Altônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Altônia
"Rainha do Café"
Bandeira de Altônia
Brasão de Altônia
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 12 de dezembro
Fundação 12 de dezembro de 1968
Gentílico altoniense
Prefeito(a) Amarildo Ribeiro Novato (Partido Democrático Trabalhista)
(2013–2016)
Localização
Localização de Altônia
Localização de Altônia no Paraná
Altônia está localizado em: Brasil
Altônia
Localização de Altônia no Brasil
23° 52' 26" S 53° 54' 07" O23° 52' 26" S 53° 54' 07" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Noroeste Paranaense IBGE/2008 [1]
Microrregião Umuarama IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes São Jorge do Patrocínio, Iporã, Guaíra, Pérola, Terra Roxa.
Distância até a capital 677 km
Características geográficas
Área 661,558 km² [2]
População 20 516 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 31,01 hab./km²
Altitude 310 metros m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,831 muito alto PNUD/2010
PIB R$ 178 263,524 mil IBGE/2010
PIB per capita R$ 8,689 00 IBGE/2010[4]
Página oficial

Altônia é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população segundo a contagem em 2010 é de 20.508 habitantes. O primeiro prefeito foi Antônio de Castro Lima.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome é homenagem que se prestou a Alberto Byington Júnior, sócio da Companhia Byington de Colonização Ltda. A denominação derivou-se de seu endereçamento telegráfico, que era formado com a primeira sílaba AL de Alberto e a última TON de Byington. Daí, Altônia, que ganhou acentuação circunflexa na segunda vogal. A bandeira também é uma homenagem ao país de origem de Alberto que são os Estados Unidos, porém com a cruz escandinava.

História[editar | editar código-fonte]

A Lei Estadual nº 5.394, de 14 de setembro de 1966, criou oficialmente o município de Altônia, com território desmembrado de Xambrê.[5]

A história da gente altoniense teve início em 1953,[6] período em que a Companhia Byington de Colonização Ltda rasgou a extensa e impenetrável floresta que cobria grande área,[6] ficando estacas, baseada em teodolitos que se movimentavam feito vagalumes ao anoitecer.[5] A ação desenvolvida por esta empresa foi responsável pelo grande progresso da região.[6]

Povos vindos especialmente da Região Nordeste e do Estado de Minas Gerais engrossaram o coro dos que procuravam um lugar para se fixar,[6] com terra boa e farta, e a determinação dos pioineiros foi fator fundamental para o processo do empreendimento, que previa propriedades agrícolas com extensão territorial de até 10 alqueires paulistas,[6] promovendo intensa colonização, com centenas de famílias ocupando o espaço até então cabedal de nações indígenas, da flora e da fauna silvestre.

O território do povoado em ascensão pertenceu inicialmente ao município de Peabiru,[6] sendo que a partir de 1954 passou a integrar o município de Cruzeiro do Oeste.[6] Em 25 de julho de 1960 integra a jurisdição do município de Xambrê.[6]

Pela Lei Estadual nº 4.925, de 10 de setembro de 1964, eleva-se à condição de Distrito Administrativo e Judiciário do município de Xambrê.[6] Em 14 de setembro de 1966, através da Lei Estadual nº 5.394, sancionada pelo governador Paulo Cruz Pimentel, foi criado o município de Altônia,[6] com território desmembrado de Xambrê.[6] A instalação oficial ocorreu no dia 12 de dezembro de 1968.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Acidentes geográficos[editar | editar código-fonte]

O principal acidente geográfico do município de Altônia é a lagoa Xambrê, localizada nas margens do Rio Paraná, sendo a maior lagoa marginal do estado do Paraná. A lagoa tem 5 mil metros de extensão por 3 mil metros de largura sendo formada praticamente em toda a sua extensão por pântanos entre as águas, o que a faz tornar-se parecida com o pantanal do Mato Grosso do Sul. As suas margens são constituídas pelo arenito caiuá e a lagoa desempenha um papel importante para a manutenção das espécies de peixes do Rio Paraná.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município de Altônia é subtropical úmido mesotérmico, o verão é quente e no inverno podem ocorrer geadas com pouca frequência. A temperatura média ocorre entre máximas de 30 °C e mínimas de 15 °C, considerando como clima temperado.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

A rede educacional no município conta algumas escolas rurais e com dois colégios estaduais grandes, o Colégio Estadual Lúcia Alves de Oliveira Schoffen e o Colégio Estadual Malba Tahan e 7 escolas municipais. A rede privada de educação possui quatro escolas particulares, o Colégio Betânia e o colégio Jean Piaget, escola Adventista e Dom Bosco.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Esporte[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_PIB
  5. a b História de Altônia. Prefeitura Municipal de Altônia. Página visitada em 15 de julho de 2010.
  6. a b c d e f g h i j k l História de Altônia. Biblioteca do IBGE. Página visitada em 15 de julho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.