Alice (2005)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alice (filme))
Ir para: navegação, pesquisa


Alice
 Portugal
2005 • cor • 102 min 
Realização Marco Martins
Argumento Marco Martins
Elenco Nuno Lopes
Beatriz Batarda
Miguel Guilherme
Género drama
Idioma português
Lançamento 6 de Outubro de 2005
Página no IMDb (em inglês)

Alice (2005) é um filme português realizado por Marco Martins, sua primeira obra de ficção. Filme de poucas palavras, despido de artifícios teatrais, explora mais os estados de alma que as emoções, procura fazer sentir mais os ambientes que os motivos, aplica-se mais na forma que na intensidade do drama vivido. Num registo seco e sóbrio, aborda um tema na moda: o misterioso desaparecimento de uma criança, uma filha de três anos. É dos poucos filmes portugueses com boa presença no estrangeiro, sobretudo em França.

O filme estreou no cinema King, em Lisboa, a 6 de Outubro de 2005.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Alice desapareceu há 193 dias na cidade de Lisboa. Mário, o seu pai, percorre o mesmo caminho que tomou no dia em que Alice deixou de ser vista. A sua obsessão leva-o a instalar um conjunto de câmaras de vídeo vigiando o movimento das ruas. No meio da multidão anónima que as câmaras registam, Mário, desesperado, procura descobrir um sinal da filha.

A ausência de Alice transformou Mário noutra pessoa, mas procurá-la é a única maneira de continuar a acreditar que ela voltará.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dados técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Argumento: Marco Martins
  • Realização: Marco Martins
  • Produção: Clap Filmes
  • Produtor: Paulo Branco
  • Direcção Financeira: Luísa Perestrelo
  • Género: drama
  • Música: Bernardo Sassetti
  • Formato: 35mm cor / p.b.
  • Som: Dolby estéreo SR
  • Duração: 102´
  • Distribuição: Medeia Filmes
  • Estreia: Cinema King, em Lisboa, a 6 de Outubro de 2005
  • Realizador: Marco Martins
  • Assistentes de Realização: Pedro Madeira e Dörte Schneider
  • Directora de Produção: Joana Ferreira
  • Director de fotografia: Carlos Lopes (Cácá)
  • Guarda-Roupa: Luísa Pinto
  • Decoração: Artur Pinheiro
  • Director de som: Pedro Melo
  • Misturas de som: Blanko Neskov
  • Montagem: João Braz e Roberto Perpignani
  • Laboratório de imagem: Tóbis Portuguesa

Festivais[editar | editar código-fonte]

  • Festival de Cannes (Prémio Regards Jeunes - Melhor Filme da Quinzena dos Realizadores - 2005)
  • Globos de Ouro, Portugal (Globo de Ouro de Melhor Filme para Marco Martins e de Melhor Actor para Nuno Lopes, e ainda a nomeação de Melhor Actriz para Beatriz Batarda (2006)
  • Danish Film Institute – Copenhaga (2005)
  • Haifa – Israel (2005)
  • Taipé Golden Horse – Taiwan (2005)
  • Liubliana – Eslovénia (2005)
  • Mar del Plata – Melhor realização, melhor fotografia e prémio FIPRESCI para melhor filme (2006)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]