Tubo polínico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O tubo polínico é um crescimento celular do grão de pólen em direção ao óvulo, que possibilita a fecundação nas plantas espermatófitas.

O grão de pólen possui 2 ou mais células em seu interior, uma delas destinada à fecundação do óvulo. No entanto, como os grãos são revestidos por uma cobertura resistente, a única maneira do núcleo espermático atingir o óvulo é através do tubo polínico.

Ao entrar em contato com a superfície do óvulo (em gimnospermas) ou do estigma (em angiospermas), as células do pólen saem de um estágio de dormência e começam a crescer pelos esporos ou fendas do grão de pólem em direção ao óvulo. As células germinativas do pólem secretam enzimas que rompem os tecidos e possibilitam o crescimento do tubo polínico, que carrega consigo o núcleo espermático.


Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.