Episcopado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Episcopado, também conhecido como Governo Episcopal, é uma das formas administrativas da Igreja.

É uma forma de organização hierárquica, com a autoridade máxima local exercida por um bispo (episcopos, em grego ou episcopus, em latim). Esta estrutura está presente na maioria das Igrejas Católicas, Igrejas Ortodoxas e Igrejas Episcopais, inclusive na Igreja da Inglaterra (anglicana). Como denominações protestantes podemos citar a Igreja do Evangelho Quadrangular, na qual o bispo rege regiões, e a Igreja Metodista. Algumas outras igrejas independentes também têm esta estrutura.

Neste sistema os ministros principais da igreja são os bispos. Outros ministros são presbíteros e diáconos. Todos estes são mencionados no Novo Testamento, embora se creia que, originalmente, fossem sinônimos os termos de pastor, bispo e presbítero. O governo é centralizado na figura de um bispo dirigente, responsável pelas decisões e destinos da igreja, mas que possui um grupo de subalternos, o Colégio Episcopal, responsáveis pela gestão do sistema.

Ver também[editar | editar código-fonte]