Domingo Espetacular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Domingo Espetacular
Informação geral
Formato programa jornalístico
Gênero revista eletrônica
Duração 210 minutos
Estado em exibição
Criador(es) Grupo Record
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Antonio Guerreiro
Apresentador(es)
Narrador(es) Marcos Hummel
Tema de abertura instrumental
Localização Teatro Dermeval Gonçalves, São Paulo, SP
Exibição
Emissora original RecordTV
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 18 de abril de 2004 – presente
Temporadas 16

Domingo Espetacular é um programa de televisão dominical brasileiro produzido e exibido pela RecordTV desde 18 de abril de 2004. O site do programa o define como uma revista eletrônica.[1]

O programa é apresentado atualmente por Carolina Ferraz e Eduardo Ribeiro.

O programa[editar | editar código-fonte]

Domingo Espetacular traz as principais notícias do Brasil e do mundo, reportagens investigativas, matérias exibindo lugares curiosos nacionais e internacionais, pautas sobre animais, celebridades, vídeos da internet e alimentos. Além disso, também exibe matérias do 60 Minutes da CBS, reportagens feitas por emissoras estrangeiras e entrevistas exclusivas.

História[editar | editar código-fonte]

Estreou em 18 de abril de 2004, com a apresentação de Celso Feiras, Lorena Calábria, Amália Rocha e Otaviano Costa, sob a direção de Carlos Amorim.[2][3] Marcos Hummel e Tina Roma ficaram responsáveis pela narração. Nill Marcondes chegou a apresentar o programa piloto, porém acabou não sendo efetivado no quadro de apresentadores.[2] Otaviano deixou o programa ainda em 2004.[4] Em dezembro de 2005, Celso Freitas deixou o programa para assumir o Jornal da Record, sendo substituído por Paulo Henrique Amorim e Janine Borba.[5]

Lorena Calábria deixou a emissora em dezembro de 2007, e foi contratada pelo GNT. Fabiana Scaranzi estreou como substituta apenas em 15 de junho de 2008.[6] Entre maio e julho de 2009, Janine Borba afastou-se do programa temporariamente para ocupar a bancada do Jornal da Record até a estreia de Ana Paula Padrão. No ano seguinte, o programa passou a ser exibido em HDTV. Entre 2 de dezembro de 2012 e 17 de março de 2013 Adriana Araújo integrou a apresentação do programa após retornar do exterior, onde era correspondente.[7][8] Ela foi transferida para o Jornal da Record depois que Ana Paula Padrão deixou o telejornal.[9] Entre maio e julho de 2013, Carla Cecato substituiu Janine temporariamente durante sua licença-maternidade – a apresentadora havia sido liberada pela emissora até o fim do ano, porém pediu para retornar antes por não querer se afastar da vida profissional.[10]

O contrato de Fabiana Scaranzi venceria em 1.º de junho de 2014 e não foi renovado. Thalita Oliveira, então apresentadora do bloco de esportes do Fala Brasil a substituiu.[11] Em setembro de 2016, Patrícia Costa substitui por duas semanas Janine Borba, que estava cobrindo férias no Jornal da Record. Patrícia foi depois efetivada, com a volta de Janine. Seguiram-se rumores que Paulo Henrique Amorim poderia ser afastado do programa.[12][13] Em março de 2019, a emissora anunciou Eduardo Ribeiro como novo integrante, tendo pela primeira vez cinco apresentadores.[14] Janine Borba deixa o programa dois meses depois, para integrar um outro projeto da emissora.[15] Em junho, a emissora afastou Paulo Henrique Amorim do Domingo Espetacular, depois de quatorze anos no programa. O afastamento deu-se por questões políticas, contudo o jornalista não foi demitido da emissora.[16] Pouco mais de duas semanas depois, em 10 de julho de 2019 (uma quarta-feira), Amorim morreu devido a um infarto. No domingo seguinte, o programa o homenageou, com repercussão negativa nos telespectadores, já que a homenagem não foi feita na abertura (que foi uma matéria sobre aplicativos de entrega de comida) e no encerramento também não foi feita nenhuma citação à morte do jornalista.[17][18] Em agosto, a emissora ganhou o reforço de Mariana Weickert nas reportagens,[19] e no mês seguinte, Débora Vilalba voltou à emissora como repórter especial.[20] Em março de 2020, o programa passa a contar com o humorista Márvio Lúcio (conhecido como Carioca).[21]

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Prêmios e reportagens notáveis[editar | editar código-fonte]

O programa já ganhou o prêmio Esso, o Prêmio Embratel de Jornalismo e o Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, entre outros. A reportagem "Especial 40 anos - Transamazônica, a Estrada sem Fim" ganhou o Prêmio Embratel 2011. A mesma matéria já havia conquistado, dias antes, o Prêmio Esso de Telejornalismo 2011. O trabalho foi produzido pela equipe formada pelos jornalistas Gustavo Costa, André Tal, Cátia Mazin e Rodrigo Bettio. A equipe percorreu cinco mil quilômetros em 28 dias, em plena floresta Amazônica, para produzir a reportagem. O especial aborda o início da construção da estrada Transamazônica na década de 1970, durante a ditadura militar.[22] Entre algumas das coberturas marcantes do programa, estão a descoberta de Suzane von Richthofen em Ubatuba - SP, em fevereiro de 2006; o repórter Raul Dias Filho e o câmera Ricardo Bonifácio foram os primeiros jornalistas a chegar ao local da queda do Boeing da Gol, em setembro de 2006; uma reportagem investigativa, exibida em dezembro de 2006 sobre os mistérios sobre a Rede Globo: supostas contas em paraísos fiscais e farsa nas eleições deste mesmo ano. A reportagem de maior audiência e uma das de maior repercussão foi uma homenagem ao empresário e apresentador Silvio Santos, que concorre em audiência com o próprio Domingo Espetacular. Em 5 de dezembro de 2010, o programa mostrou no quadro A Grande Reportagem como o dono do SBT saiu da pobreza e construiu um império empresarial, tonando-se um dos maiores ícones da história da televisão brasileira. O tributo foi ao ar porque Silvio Santos completara oitenta anos, sete dias depois, e também devido à crise então vivida pelo Grupo Silvio Santos, desencadeada por uma fraude bilionária no Banco PanAmericano. O Domingo Espetacular foi o primeiro programa de TV a entrevistar Bruno Fernandes, o goleiro Bruno, depois de ser condenado a 22 anos de prisão por participação no sequestro e assassinato de Eliza Samudio, modelo com quem se envolveu e teve um filho.[23][24][25]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

O programa apresenta um crescimento considerável em relação à audiência desde a sua estreia. Na estreia, em julho de 2004, a atração tinha na capital paulista 6,5 pontos e o Fantástico, principal programa rival, 30. Seis anos depois, a Record registra 14 pontos, subindo 115% a audiência.[26][27] Em 5 de dezembro de 2010, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o programa chegou ao primeiro lugar, marcando 21 pontos de média.[28] Outras fontes afirmam que o programa ficou em segundo lugar, com 17 pontos de média.[29]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2019, Flávio Ricco, escrevendo para o TV e Famosos do portal Uol, disse que o "Domingo Espetacular insiste em copiar o que o Fantástico fez de pior (…) E se entre o que já existe de desinteressante não bastasse, o último 'DE' promoveu o lançamento de um quadro falando da emoção das pessoas. Devagar, mal produzido e sem qualquer atrativo capaz de armar um clima ou amarrar a atenção de alguém. Nem a trilha sonora foi a ideal."[30]

Referências

  1. «Domingo Espetacular: O programa». Rede Record. Consultado em 18 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 4 de julho de 2010 
  2. a b Terra (14 de abril de 2004). «Anuncio da estreia do Domingo Espetacular». Consultado em 25 de fevereiro de 2012 
  3. «"Domingo Espetacular" estréia domingo na Record». Folha Ilustrada. 15 de abril de 2004. Consultado em 12 de novembro de 2017. Arquivado do original em 13 de novembro de 2017 
  4. Em meio a mudanças, “Domingo Espetacular” completa 15 anos na Record
  5. Ricardo Feltrin (20 de janeiro de 2006). «Paulo Henrique Amorim vai para o Domingo Espetacular». UOL. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  6. «Fabiana Scaranzi estreia no "Domingo Espetacular", na Rede Record». Portal Imprensa. 6 de junho de 2008. Consultado em 20 de dezembro de 2012 
  7. Flávio Ricco (6 de dezembro de 2012). «"Domingo Espetacular" ganha mais uma apresentadora». UOL Televisão 
  8. «Adriana Araújo é efetivada no "Domingo Espetacular"». NaTelinha. 6 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  9. «Adriana Araújo assume a bancada do Jornal da Record». R7. 20 de março de 2013. Arquivado do original em 23 de março de 2013 
  10. «Após licença, Janine Borba volta a apresentar o Domingo Espetacular». MSN Entretenimento. 4 de julho de 2013 
  11. «Fabiana Scaranzi deixa Record para se dedicar a "projetos pessoais"». UOL. 30 de maio de 2014 
  12. Lucas Medeiros (12 de setembro de 2016). «Paulo Henrique Amorim pode deixar o "Domingo Espetacular" a qualquer momento». OTVFoco 
  13. Flávio Ricco (25 de julho de 2018). «Jornalismo na madrugada foi um grande acerto do SBT». UOL. Consultado em 25 de julho de 2018 
  14. TV, Notícias da (11 de março de 2019). «Record apresenta substituto de Paulo Henrique Amorim no Domingo Espetacular». Notícias da TV. Consultado em 11 de março de 2019 
  15. TV, Notícias da (10 de maio de 2019). «Sob nova direção, Record afasta apresentadora do Domingo Espetacular». Notícias da TV. Consultado em 25 de junho de 2019 
  16. TV, Notícias da (24 de junho de 2019). «Após resistir à pressão política, Record afasta Paulo Henrique Amorim da TV». Notícias da TV. Consultado em 25 de junho de 2019 
  17. Lucas, Naian (15 de julho de 2019). «"Domingo Espetacular" é criticado por homenagem a Paulo Henrique Amorim». Na Telinha - UOL. Consultado em 3 de março de 2020 
  18. Pereira, Jonathan (14 de julho de 2019). «Sem citar afastamento, Record homenageia Paulo Henrique Amorim após morte». UOL. Consultado em 3 de março de 2020 
  19. Volpato, Leonardo (11 de agosto de 2019). «Mariana Weickert fará reportagens imersivas no Domingo Espetacular: 'Experiências na pele'». Folha de S.Paulo F5. Consultado em 3 de março de 2020 
  20. TV, Notícias da (1 de agosto de 2019). «Após dez anos, Débora Vilalba volta para a Record e troca estúdio pela rua». Notícias da TV. Consultado em 3 de março de 2020 
  21. «Record acerta contratação do Carioca para o "Domingo Espetacular"». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 3 de março de 2020 
  22. http://entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/noticias/rede-record-ganha-premio-imprensa-embratelcom-especial-sobre-a-transamazonica-20111123.html
  23. «Domingo Espetacular: goleiro Bruno grava primeira entrevista após ser condenado». Rede Record. 10 de agosto de 2013 
  24. «"Domingo Espetacular" exibe entrevista exclusiva com o ex-goleiro Bruno». NaTelinha. 10 de agosto de 2013 
  25. «Em entrevista ao "Domingo Espetacular", goleiro Bruno diz querer voltar ao Flamengo e jogar pela Seleção». Yahoo! Brasil. 9 de agosto de 2013 
  26. http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/917996-fantastico-cai-42-apos-disputa-com-o-domingo-espetacular.shtml
  27. http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=136166&id_secao=6
  28. «Silvio Santos garante liderança de ibope à Record». O Estado de S. Paulo. 6 de dezembro de 2010. Consultado em 15 de janeiro de 2020. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2014 
  29. «Com reportagem sobre Silvio Santos, Record fica em segundo lugar no ibope». Folha de S. Paulo. 6 de dezembro de 2010 
  30. Flávio Ricco (6 de novembro de 2019). «Domingo Espetacular insiste em copiar o que o Fantástico fez de pior». TV E Famosos. Uol. Consultado em 6 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]