Era georgiana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo da arquitectura georgiana: o edifício The Circus, em Bath, construído entre 1754 e 1768.

A Era georgiana foi um período da história do Reino Unido cujo designação tem origem nos reinados dos primeiros quatro dos Reis da Casa de Hanôver do Reino da Grã-Bretanha: Jorge I, Jorge II, Jorge III e Jorge IV. O período está compreendido entre 1714 e 1830, com o sub-período da Regência, em que Jorge IV esteve como Príncipe Regente durante a doença do seu pai Jorge III. Por vezes, o pequeno reinado de Guilherme IV, (1830 to 1837) é também incluído. O último monarca do Reino Unido foi a sobrinha de Guilherme, Vitória, que daria o nome à próxima era, a Era vitoriana.

O termo "Georgiano" é utilizado num contexto social e de arquitectura.

Artes[editar | editar código-fonte]

A sociedade deste período e as suas preocupações foram bem representadas nos romances de Henry Fielding, Mary Shelley e Jane Austen, pela arquitectura de Robert Adam, John Nash e James Wyatt e no revivalismo do estilo Neogótico.

O renascer das artes foi expresso pelos poetas românticos principalmente Samuel Taylor Coleridge, William Wordsworth, Percy Bysshe Shelley, William Blake, John Keats, Lord Byron e Robert Burns. O seu trabalho introduziu uma nova era na poesia caracterizada por uma linguagem alegre, positiva e de ideiais elevados.

Na pintura, destacaram-se Thomas Gainsborough, Sir Joshua Reynolds, o jovem J. M. W. Turner, John Constable e o paisagista Capability Brown.

Acontecimentos[editar | editar código-fonte]

1714

Após a morte da sua prima em segundo grau, a rainha Ana, Jorge Luís, sucede como rei Jorge I da Grã-Bretanha. Isto marca o início do reinado da Casa de Hanover no Reino Unido.

1715

O partido Whig vence as eleições parlamentares britânicas para a Câmara dos Comuns. Este partido opunha-se, de forma geral, ás políticas do rei.

1727

Jorge I morre e o seu filho ascende ao trono como Jorge II.

1746

A derradeira levante jacobita é esmagada na Batalha de Culloden.

1760

Jorge II morre e o seu neto ascende ao trono como Jorge III, uma vez que o seu pai, Frederico tinha falecido em março de 1751.

1763

A Grã-Bretanha vence a Guerra dos Sete Anos. O Tratado de Paris de 1763 garante o domínio britânico de vastos territórios por todo o mundo.

1765

A Lei do Selo é aprovada pelo Parlamento da Grã-Bretanha, o que causa um reboliço nas Treze Colónias da América do Norte.

1775

Começa a Guerra da Independência nas Treze Colónias, mais especificamente no Massachusetts.

1776

As Treze Colónias da América do Norte declaram a sua independência da Coroa Britânica e do Parlamento Britânico.

1781

O exército britânico na América, sob o comando de Lord Cornwallis, rende-se a George Washington após a sua derrota em Yorktown, na Virginia, em outubro de 1781.

1783

A Grã-Bretanha reconhece formalmente a independência dos 13 Estados americanos originais quando o Tratado de Paris de 1783 é assinado por David Hartley, que representava o rei Jorge III, e pela delegação americana encarregue do tratado.

1801

O Ato de União de 1800 entra em vigor a 1 de janeiro, unindo os reinos da Grã-Bretanha e da Irlanda, criando assim o Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda.

1811

Jorge, o Príncipe de Gales, inicia um período de nove anos como regente (ele ficou conhecido como Jorge, Príncipe Regente), assumindo as funções de Jorge III que tinha perdido a lucidez. Este sub-período da era georgiana é definido como Regência Britânica.

1815

Napoleão I da França é derrotado pela Sétima Coligação liderada pelo Duque de Wellington, na Batalha de Waterloo onde agora fica Wallonia, na Bélgica.

1819

Ocorre o Massacre de Peterloo.

1820

Jorge III morre e o seu filho Jorge, Príncipe Regente, ascende ao trono do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda como Jorge IV.

1830

Jorge IV morre. Segundo alguns historiadores, isto marca o fim da era georgiana da Casa de Hanover. Porém, outros estendem esta época até ao final do curto reinado do seu irmão, o príncipe Guilherme, duque de Clarence, que ascende ao trono como Guilherme IV.

1833

A Lei de Abolição da Escravatura é aprovada pelo parlamento devido à influência de William Wilberforce e do movimento evangélico. Assim, o comércio de escravos e todas as suas crueldades e abominações passaram a ser considerados crimes no Império Britânico.

1837

Morre Guilherme IV, marcando, assim, o fim da era georgiana. A sua sobrinha e último membro da Casa de Hanover, a rainha Vitória sucede-o. Ela casou-se com o Alberto de Saxe-Coburgo-Gota, que pertencia à Casa de Saxe-Coburgo-Gota, pelo que, quando o seu filho Alberto Eduardo, Príncipe de Gales, a sucedeu como Eduardo VII, a casa de Alberto ganhou o trono britânico.

King George I by Sir Godfrey Kneller, Bt (3).jpg George II by Thomas Hudson.jpg Allan Ramsay - King George III in coronation robes - Google Art Project.jpg George IV 1821 color.jpg William IV.jpg
Jorge I Jorge II Jorge III Jorge IV Guilherme IV

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Holmes, Richard. The Age of Wonder: How the Romantic Generation Discovered the Beauty and Terror of Science (2009)
  • Boyd, Hilton. A Mad, Bad, and Dangerous People?: England 1783-1846 (2008) 783pp
  • Briggs, Asa. The making of modern England, 1783-1867: The age of the improvement (1959)
  • Evans, E.J. Britain before the Reform Act: politics and society 1815-1832 (1989)
  • Gould, Eliga H. "American independence and Britain's counter-revolution," Past & Present (1997) #154 pp 107-41
  • Hochschild, Adam. Bury the Chains, The British Struggle to Abolish Slavery (Basingstoke: Pan Macmillan, 2005)
  • Mokyr, Joel. The Enlightened Economy: An Economic History of Britain 1700-1850 (2010)
  • Phillips, Charles. The Illustrated Encyclopedia of the Kings and Queens of Britain. Londres: Hermes House (Arness Publishing), 2006 ISBN 0-681-45961-1
  • Turner, M.J. The Age of Unease: government and reform in Britain, 1782-1832 (2000)
  • Watson J. Steven. The Reign of George III: 1760-1815 (1960)
  • Williams, Basil. The Whig Supremacy 1714-1760 (1939) edição online
  • Woodward; E. L. The Age of Reform, 1815-1870, (1938) edição online

LIgações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.