Baasa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Baasa (, em hebraico Basha; que significa "aquele que ouve Baal") foi o terceiro rei do reino de Israel; filho de Aijá, da tribo de Issacar.

Usurpou o trono por matar seu predecessor, Nadabe, abatendo depois toda a casa de Jeroboão, conforme se havia profetizado.[1] Baasa, porém, prosseguiu com a adoração do bezerro, de Jeroboão, e por isso também se lhe prometeu o extermínio da sua própria casa.[2] Quando ele travou guerra contra o reino de Judá, Asa induziu o rei da Síria a hostilizar Baasa desde o norte. Asa arrasou então a cidade fortificada de Ramá, que Baasa estava construindo.[3] Depois de governar desde cerca de 975 a.C. a 953 a.C., Baasa morreu e foi enterrado na sua capital, Tirza. Seu filho Elá tornou-se rei de Israel no 26° ano de Asa, rei de Judá,[4] mas, no 27° ano de Asa,[5] Zinri rebelou-se e exterminou a casa de Baasa, cumprindo o decreto de Jeová.

Referências

  1. 1Rs 15:27-30; 14:10
  2. 1Rs 16:1-4
  3. 1Rs 15:16-22; 2Cr 16:1-6; veja ASA N.° 1 [Intriga e Guerra Contra Baasa]
  4. 1Rs 16:8
  5. 1Rs 16:15
Precedido por
Nadabe
Rei de Israel
Albright: 900 a.C. – 877 a.C.
Thiele: 909 a.C. – 886 a.C.
Galil: 908 a.C. – 885 a.C.
I Reis 15,33: 24 anos
Sucedido por
Elá