Ultimate Destruction é um jogo eletrônico de ação-aventura em mundo aberto desenvolvido pela Radical Entertainment e baseado no super-herói Hulk da Marvel Comics. O jogo foi lançado em 24 de agosto de 2005 nos Estados Unidos e em 09 de setembro de 2005 na Europa.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogador controla o Hulk em um ambiente de mundo aberto no qual o jogador pode visitar a maioria dos locais e interagir com o ambiente enquanto não estiver envolvido em missões. Os chefes do jogo incluem Devil Hulk e Mercy, e o principal vilão do jogo é o Abominável. Com "Movimento Imparável", o Hulk pode atravessar paredes e outras superfícies verticais, escalar qualquer parede, cavar os dedos em concreto, saltar alturas enormes e distâncias tudo sob o controle do jogador. As habilidades de combate do Hulk também refletem esse aumento de poder; carros e ônibus são simplesmente esmagados fora do caminho enquanto ataques totalmente carregados vão lançar veículos, inimigos e pedestres azarados no ar. No seu mais poderoso, o Hulk pode realizar um dos cinco ataques ultra-poderosos de Devastator, incluindo o "Critical Atomic Slam" e o "Critical Thunderclap". Estes ataques irão eliminar os inimigos por um raio de vários blocos, achatar edifícios inteiros e causar danos maciços aos inimigos.

O jogo inclui o talento de voz de Ron Perlman, Richard Moll e Neal McDonough, que reprisa o seu papel de Bruce Banner, que começou pela primeira vez na série animada de 1996, The Incredible Hulk.

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Incredible Hulk: Ultimate Destruction recebeu críticas "favoráveis" em todas as plataformas de acordo com o site Metacritic.[1]

GameSpot elogiou os gráficos do jogo, som, lutas de chefes, movimentos e personalização de armas, mas criticou a história, inimigo IA e dificuldade.[2] A IGN elogiou muito os gráficos do jogo e a jogabilidade, afirmando: "O conjunto de movimentos faz com que o Spider-Man 2 pareça com o Super Mario Bros. e as lutas de chefes estão entre as mais satisfatórias deste ano. Variedade de missão poderia ter sido melhor, embora."[3]

CiN Weekly deu-lhe uma pontuação de 93 de 100 e chamou-lhe "um jogo quase infinitamente divertido com toneladas de diversão e destruição gratuita."[4] Maxim deu-lhe uma pontuação de oito de dez, elogiando-o por "uma história atraente, escrita pelo ex-escritor do Hulk, Paul Jenkins, que dá ao cara grande uma razão para usar suas consideráveis habilidades esmagadoras."[5] The Sydney Morning Herald também deu quatro estrelas de cinco e afirmou que "Enquanto as batalhas podem ficar exaustivamente repetitivas, a maioria de jogadores terão o divertimento monstruoso." [6] The Times também deu à versão PS2 quatro estrelas de cinco e declarou: "Arrancar os helicópteros do céu pode ser imensamente gratificante, como poder agarrar um punhado de árvores para lançar ao redor como dardos, condenando as consequências."[7]

Veja também[editar | editar código-fonte]

  • Prototype, um jogo eletrônico de 2009 do mesmo desenvolvedor com jogabilidade semelhante.

Referências

  1. «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction Critic Reviews for GameCube» (em inglês). Metacritic 
  2. Navarro, Alex (22 de agosto de 2005). «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction Review» (em inglês). GameSpot 
  3. Dunham, Jeremy (16 de outubro de 2005). «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction» (em inglês). IGN 
  4. Hruschak, PJ (28 de setembro de 2005). «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction» (em inglês). CiN Weekly. Arquivado do original em 26 de dezembro de 2005 
  5. Semel, Paul (23 de agosto de 2005). «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction» (em inglês). Maxim. Arquivado do original em 2 de março de 2006 
  6. Hill, Jason (8 de setembro de 2005). «Monstrous fun» (em inglês). The Sydney Morning Herald 
  7. Wapshott, Tim (17 de setembro de 2005). «The Incredible Hulk: Ultimate Destruction (PS2)» (em inglês). The Times. Cópia arquivada em 29 de setembro de 2006 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]