Tudo a Ver

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tudo A Ver
Logotipo do jornalístico
Informação geral
Formato Programa jornalístico
Gênero Revista eletrônica
Duração 165 Minutos
Criador(es) Central Record de Comunicação
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Douglas Tavolaro
Apresentador(es) Tina Roma
Tema de abertura Instrumental
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Record
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 1ª fase: 2 de agosto de 200410 de março de 2006
2ª fase: 27 de março de 200630 de abril de 2009
3ª fase: 24 de agosto de 200925 de setembro de 2009
4ª fase: 11 de fevereiro de 201012 de outubro de 2012
5ª fase: 6 de janeiro de 2013 - 3 de novembro de 2013
Especiais: 9 de março de 2014 e 16 de março de 2014
N.º de temporadas 5
Cronologia
Programas relacionados Programa da Tarde
Domingo Espetacular

Tudo a Ver foi um programa de televisão brasileiro transmitido pela Rede Record.[1] Apresentado nos últimos anos por Tina Roma,[2] teve o formato de revista eletrônica, misturando jornalismo e entretenimento. A atração reunia as melhores reportagens da emissora.[3]

História[editar | editar código-fonte]

1ª Fase (2004-2006)[editar | editar código-fonte]

Estreou em 2 de agosto de 2004, [1] inicialmente era apresentado por Paulo Henrique Amorim e Janine Borba, mas ainda no início do programa, em 2004, Janine é substituida por Patrícia Maldonado. Ainda no mesmo ano, pela alta audiência que o programa dava para a Record fez com que a Record extinguisse o Cidade Alerta, programa apresentado por Marcelo Rezende. A parte gráfica, inclusive o logotipo, foram baseados no Good Day L.A., transmitido pela KTTV, emissora própria da Fox em Los Angeles.[4] Essa fase vitoriosa do Tudo a Ver durou até 2006, quando a atração foi extinta, Paulo Henrique Amorim foi transferido para o Domingo Espetacular, Patrícia Maldonado migrou para o Jornal 24 Horas e todo o restante do elenco foi para a nova atração matutina da Rede Record, o Hoje em Dia. A última exibição do Tudo a Ver foi em 10 de março de 2006.

2ª Fase (2006-2009)[editar | editar código-fonte]

O programa voltou em 23 de março 2006 sob o nome Jornal Tudo a Ver, com transmissão à noite.[5] . Em agosto de 2006, ganhou duas edições: a primeira com Maria Cândida,[6] às 15h, e a segunda às 21h30min,[5] sendo que esta era o Jornal Tudo a Ver. A segunda edição marcou a volta de Patrícia Maldonado ao comando do programa.[5] Em 2007, com a saída de Patrícia Maldonado da Rede Record,[7] o programa passou a ser apresentado por Débora Vilalba, Carla Cecato e depois por Adriana Reid.

3ª Fase (2009)[editar | editar código-fonte]

Em agosto do mesmo ano voltou na Rede Record, apresentado por Thalita Oliveira, sendo extinto novamente no mês seguinte.

4ª Fase (2010-2012)[editar | editar código-fonte]

Em 11 de fevereiro de 2010, as afiliadas da Rede Record que exibiam sua programação uma hora a menos em relação a cabeça-de-rede, ganharam uma edição apresentada por Tina Roma. Com o objetivo de elevar os índices de audiência da emissora no período da tarde, em 15 de março de 2010 a revista eletrônica ganhou uma versão nacional,[3] também apresentada por Tina Roma.

Desde 19 de março de 2012 o Tudo a Ver ganhou um espaço para Notícias. O programa agora é apresentado por Tina Roma. Meses depois, o programa volta a ter a edição noturna, só que dessa vez exibindo variedades e reprises de quadros de programas da emissora.

5ª Fase (2013)[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de janeiro de 2013, o Tudo a Ver voltou a ser exibido pela Rede Record, totalmente reformulado, somente aos domingos, com apresentação de Tina Roma, no lugar do Tudo é Possível, apresentado por Ana Hickmann.

Especiais (2014)[editar | editar código-fonte]

A Rede Record exibe dois programas especiais nos dias 9 e 16 de março de 2014, substituindo o programa Domingo da Gente e antecedendo o programa Domingo Show.

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.