Catherine Coleman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catherine Coleman

Astronauta da NASA
Nacionalidade Estados Unidos norte-americana
Nascimento 14 de dezembro de 1960 (53 anos)
Charleston, EUA
Tempo no espaço 180d 04h 00m
Missões STS-73, STS-93, Soyuz TMA-20, Expedição 26, Expedição 27
Insígnia
da missão
Sts-73-patch.png Sts-93-patch.png Soyuz-TMA-20-Mission-Patch.png ISS Expedition 26 Patch.png ISS Expedition 27 Patch.png
Coleman e Valentina Tereshkova, a primeira mulher a ir ao espaço, no Centro de Treinamento Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas, dezembro de 2010.

Catherine 'Cady' Grace Coleman (Charleston, 14 de dezembro de 1960) é uma astronauta norte-americana, veterana de três missões espaciais.

Estudante de intercâmbio na Noruega na adolescência, formou-se em química no MIT em 1983, como membro do Corpo de Treinamento dos Oficiais da Reserva, da Força Aérea dos Estados Unidos, juntando-se à força como segundo-tenente, enquanto fazia mestrado, entrando no serviço militar ativo em 1988 como química pesquisadora.

NASA[editar | editar código-fonte]

Em 1992 entrou para a NASA e qualificou-se, após treinamento, como especialista de missão. Foi ao espaço pela primeira vez em outubro de 1995 na STS-73 Columbia, uma missão que realizou estudos científicos que incluíram biotecnologia, ciência de combustão e física de fluidos.

Voltou ao espaço em julho de 1999, na STS-93 também na Columbia, a primeira missão de um ônibus espacial comandada por uma mulher, a astronauta Eileen Collins, que colocou em órbita o Observatório de Raios-X Chandra, na qual foi a responsável por colocar o satélite na órbita apropriada operando o braço robótico Canadarm, da nave.

Depois da missão, Coleman continuou a trabalhar na NASA, como chefe de operações e treinamento do braço robótico para todas as missões do ônibus espacial e da Estação Espacial Internacional (ISS), até 15 de dezembro de 2010, quando foi lançada do Cosmódromo de Baikonur, para uma missão de longa duração na ISS, integrando a tripulação da Soyuz TMA-20, que levou os novos tripulantes da Expedição 26, da qual ela faz parte, à Estação Espacial Internacional.[1] Coleman permaneceu até 2011 na estação, integrando também a tripulação permanente da Expedição 27.

Após quase seis meses em órbita, ela retornou à Terra com a tripulação da TMA-20, Dmitri Kondratyev e Paolo Nespoli, pousando perto de Dzhezkazgan, no Casaquistão, em 24 de maio de 2011[2]

Talento musical[editar | editar código-fonte]

Casada com um artista plástico, Coleman é flautista e já levou várias flautas em suas missões à ISS, incluindo duas dadas por integrantes da banda irlandesa The Chieftains e uma presenteada por Ian Anderson, líder e flautista do Jethro Tull, seu ídolo. Em abril de 2011, ela tocou em dueto direto do espaço com Anderson, para celebrar os 50 anos da viagem pioneira de Yuri Gagarin.[3] No mesmo mês, ela também tocou direto da ISS em videoconferência para a platéia do show do Tull em Moscou, em outra das comemorações aos 50 anos do primeiro homem no espaço.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]