Chespirito (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chespirito
Chespirito (CNT) (PT)
Clube do Chaves (no SBT) e Chespirito (na CNT) (BR)
Cena da Abertura de 1993
Informação geral
Formato Seriado
Género Comédia, Infantil
Duração 60 minutos (com comerciais)
30 minutos (desde os últimos episódios de 1993 até 1995, salvo algumas exceções durante a metade de 1994)
Criador(es) Roberto Gómez Bolaños
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Roberto Gómez Bolaños
Roberto Gómez Fernandéz
Produtor(es) Carmén Ochoa
Horacio Gómez Bolaños
Apresentador(es) Chespirito
Narrador(es) Gabriel Fernández
Elenco Roberto Gómez Bolaños
Florinda Meza
Rubén Aguirre
Édgar Vivar
Angelines Fernández
Raúl Chato Padilla
Horacio Gómez Bolaños
María Antonieta de las Nieves
Carlos Pouliot
Moisés Suárez
Anabelle Gutiérrez
Paulina Gómez
Exibição
Emissora de
televisão original
México Canal 8, Canal de las Estrellas
Brasil SBT, CNT, TLN Network
Transmissão original 4 de fevereiro de 198025 de setembro de 1995
N.º de temporadas 20
Cronologia
Programas relacionados El Chapulín Colorado
El Chavo del Ocho

Chespirito (conhecido no Brasil também como Clube do Chaves) foi um programa com vários quadros humorísticos, exibido entre 4 de fevereiro de 1980 a 25 de setembro de 1995 por Roberto Gómez Bolaños, o criador de Chaves e Chapolin.

Estreou originalmente, uma vez por semana, no horário nobre da Televisa. Este programa, porém, não apresenta todo o elenco da série Chaves: há dois atores ausentes no seriado: Ramón Valdés (intérprete do Seu Madruga) e Carlos Villagrán (intérprete do Quico). Embora, em 1981, Ramón Valdés volte a interpretar Seu Madruga no programa, no quadro Chaves, e Tripa Seca no quadro Chapolin Colorado (além de várias participações nos demais quadros), abandonou o elenco CH definitivamente no final do ano.

O programa Chespirito teve também um primeiro período, de 14 de outubro de 1970 a 25 de abril de 1973 (originalmente chamado Los supergenios de la mesa cuadrada), antes de Chaves e Chapolin tornarem-se programas independentes, sendo que neste período, Ramón Valdés e Carlos Villagrán faziam parte do Elenco CH.Grande parte dos episódios do primeiro período são perdidos, pois não são mais distribuídos pela televisa, entre eles estão a primeira aparição do chaves, do doutor Chapatin, primeiras versões perdidas de episódios clássicos. Alguns esquetes de 1970/1971 (com Chapolin, Chespirito, Chaparrón e doutor Chapatin) podem ser encontradas na internet retirados de acervos pessoais de fãs. Quarenta e quatro esquetes de 1972 foram compilados em episódios de Chaves e Chapolin já como programas próprios quando Chespirito não pode gravar e são distribuídos normalmente pela televisa.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1978, Carlos Villagrán (Quico) deixou as gravações de Chaves e Chapolin para seguir carreira solo na Venezuela. Em 1979, Ramón Valdéz (Seu Madruga) também deixa as gravações, para viajar com o seu circo.

Apesar de introduzir mudanças e, segundo Rubén Aguirre, a audiência ter aumentado, Chespirito decide encerrar os seriados Chaves e La Chicharra (que substituiu Chapolin no final de 1979). No ano seguinte, ele começa um novo programa, o Programa Chespirito. Chaves, Chapolin e La Chicharra passam a ser quadros desse programa, exibido semanalmente pela Televisa. Os quadros inicialmente eram: Chaves (El Chavo del Ocho), Chapolin (El Chapulin Colorado), Dr. Chapatin, Chaveco (Chómpiras), Pancada Bonaparte (Chaparrón), Vicente Chambón, e O Gordo e o Magro (El Gordo y el Flaco). Neste ano, destaque para as participações de Benny Ibarra.

Em 1981, Ramón Valdéz regressa ao elenco, saindo do elenco CH no mesmo ano. Em 1982, é gravado o último episódio de Vicente Chambón, quadro nunca exibido no Brasil. Neste ano também acabam as risadas de fundo, afim de se dar mais importância aos backgrounds. Além dos quadros, em algumas situações Chespirito interpretava a si próprio em diversas histórias, e também personagens épicos em diferentes paródias, todas genialmente ricas em humor satírico e irreverente. Até 1984 essas paródias eram constantes no programa, algum tempo depois, juntas com o quadro O Gordo e o Magro, passaram a aparecer mais raramente.

Nos anos de 1984 e 1985, Roberto Gómez Fernández, filho mais velho de Chespirito, atua fortemente no programa. Em 1985 e 1986 é a vez de Ramiro Orci fazer várias participações especiais. Em 1985, em virtude do Terremoto de 19 de Setembro de 1985 na cidade do México, as gravações foram transferidas do Foro 5 que foi destruído para o Foro 4, no final do ano Carmen Ochoa de Garcia deixa de ser a produtora. No ano Seguinte, Ano Da Copa 86 e da passagem do cometa Halley, Chespirito utilizou os programas para fazer divulgações dos eventos principalmente nos quadros de "Chaves".

Em 1987, os personagens Chaves e Chapolin perdem importância no programa, pois Chaveco e Botijão resolvem largar a vida de crimes, e assim acabar com a monotonia dos remakes de Chaves e Chapolin. Isso serviu para dar uma renovada no programa. Carlos Pouliot (dono do primeiro hotel onde trabalharam) começa a trabalhar com Chespirito.

Em 1989, Anabel Gutiérrez, volta a trabalhar com Chespirito, interpretando a mãe da Chimoltrúfia. No ano seguinte Moisés Suárez (que interpretaria posteriormente o Seu Cecílio) começa a fazer as suas participações especiais.

No ano de 1991, Florinda Meza fica 21 programas sem participar, por conta das gravações da novela Milagro y Magia, em vista disso, Chaves e Chapolin voltam a ser as estrelas principais do programa. Em 1991, várias ME's são refeitas para combinar com o maior humor textual.

Em 1992, os quadros Chaves e Chapolin deixam de serem gravados e Angelines Fernandez se afasta do programa por motivo de câncer. Paulina Gómez, filha mais nova de Chespirito, começa a fazer as suas primeiras participações especiais no programa e Edgar Vivar fica afastado por uns tempos para cuidar da sua saúde por conta da obesidade. No ano seguinte, a música tema do programa, que já durava 13 temporadas, passa por uma reformulação e surge com um novo estilo. A turma do Chaveco passa a trabalhar em um novo hotel. Na metade da temporada o programa fica com meia-hora de duração, pois Chespirito passa a gravar o programa "Con Humor al estilo de Chespirito" que durou até 1994. Em 1994 morrem Angelines Fernández e Raúl Chato Padilla. Neste ano, o humor fica ainda mais sarcástico, com mais mudanças nas ME's, e são introduzidos novos quadros: Dom Caveira e Cidadão Goméz. A Televisa resolveu então incluir algumas esquetes do programa "Con Humor al estilo Chespirito" em alguns programas dessa penúltima temporada, para exibições em emissoras estrangeiras: "Al estilo del Cinema Mudo", "Increíble pero ciento por ciento", "La notícia rebelde" e "Mini Teatro". Nenhuma dessas sketches faz parte do programa Chespirito, originalmente.

Depois que a Televisa resolveu tirar os programas de humor do horário nobre para sábado à tarde, Chespirito decidiu encerrar definitivamente as gravações, no ano de 1995.

Quadros[editar | editar código-fonte]

Chaves (El Chavo del Ocho)[editar | editar código-fonte]

Chaves, um dos quadros do Chespirito.

É o Chaves que muitos conhecem, mas com algumas diferenças, como a ausência do Quico e do Seu Madruga (exceto em 1981). Em 1980, Dona Neves se destaca substituindo o Seu Madruga. Em 1981, Seu Madruga volta à vila e Dona Neves perde a importância no programa. No entanto, Valdés sai do programa definitivamente no final do mesmo ano. Em 1982, Jaiminho passa a morar na vila, no 24, sendo o sucessor do Seu Madruga. Ele é a paixão da Dona Clotilde e passa a dever 14 meses de aluguel ao Senhor Barriga, por sempre querer evitar a fadiga, apesar de continuar sendo carteiro; além de viver exaltando sua terra natal. No mesmo ano, é dado um acréscimo de episódios no Restaurante da Dona Florinda; Chaves volta a trabalhar no restaurante e o Professor Girafales volta a visitar a sua amada. O restaurante durou até 1990. Nhonho, Pópis e Godines passam a ter maior participação na sketch. Dona Neves só aparece nos episódios de 1982 a 1985, com uma pequena participação num episódio de 1990. Assim fica a vila do Chaves até 1991, pois em 1992, só foram gravados episódios na escola. Durante os anos 1988 e 1992, os personagens foram engordando e o quadro ia aparecendo mais na escola.

Chapolin (El Chapulin Colorado)[editar | editar código-fonte]

Os episódios desse quadro enfocavam as aventuras de Chapolin Colorado, um super-herói latino criado ao oposto da imagem dos super-heróis americanos: fraco, feio, medroso, pobre, desajeitado, covarde, tonto, mulherengo, mas que no final sempre superava seus medos para assim vencer seus inimigos usando a astucia. Ao sinal de perigo, os personagens secundários repetiam o bordão "Oh, e agora, quem poderá me defender?", ao que Chapolin entrava em cena por meio de algum tipo de materialização repentina (frequentemente tropeçando ou dando com a cara em alguma coisa) respondendo "Eu!". O personagem vestia-se com uma roupa vermelha dos pés à cabeça, com algo parecido com asas de pano nas costas, antenas na cabeça, as chamadas "Anteninhas de Vinil", calçados amarelos e um escudo dourado no peito em forma de coração com as iniciais CH em vermelho. Uma ênfase especial às Anteninhas de Vinil, que se conectam a todas as terminações nervosas do corpo do herói e assim tinham com ele uma interação direta e funcionalidade total: detectam presenças inimigas; codificam e traduzem idiomas e códigos secretos diversos; captam leituras de materiais tóxicos ou perigosos; recebem pedidos de socorro e assim por diante.

No programa Chespirito, as aventuras continuavam mais ou menos parecidas, porém com menos tempo e com uma quantidade maior de remakes. Raúl Chato Padilla ganhou muito destaque interpretando pai da mocinha e bandido (Raúl mesmo envelhecido mostrava-se sempre muito ágil em fazer cenas de quedas). Rúben e Edgar também se destacaram nesta fase. Na fase 1989 - 1992, Bolaños ia engordando e envelhecendo e o quadro ia ficando mais raro, aparecendo em sua maioria em episódios de 40min. A maior aparição do quadro no programa foi em 1991. Durante esta fase, os quadros ficavam com um humor mais textual e um humor pastelão mais planejado.

Doutor Chapatin (Doctor Chapatin)[editar | editar código-fonte]

É um ganancioso médico idoso. Ninguém sabe seu nome verdadeiro (talvez nem ele se lembre de tão velho que ele é). Quando o chamam de velho, ele distribui pancadas com seu saquinho, que sempre está em sua mão. É apaixonado pela sua enfermeira, que o auxilia em seu consultório. Inicialmente, o Dr. Chapatin era exibido como entremés (história curta apresentada antes do episódio principal) no seriado Chapolin. Depois, passou a ser um dos quadros do Programa Chespirito.

Chaveco (Los Caquitos)[editar | editar código-fonte]

Esse quadro é sobre Chaveco e Botijão, dois amigos que decidiram deixar de ser ladrões para serem pessoas honradas. Inicialmente, até meados da década de 1980, eles eram ladrões, e nos episódios apareciam os assaltos feitos por eles, geralmente com pistolas de brinquedo.

Outra personagem marcante é Chimoltrúfia, interpretada por Florinda Meza. Ela surge num episódio de 1980, no qual Chaveco finge assaltá-la e Botijão finge defendê-la para conquistá-la. Ela apaixona-se por Botijão e torna-se sua esposa. Após Chaveco e Botijão abandonarem o mundo dos crimes, depois de passar um bom tempo na cadeia, eles ficam desempregados, fazendo bicos. Em 1987, Chaveco, Botijão e Chimoltrúfia arranjam emprego no hotel de um homem conhecido como Seu Lucio (interpretado por Carlos Pouliot), mas o hotel se fecha e eles novamente ficam desempregados. Em 1993, eles vão trabalhar num outro hotel, o hotel Boa vista, de propriedade de Seu Cecílio (interpretado por Moisés Suárez). Outros personagens são o Sargento Refúgio, policial amigo dos três, o Delegado Morales, a Dona Agrimaldolina, mãe de Chimoltrúfia, A Maruja "Ou Marujinha", que provoca os homens, principalmente o Sargento Refúgio, e a Dona Cotinha, que trabalha em um restaurante, além dos inúmeros convidados especiais. No México o quadro era conhecido como "Los Caquitos", uma expressão que significaria: "Os Ladrões" em português; mas após se regenerarem, o quadro passou a se chamar "El Chompiras" ("nome" original do personagem principal).

Pancada Bonaparte (Los Chifladitos)[editar | editar código-fonte]

Esse quadro é sobre dois loucos, Pancada Bonaparte e Lucas Pirado, que vivem a atormentar a vizinhança e falar coisas sem sentido, em diálogos brilhantes e inusitados. Não têm consciência de que estão doidos e não gostam quando alguém diz isso. Arranjam muitas confusões na delegacia quando vão denunciar os mais bizarros crimes, baseados em contos de fadas ou histórias bíblicas. Aprontam todas com o policial e com a vizinha que sempre vai à casa deles pedir uma xícara de açúcar.

Vicente Chambón (não exibido no Brasil)[editar | editar código-fonte]

Quadro que se passa na editora do jornal La Chicharra, onde trabalham Vicente, Úrsula, Cândida e o chefe da redação, Dom Lino.

O Gordo e o Magro (El Gordo y el Flaco)[editar | editar código-fonte]

Quadro no qual apresentam um senhor magro (Chespirito) e um gordo (Édgar Vivar). Geralmente os episódios desse quadro são mudos, somente algumas vezes tem diálogos em inglês.

Dom Caveira (Don Calavera)[editar | editar código-fonte]

Esse quadro é sobre Carlos Veira, apelidado de Dom Caveira. É viúvo, rico e dono de uma funerária, e dá em cima das viúvas que aparecem lá. Tem um empregado chamado Celório, que diversas vezes é pego fazendo corpo mole. É amigo do médico Rafael Contreras, que sempre o visita.

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1997, o Programa Chespirito foi exibido no Brasil pela CNT, emissora que apostara nas novidades da rede mexicana Televisa para alavancar a audiência, e nada melhor do que comprar temporadas recentes deste programa, até então inédito no Brasil, e que não havia terminado há tanto tempo em seu país de origem; por isso, quem assistiu, deve se lembrar dos personagens de Chespirito mais velhos e gordos. A CNT transmitiu Chaves, Chapolin, Pancada, Chaveco e os demais quadros especiais com uma dublagem considerada de baixa qualidade, porém com exibição integral! O contrato com a Televisa durou um ano.

Quando o SBT comprou as séries, os episódios foram redublados. No total, 180 programas, dos quais provavelmente 120 são de Chaveco (Chómpiras). A empresa encarregada pela dublagem nem se preocupou em dublar as aberturas originais, pois o SBT queria outra. Na dublagem, todas as ME's (Músicas e Efeitos) foram mantidas, vindas do original (as da temporada de 1990 e 1991, vieram editadas diferentes do original pela Televisa). No canal de Silvio Santos, o programa Chespirito foi exibido com outro nome: o nome imposto à dublagem inicialmente havia sido "As Novas Aventuras do Chaves", mas mudaram de ideia antes da estreia, e o programa foi chamado de "Clube do Chaves"!

Um ponto negativo segundo os fãs na época da exibição, foi justamente a dublagem, pois menos da metade dos dubladores originais voltaram a emprestar suas vozes aos célebres personagens, além ainda das ausências sentidas de Ramón Valdés (Seu Madruga) e Carlos Villagrán (Quico), na série (que fizeram falta nos quadros de Chaves, o mais passado pela emissora na época), além do fato de os atores já estarem mais velhos.

Alguns quadros tiveram os seus nomes modificados nessa dublagem. Chaparrón ficou com o nome de Pancada e Chómpiras foi chamado de Chaveco. A estreia no SBT foi no dia 2 de junho de 2001 e o primeiro episódio que passou foi do Chaves na escola, numa aula do Professor Girafales sobre comunicação.

O Clube do Chaves sempre fora exibido aos sábados, porém a audiência não foi a esperada e o programa, que já chegara a duas horas de duração, foi diminuindo até ficar com trinta minutos e depois, foi exibido juntamente com os episódios clássicos de Chapolin e Chaves.

A volta[editar | editar código-fonte]

Clube do Chaves voltou a ser exibido de madrugada em dezembro de 2006, até o início de 2008, como tapa-buraco de programação. Não foram exibidos, após a volta, nenhum dos quadros de "Chaves" ou Chapolin". Em 2009, a televisa lança o canal por assinatura chamado TLN Network que exibe Chaves, Chapolin e Chespirito.

DVD[editar | editar código-fonte]

A série foi lançada em 8 DVD's no Brasil: pela Amazonas Filmes:

  • O Melhor do Chespirito: Vol.1:
Nome (Quadro) Ano
1 O Amigo Defunto (Chaveco) 1995
2 O Duelo - Brincando de Assaltante (Pancada Bonaparte) 1995
3 Como Ganhar Dinheiro Dando Algumas Voltinhas (Chaveco) 1995
4 Paciente Com Dor Nos Rins (Dr. Chapatín) 1995
5 Grande Prêmio (Chaveco) 1995
6 O Quartinho Mágico (Pancada Bonaparte) 1995
7 Bagunça na Recepção (Chaveco) 1995
  • O Melhor do Chespirito: Vol.2:
Nome (Quadro) Ano
1 Pode Me Dar Uma Mãozinha? (Pancada Bonaparte) 1995
2 E o Passado Te Condena (Chaveco) 1995
3 Napoleão e Josefina (Chespirito) 1995
4 A Arca de Noé (Pancada Bonaparte) 1995
5 A Outra Mulher (Chaveco) 1994
6 Quem Não Quer Subir na Vida? (Dr. Chapatín) 1995
7 O Guarda-Chuva Vai Cantar (Chaveco) 1995
Extra 1: O Último Exame - parte 2 (Chaves) 1976
Extra 2: Brincando de Escolinha (Chaves) 1973
  • O Melhor do Chespirito: Vol.3:
Nome Ano
1 O Louco e o Vestido (Pancada Bonaparte)
2 Uma Cadelinha Valiosa (Chaveco) 1983
3 A Partida de Pôquer (Dr. Chapatin)
4 O Consultório Psiquiátrico (Pancada Bonaparte)
5 O Ex-Noivo de Chimoltrúfia (Chaveco)
6 O Toureiro Toureado (Dr. Chapatin) 1983
7 A grande guerra (Pancada Bonaparte)
8 O caso dos pães roubados (Chaveco) 1983
Extra: O Uniforme do Soldado (Chespirito)
  • O Melhor do Chespirito: Vol.4:
Nome Ano
1 Manual de Defesa Pessoal (Chaveco) 1982
2 A Disputa pelo Sítio (Pancada Bonaparte) 1982
3 Férias na Prisão (Chaveco) 1981
4 Cantemos Vitória (Pancada Bonaparte) 1980
5 O Mendigo da Praça (Dr. Chapatin) 1983
6 O Crime mais Abominável de Nossas Vidas (Chaveco) 1982
7 O Emprego Ideal (Pancada Bonaparte) 1983
8 Os Exercícios Físicos (Dr. Chapatin) 1982
Extra: O Bar que Só Fecha Depois do Último Cliente (Chespirito) 1974
  • O Melhor do Chespirito: Vol.5:
Nome Ano
1 Porca Solta Ataca Novamente (Dr. Chapatin) 1988
2 A Rosca de Reis (Pancada Bonaparte) 1981
3 A Morte do Botijão (Chaveco)
4 Esse Morto não é Brincadeira, Dom Caveira 1994
5 O Berro que o Gato Deu (Dr. Chapatin) 1981
6 Com Inventário e Inventor, Fica Louco o Auditor (Pancada Bonaparte) 1982
Extra 1: Trair e Mentir, é só Reagir
Extra 2: A Guerra de Secessão (Chespirito) 1974
  • O Melhor do Chespirito: Vol.6:
Nome Ano
1 O Futebol é Minha Melhor Medicina (Dr. Chapatin) 1982
2 A coceira de Chômpiras (Chaveco) 1987
3 Concerto de Piano (Pancada Bonaparte) 1986
4 O Analista que não deu pé (Dr. Chapatin) 1988
5 A História de Cleópatra (Chespirito) 1994
6 De Grão em Grão, a Galinha Enche o Papo (Pancada Bonaparte) 1987
7 O Grande Golpe (Chaveco)
Extra: Cristóvão Colombo (Chespirito)
  • O Melhor do Chespirito: Vol.7:
Nome Ano
1 O Ladrão de Crianças
2 O Depósito (Dr. Chapatin)
3 O Amigo Invisível
4 O Gordo e o Magro em Época de Guerra 1980
5 A Pequena Mesa de Tênis (Pancada Bonaparte)
6 O Chefe do Bando (Chaveco)
7 Sorte de Chaparrón (Pancada Bonaparte)
8 Ninguém Segura a Apólice de Seguro (Dr. Chapatin)
9 Linda Casa a Venda (Pancada Bonaparte) 1986
Extra: A Fortuna de Fréderic Chopin (Chespirito)
  • O Melhor do Chespirito: Vol.8:
Nome Ano
1 O Veneno de Maruja (Chaveco) 1993
2 O Robô Robotizado (Pancada Bonaparte) 1982
3 Consulta Sem Consolo (Dr. Chapatin) 1984
4 Juleu e Romieta, de Shakespearito Parte 1 1981

Episódios[editar | editar código-fonte]

Ver página: Anexo:Lista de episódios do Programa Chespirito

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Este artigo pode ser melhorado, integrando ao texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O ibope do programa em sua estreia, em 2001, teve 15 pontos, e de 15 foi para 6/7 pontos nos dias seguintes. Vinha sendo exibido de madrugada e marcou entre 4/5/6 pontos.
  • No Brasil foram, pela escolha das emissoras em relação aos contratos, comprados e exibidos episódios das temporadas mais recentes, datadas de 1990 a 1995 (sem contar "extras" enviados para cá antes, como a saga "Aventuras em Marte" do Chapolin de 1981, transformada em filme pelo SBT). Capítulos de temporadas anteriores podem ser encontrados nos DVDs oficiais lançados pela Televisa em parceria com a distribuidora Amazonas Filmes. Até o momento, 8 volumes foram lançados.
  • Havia também no programa, a introdução de alguns atores que não integravam o elenco de Chaves e Chapolin. Eram: Moisés Suarez, Carlos Pouliot, Anabel Gutiérrez, Arnoldo Picazzo e Paulina Gómez. E também participações especiais de: Maria Clara Zurita, Mari Carmen Vela, Maria Goretti, Roxana Chávez, Eduardo Palomo, Arturo Garcia Tenório, Juan Antonio Edwards, Miguel Pizarro, Eduardo Shilinsky, entre vários outros convidados especiais.
  • A trilha sonora do programa foi muito vasta e diversificada ao decorrer de tantas temporadas; todas pendendo para o jazz e/ou instrumentais de comédia. Em 1993 a Televisa fez novos soundtracks em parceria com Rodolfo "Popo" Sánchez, e os dois principais eram versões incidentais da música "El Chapulín Colorado" (música cuja versão instrumental era a música-tema do programa), para episódios que se passavam no hotel Buena Vista. A trilha sonora e os efeitos foram todos refeitos no México, para dublagem em outros países.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]