Bury Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bury
Nome Bury Football Club
Alcunhas The Shakers
Fundação 1885
Estádio JD Stadium (Gigg Lane), Bury
Capacidade 11.840
Presidente Stewart Day
Treinador País de Gales David Flitcroft
Competição Football League Two
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Bury Football Club (Bury Futebol Clube ou Clube de Futebol Bury) é um clube de futebol profissional da Inglaterra, localizado na cidade de Bury, na região de Manchester. Atualmente disputa a Football League Two, a Quarta Divisão do Campeonato Inglês. Tem como estádio o JD Stadium (Gigg Lane), sua casa desde 1885.

O Bury é membro da Football League desde 1894.

História[editar | editar código-fonte]

Formação do clube e os primeiros anos (1885 - 1906)[editar | editar código-fonte]

O clube foi formado em 1885 por Aiden Arrowsmith após uma reunião no Hotel White Horse (White Horse Hotel), a qual envolveu o Bury Wesleyans e o Bury Unitarians Football Clubs. Gigg Lane[1] foi o local do primeiro jogo em 12 de Setembro de 1885, nesta data o Bury jogou um amistoso contra o Wigan e ganhou por 4 a 3.

Em 1887 foi construída a primeira sede do clube, no Gigg Lane, ao preço de £50 (dívida esta que parece nunca ter sido paga). Foi também neste ano que o Bury sofreu sua maior derrota, 10 x 0 contra o Blackburn Rovers na primeira fase da FA Cup.

O primeiro jogo com luzes foi em 05 de Novembro de 1889, quando um público de 6000 pessoas viu o Bury perder por 5 x 4 para o Heywood Central. Em 1892 foi campeão da Lancashire Challenge Cup, antes de ingressar na Segunda Divisão da Liga Inglesa (Football League Second Divison), onde foram campeões na primeira tentativa, sendo invictos em casa, e após derrotar o Liverpool nos play-offs em Stoke chegando assim à primeira divisão (Premier League), permanecendo lá até 1912. O Bury é filiado a Football League desde 1894, sendo hoje o terceiro mais antigo clube em atividade (os mais antigos são o Notts County, 1862, e o Preston North End, 1880).

Em 21 de Abril de 1900 bateu o Southampton por 4 x 0 na final da FA Cup no Crystal Palace, voltando a vencer esta Copa em 1903. O segundo título foi conquistado sem sofrer nenhum gol, durante toda a competição, incluindo também a vitória recorde por 6 x 0, na final, contra o Derby County, em 18 de Abril, sendo esta a maior vitória em finais da FA Cup.

Em 1906, o Salt Stand foi construído no Gigg Lane. Em 1922, o terreno foi finalmente doado ao clube pelo Conde de Derby, na forma de presente. Em 1924, o Main Stand foi erguido e, durante este período, o campo do Bury foi considerado um dos melhores da Liga de Futebol (Football League).

A História nas divisões (1907 - 1985)[editar | editar código-fonte]

Em 1923 o clube foi de novo promovido à Primeira Divisão e, em 1926, conseguiram a melhor posição de todos os tempos, um 4º Lugar. Entretanto, os dias de ouro pareciam ter chegado ao fim depois deste feito, pois, dois anos mais tarde, veio o rebaixamento e o time nunca mais jogou um futebol de alto nível. A queda constante seguiu-se e em 1971 chegaram a Quarta Divisão da Liga (Football League Two).

A era de Hugh Eaves (1985 - 2003)[editar | editar código-fonte]

O grande benfeitor do clube foi Hugh Eaves. Sob seu comando o Bury foi de novo promovido a Segunda Divisão do Futebol Inglês.

Na temporada 1998-99, o time foi mantido na Segunda Divisão pelo critério de gols marcados, sendo a única equipe com a qual isso aconteceu.

Na temporada 2001-02, o clube foi rebaixado a Quarta Divisão após um período de má administração financeira.

Em Maio de 2005, o Bury tornou-se o primeiro clube a marcar 1000 (mil) gols em todas as quatro divisões da Liga Inglesa de Futebol.

Em 2006 ocorreu uma grande decepção, tornou-se o primeiro time a ser retirado da FA Cup por escalar um jogador irregular.

Após o desapontamento na FA Cup, passou 16 jogos sem vencer e, pela primeira vez, ficaram muito próximos de chegar à Conferência Nacional (abaixo da Football League Two). A equipe sobreviveu a isso, nesta temporada 2006-07, após um empate em 0 x 0 com o Stockport County assegurando sua permanência na temporada seguinte da League Two.

Pouco tempo depois, foi anunciado em 14 de Janeiro de 2008, que os co-treinadores Chris Casper e Keith Alexander haviam sido demitidos, tendo seus contratos encerrados pela diretoria, simultaneamente. Um comunicado do clube disse que o casal tinha "perdido a confiança da grande maioria dos fãs". Chris Brass, o antigo treinador do Centro de Excelência do clube, recebeu a vaga. Sua primeira partida no comando resultou em uma grande comemoração, após os Shakers (apelido do clube) baterem o Norwich City, fora de casa, pela terceira rodada da FA Cup. Apesar deste sucesso inicial, os resultados permaneceram inconsistentes e uma solução mais efetiva foi procurada pela diretoria após Brass levar o Bury a uma derrota humilhante por 5 x 1, em casa, para o MK Dons.

A era de Alan Knill[editar | editar código-fonte]

Em 04 de Fevereiro de 2008, Alan Knill é nomeado como treinador, um ex-jogador com mais de 140 jogos pelo clube, que assumiu na metade do campeonato saindo de penúltimo para terminar em 13º, na temporada 2007-08.

Em sua primeira temporada completa (2009-10), o acesso tornou-se uma possibilidade real já que o time estava próximo das primeiras posições em Fevereiro, porém, um fraco desempenho na parte final da temporada fez com que se contentassem com a 9ª posição.

Em 31 de Março de 2011, Knill e seu assistente Chris Brass deixaram o clube para assumir o comando do Scunthorpe United. No dia seguinte, Richie Barker, treinador da categoria de base, foi anunciado como treinador provisório.

A era de Richie Barker[editar | editar código-fonte]

Após assumir como treinador provisório, Richie Barker levou os Shakers à League One com uma impressionante marca de 06 (seis) vitórias consecutivas, culminado com um 3 x 2 contra o Chesterfield, então líder do campeonato, quando Ryan Lowe marcou o gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo. Com isso, a torcida viu o clube garantir o acesso à 3ª Divisão do Campeonato Inglês, algo que não acontecia desde 2002. Após este feito, Barker foi finalmente contratado como técnico oficial da equipe.

Na League One (2011-12), apesar de manter a base da equipe montada por Alan Knill, alguns jogadores de importância deixaram o clube durante a pré-temporada, a exemplo de Ryan Lowe. Todavia, neste ano, tinha-se a expectativa de um campeonato acirrado contra equipes difíceis como o Preston North End, o Charlton Athletic e as duas equipes de Sheffield. Mesmo assim, sob o comando de Barker, o Bury terminou a temporada em uma honrosa 14ª posição, o que foi considerado por todos um grande sucesso.

Richie Barker viu sua reputação melhorar após mostrar seu valor durante toda a temporada 2011-12 e a pré-temporada 2012-13. Desta forma, foi abordado para se tornar técnico do promissor Crawley Town. A saída do técnico, nesta fase crucial, ameaçou os preparativos da temporada o que fez com que a diretoria agisse rapidamente promovendo Peter Shirtliff (assistente de Barker) à técnico provisório. Shirtliff declarou, publicamente, seu interesse de torna-se técnico oficial, o que foi considerado pela diretoria dependendo dos seus resultados. Infelizmente, a equipe foi incapaz de conseguir uma única vitória nos primeiros 08 jogos da temporada, além de empates decepcionantes, fora de casa, contra o Coventry City e o Sheffield Town, equipes que estavam no final da tabela. Em 26 de Setembro de 2012, os dirigentes anunciaram Kevin Blackwell como técnico oficial.

A era de Kevin Blackwell[editar | editar código-fonte]

Blackwell havia sido técnico do Leeds United e do Sheffield United e sua contratação não foi muito bem aceita, sendo considerada por alguns como um tipo de "atentado ao Bury". Sua gestão começou com um empate em 2 x 2 com o Stevenage, seguido de uma derrota em casa por 1 x 0 para o Swindon, o que o levou a explodir e declarar que alguns de seus jogadores eram "lixo".

Após ficar seus cinco primeiros jogos sem vitória, os Shakers bateram o Hartlepool por 2 x 1 sendo esta a primeira vitória da temporada. O resultado deu início a um momento especial do time quando a equipe de Blackwell perdeu apenas um jogo em oito disputados, em todas as competições que participava, incluindo aí 05 vitórias. No final de Novembro, o Bury escapava por um ponto da zona do rebaixamento, uma reviravolta incrível de sete pontos desde quando Blackwell assumiu. Na metade de Dezembro, o clube foi colocado sob um embargo fiscal caindo em dificuldades financeiras por consequência de repasses de dados mal feitos. O Bury foi oficialmente rebaixado da League One, em 13 de Abril de 2013, após perder em casa para o Oldham Athletic por 1 x 0, na última cabeçada de Matt Smith ao gol.

Principais Rivais[editar | editar código-fonte]

Rivais locais ou próximos[editar | editar código-fonte]

  • Bolton Wanderers, o rival de maior tradição. Vitórias: Bury FC 30 x 29 Bolton Wanderers; e 17 empates.
  • Rochdale, é indiscutivelmente o maior rival da atualidade. O clássico entre os dois é chamado de Derby M66. A rivalidade entre os dois é tão grande que, por vezes, acaba recaindo em atos de vandalismo e violência entre as duas equipes (hooliganism). São de cidades próximas.
  • Oldham Athletic, é o terceiro dos rivais e também fica localmente próximo. A rivalidade se intensificou na temporada 2012-2013 quando o Bury foi rebaixado da League One graças a derrota sofrida, em casa, diante do Oldham.

Outras rivalidades menores[editar | editar código-fonte]

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

Copas[editar | editar código-fonte]

Conquistas Menores[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Inglaterra Campeonato Inglês da Segunda Divisão: 1

(1894-1895)

Inglaterra Campeonato Inglês da Terceira Divisão: 2

(1960-1961, 1996-1997)

Inglaterra Copa da Inglaterra: 2

(1900, 1903)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Gigg Lane.