Dom Salvador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dom Salvador
Informação geral
Nome completo Salvador da Silva Filho
Nascimento 12 de Setembro de 1938 (75 anos)
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) MPB, Samba Soul, Groove.
Período em atividade cantor, compositor e arranjador

Dom Salvador, nome artístico de Salvador da Silva Filho (São Paulo, 12 de setembro de 1938), é um músico, arranjador e compositor brasileiro.

Vida e Obra[editar | editar código-fonte]

Sua carreira musical teve início aos 12 anos de idade em Rio Claro/SP, como pianista em uma orquestra.

Tornou-se conhecido em 1961, mesmo ano em que mudou-se para o Rio de Janeiro a convite de Dom Um Romão, onde passou a fazer parte do grupo Copa Trio.

Em 1965, gravou o disco Salvador Trio, como integrante de um grupo com o mesmo nome. Logo depois, formou o grupo Rio 65 Trio, com o qual gravou um LP de mesmo nome.

No ano seguinte, o Rio 65 Trio viajou para a Europa, juntamente com outros músicos como Edu Lobo, Sylvia Telles e Rosinha de Valença, entre outros. Depois de apresentar-se em muitos países, o grupo gravou outro LP, na Alemanha. Ainda em 1966, Dom Salvador foi para os Estados Unidos juntamente com outros músicos, e retornou a esse país na companhia de Elza Soares. Desta vez, fez amizade com vários músicos de jazz, como Thelonious Monk, Charles Lloyd e vários outros.

Retornando ao Brasil tornou-se produtor musical e pesquisador, tendo esta última ocupação motivado viagens para vários outros países.

Em 1970, fez parte do grupo Abolição, juntamente com integrantes dos grupos Cry Babies e Impacto 8, criando assim o embrião do que viria a ser o movimento Black Rio.

Atualmente, Dom Salvador vive em Nova York, onde toca piano em um restaurante. Os discos gravados por ele entre os anos 60 e 70 são, hoje, raridades vendidas a preços altos, quando encontradas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Salvador Trio (1965)
  • Rio 65 Trio (1965)
  • Dom Salvador (1969)
  • Som, sangue e raça (1971)
  • Dom Salvador Trio (1986)
  • Mancini também é samba (1966)
  • Tony Tornado (1971)
  • My Family (Minha Familia) (1976, Muse Records)
  • Rio Claro Suite (1984)
  • Transition (Lua Records, 1997)
  • Puro Amor (Salmarsi Records 2002)
  • Romantic Interlude at The River Cafe (Salmarsi Records)
  • Romantic Interlude at The River Cafe, Volume 2 (Salmarsi Records)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.