Dolomitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Dolomitas *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Dolomites cablecar view 2009.JPG
País  Itália
Tipo natural
Critérios vii, viii
Referência 1237
Região** Europa e América do Norte
Histórico de inscrição
Inscrição 2009  (33ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

As Dolomitas (em italiano: Dolomiti; ladino: Dolomites; em alemão: Dolomiten; em véneto: Dołomiti: em friulano: Dolomitis) formam uma cadeia montanhosa dos Alpes orientais no norte da Itália. A área dolomítica (secção alpina denominada Alpes Dolomíticos) estende-se entre as províncias de Belluno - que constitui sua parte mais relevante - Bolzano, Trento, Údine e Pordenone.[1] [2] [3]

O ponto mais alto das Dolomitas é a Marmolada, com 3343 m de altitude. Outros picos importantes são o Piz de Léch, monte Schiara, monte Civetta e o monte Antelao.[1] [2] [3]

O "Dolomitas" provém do famoso mineralogista francês Déodat Gratet de Dolomieu, que foi o primeiro a descrever a rocha dolomite, um tipo de rocha carbonatada responsável pelas formas características e pela cor destas montanhas, que anteriormente ao século XIX eram conhecidas como "Montanhas Pálidas".

O artista Ticiano, do Renascimento italiano, nasceu em Pieve di Cadore, localidade nesta região, e daqui partiu para Veneza.

Panorâmica do pico oeste da Marmolada
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dolomitas

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências