Estêvão I da Hungria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Santo Estêvão da Hungria
Estátua eqüestre do Santo Estêvão da Hungria, por Alajos Stróbl, 1906, no Monte do Castelo, Budapeste
Apóstolo dos húngaros; Igual aos apóstolos
Morte 15 de agosto de 1038 em Székesfehérvár, Reino da Hungria
Veneração por Igreja Católica Romana
Canonização 20 de agosto de 1083, Esztergom, Hungria por Papa Gregório VII
Principal templo Basílica de Santo Estêvão, Budapeste, Hungria
Festa litúrgica 16 de agosto, 20 de agosto (na Hungria), 2 de setembro (no Catolicismo tradicionalista)
Atribuições rei, confessor, coroa, ceptro, globo
Padroeiro Hungria
Gloriole.svg Portal dos Santos

O Rei Estêvão, o Grande, ou Santo Estêvão da Hungria (Szent István király em húngaro), c. 975 - 15/08/1038, foi o primeiro rei da Hungria. Seu pai foi o chefe tribal magiar Géza; sua mãe chamava-se Sarolt, e Estêvão recebeu ao nascer o nome de Vajk (que significa "herói"). Nascido na cidade de Esztergom, Vajk foi batizado aos 10 anos de idade por Santo Adalberto de Praga, como pré-condição para receber de Roma a coroa da Hungria, e então renomeado Estêvão, em homenagem ao mártir da igreja primitiva, Santo Estêvão protomártir.

Casou-se, ao que parece em 995, com a beata Gisela da Baviera, filha do Henrique II da Baviera e de Gisela da Borgonha.

Estêvão e Gisela tiveram ao menos três filhos, cujos nomes a história registrou: os varões Américo (Imre) e Otão (Ottó) e a filha Edviges (Hedvig). Ao que parece, Estêvão sobreviveu a todos os seus filhos, de modo que, após a sua morte, a coroa foi disputada por seus sobrinhos e primos.

Após derrotar os nobres pagãos que se lhe opunham e unificar as tribos magiares, reza a tradição que Estêvão recebeu do Papa Silvestre II uma coroa de ouro e pedras preciosas (a qual, denominada "Santa Coroa", tornou-se o símbolo do país), juntamente com uma cruz apostólica e uma carta de bênção em janeiro de 1001, com o que o papado o reconhecia como um rei cristão na Europa.

Árvore genealógica da Casa de Árpád[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Géza da Hungria
Rei da Hungria
9971038
Sucedido por
Pedro Orseolo
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.