Ferrovia Rética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Ferrovia Rética na Paisagem da Albula e da Bernina *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Landwasserviadukt.jpg
O famoso trem vermelho atravessando o viaduto de Landwasser
País Suíça
Critérios (ii)(iv)
Referência 1276
Coordenadas 46.498333° N 9.846389° E
Histórico de inscrição
Inscrição 2008 (32ª seção)  (? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
A malha ferroviária da RhB.

A Ferrovia Rética (em alemão: Rhätische Bahn; em italiano: Ferrovia Retica; língua romanche: Viafer Retica), também conhecida pela sigla em alemão RhB, é a maior companhia ferroviária privada da Suíça e segunda mais importante, depois da estatal SBB-CFF-FFS. Conta com cerca de 381 quilômetros de linhas situadas no cantão de Grisões, e em 2002 tinha 1479 funcionários.

Património[editar | editar código-fonte]

Desde o dia 6 de julho de 2008, o Comitê da UNESCO inscreveu a Ferrovia Rética com a linha de Albula e da linha da Bernina na lista do Patrimônio da Humanidade. Esta inscrição se refere a 122 quilômetros de via férrea entre Thusis, Sankt Moritz e Tirano, e às 144 pontes e 42 túneis que compõem esse traçado, bem como o entorno paisagístico que o cerca.

Como se localiza em território suíço e italiano, é um patrimônio compartilhado por ambos os países.

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

É nesta linha que circula o célebre Glacier Express entre St. Moritz e Zermatt [1] percurso que efectua na linha de Albula e na linha da Bernina.

Trem da Ferrovia Rética entre Lagalb e Ospizio Bernina, Suíça.

Referências

  1. Glacier Express (em francês) - Jul. 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ferrovia Rética