Ada Lovelace

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ada Lovelace
Nacionalidade Londres, Inglaterra
 Reino Unido
Nascimento 10 de dezembro de 1815
Local Londres, Inglaterra
 Reino Unido
Morte 27 de novembro de 1852 (36 anos)
Local Londres, Inglaterra
 Reino Unido
Conhecido(a) por ser a primeira programadora de computadores da história

Ada Augusta Byron King, Condessa de Lovelace (10 de Dezembro de 1815 - 27 de Novembro de 1852), atualmente conhecida como Ada Lovelace, foi uma matemática e escritora inglesa e hoje é principalmente reconhecida por ter escrito o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina, a máquina analítica de Charles Babbage.[1] [2] . Durante o período em que esteve envolvida com o projeto de Babbage, ela desenvolveu os algoritmos que permitiriam à máquina computar os valores de funções matemáticas, além de publicar uma coleção de notas sobre a máquina analítica. Por esse trabalho é considerada a primeira programadora de toda a história.[3] .

Lovelace nasceu em 10 de dezembro de 1815 e é a única filha legítima do poeta Lord Byron e sua esposa Anne Isabella "Anabella" Byron[4] . Todos os outros filhos de Lorde Byron nasceram fora do casamento.[5] Byron se separou da esposa um mês depois do nascimento de Ada e deixou a Inglaterra para sempre , quatro meses depois. Acabou morrendo doente durante a Guerra da Independência Grega, quando Ada tinha oito anos de idade. A mãe de Ada promoveu o interesse de Ada em matemática e lógica , em um esforço para impedi-la de se desenvolver o que ela via como a insanidade de Lord Byron, mas Ada permaneceu interessada em seu pai e, a seu pedido, foi enterrada ao lado dele quando morreu.

Na juventude seus talentos matemáticos levaram-a a uma relação de trabalho e de amizade com o colega matemático britânico Charles Babbage e, em particular, o trabalho de Babbage sobre a Máquina Analítica . Entre 1842 e 1843, ela traduziu um artigo do engenheiro militar italiano Luigi Menabrea sobre o motor, e complementou com um conjunto de sua própria autoria, que ela chamou de Anotações. Essas notas, contém um algoritmo criado para ser processado por máquinas, o que muitos consideram ser o primeiro programa de computador. Ela também desenvolveu uma visão sobre a capacidade dos computadores de irem além do mero cálculo ou processamento de números, enquanto outros , incluindo o próprio Babbage , focavam apenas nessas capacidades. [6] Sua mentalidade da "ciência poética"[7] a levou a fazer perguntas sobre a Máquina Analítica (como mostrado em suas notas ) e a examinar como os indivíduos e a sociedade se relacionam com a tecnologia como uma ferramenta de colaboração.[8]

História[editar | editar código-fonte]

Infância[editar | editar código-fonte]

Ada Lovelace nasceu Augusta Ada Byron em 10 de dezembro de 1815, em Londres, na Inglaterra. Filha do poeta George Gordon Byron, 6 º Barão Byron, e de Anne Isabella "Annabella" Milbanke, Baronesa Byron[9] . George Byron esperava ser pai de um menino e ficou desapontado quando sua esposa deu à luz uma menina.[10] Augusta recebeu esse nome por causa da meia-irmã de Byron, Augusta Leigh, e foi chamada de" Ada "pelo próprio George. [11]

Em 16 de Janeiro 1816, Annabella, a pedido de George, se mudou para a casa de seus pais em Kirkby Mallory levando Ada com ela, que na época tinha apenas um mês de idade.[12] Embora a lei Inglesa desse ao pai a custódia total de seus filhos em caso de separação, Byron não fez nenhuma tentativa de reivindicar seus direitos 12], mas pediu para que sua irmã o mantivesse informado sobre o bem-estar de Ada.[13] Em 21 de abril, Byron assinou a escritura de separação, com muita relutância, e deixou a Inglaterra para sempre alguns dias depois.[14] Além de não aceitar bem a separação amarga, Annabella fez acusações sobre o comportamento imoral de Byron, durante toda sua vida. [15] Este conjunto de eventos deixaram Ada famosa na sociedade vitoriana. Byron não tinha um relacionamento com sua filha, e nunca mais a viu. Ele morreu em 1824, quando ela tinha oito anos. Sua mãe era a única figura parental significativa em sua vida.[16] Ada não foi autorizado a ver qualquer retrato de seu pai até seu vigésimo aniversário.[17] Sua mãe se tornou Baronesa Wentworth em 1856.

Primeiro programa de computador[editar | editar código-fonte]

Em 1842 Charles Babbage foi convidado a ministrar um seminário na Universidade de Turim sobre sua máquina analítica. Luigi Menabrea, um jovem engenheiro italiano e futuro Primeiro-ministro da Itália, publicou a palestra de Babbage em francês e esta transcrição foi posteriormente publicada na Bibliothèque universelle de Genève, em 1842.

Babbage pediu a Ada para traduzir o artigo de Menabrea para o inglês, adicionando depois a tradução com as anotações que ela mesma havia feito. Ada levou grande parte do ano nesta tarefa. Estas notas, que são mais extensas que o artigo de Menabrea, foram então publicados no The Ladies' Diary e no Memorial Científico de Taylor sob as iniciais "AAL".

Em 1953, mais de cem anos depois de sua morte, as notas de Ada sobre a máquina analítica de Babbage foram republicadas. A máquina foi reconhecida como um primeiro modelo de computador e as notas de Ada como a descrição de um computador e um software.[18]

Uma ilustração inspirada pelo retrato criado por Alfred Edward Chalon para a en:Ada Initiative, que apóia tecnologias abertas e mulheres

As notas de Ada foram classificadas alfabeticamente de A a G. Na nota G ela descreve o algoritmo para a máquina analítica computar a Sequência de Bernoulli. É considerado o primeiro algoritmo especificamente criado para ser implementado num computador, e Ada é recorrentemente citada como a primeira pessoa programadora por esta razão[19] . No entanto, a máquina não foi construída durante o tempo de vida da Condessa de Lovelace.

Referências

  1. J. Fuegi and J. Francis, "Lovelace & Babbage and the creation of the 1843 'notes'". IEEE Annals of the History of Computing 25 No. 4 (October–December 2003): 16–26. Digital Object Identifier
  2. Ada Byron, Lady Lovelace. Página visitada em 11 July 2010. Cópia arquivada em 21 July 2010.
  3. Huskey, Velma R.; Huskey, Harry D.. (Outubro 1980). "Lady Lovelace and Charles Babbage" (em inglês). Annals of The History of Computing 2 (4): 384 pp.. Arlington, VA: American Federation of Information Processing Societies. ISSN 1058-6180.
  4. Ada Lovelace Biography, biography.com
  5. Toole, Betty Alexandra (1987), "Poetical Science", The Byron Journal 15: 55–65.
  6. Fuegi & Francis 2003, pp. 19, 25
  7. Toole 1998, pp. 234–235
  8. Toole, Betty Alexandra (1987), "Poetical Science",The Byron Journal 15: 55–65.
  9. Stein 1985, p. 14
  10. Turney 1972, p. 35.
  11. Stein 1985, p. 17.
  12. Turney 1972, p. 35

  13. Woolley 1999, p. 80
  14. Turney 1972, pp. 36–38.
  15. Woolley 1999, pp. 74–77
  16. Turney 1972, p. 138
  17. Woolley 1999, p. 10
  18. "".
  19. Simonite, Tom (24 March 2009). Short Sharp Science: Celebrating Ada Lovelace: the 'world's first programmer'. New Scientist. Página visitada em 14 April 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Ada também é nome de uma linguagem de programação.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ada Lovelace


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.