Cristina da Saxônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cristina da Saxônia (Torgau, 25 de dezembro de 1461 - Odense, 8 de dezembro de 1521) foi uma princesa saxã e rainha consorte da Dinamarca, da Noruega e da Suécia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cristina era a filha mais velha de Ernesto, príncipe-eleitor da Saxônia e de Isabel da Baviera, filha do duque Alberto III da Baviera.

Em 6 de setembro de 1478, em Copenhague, casou-se com João, futuro rei da Dinamarca e da Noruega, filha do rei Cristiano I da Dinamarca e da Noruega e de Doroteia de Brandemburgo.

Em 1497, o esposo de Cristina foi feito rei da Suécia; dois anos depois, ela foi coroada rainha em Uppsala; e, em 1500, tornou-se regente da Suécia durante a ausência de seu esposo do país. Quando uma revolução insurgiu na Suécia contra a Dinamarca, e a união, em 1501, Cristina foi cercada no Castelo das Três Coroas, em Estocolmo. Ela se rendeu em 9 de maio de 1502, após que os defensores dinamarqueses foram diminuídos de mil homens a setenta por doença e pela fome. Ao render seu cargo, ela se entregou a Ingeborga Tott, esposa de Sten Sture, regente da Suécia, a qual a encontrou no castelo e a seguiu para um convento. Aí Cristina foi feita prisioneira por Sten Sture e mantida como cativa na Abadia de Vadstena até 1503, quando foi solta e retornada para a Dinamarca.

Cristina morreu em Odense, capital da ilha de Fiônia, na Dinamarca, aos 59 anos.

Descendência[editar | editar código-fonte]

João e Cristina tiveram cinco filhos, dos quais, apenas dois, Cristiano e Isabel, tiveram progênie:

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por:
Doroteia de Brandemburgo
Rainha da Dinamarca e da Noruega
21 de maio de 1481 - 20 de fevereiro de 1513
Sucedido por:
Isabel da Áustria
Precedido por:
Cristina Abrahamsdotter
Rainha da Suécia
julho de 1497 - 20 de fevereiro de 1513