Flag football

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Flag Football)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
No flag football, ao invés de equipamentos, os jogadores usam fitas (flags).

Flag football é uma versão do futebol americano. As regras básicas do Flag são similares as do jogo profissional, mas em vez de derrubar o jogador com a bola ao chão, o defensor deve retirar uma fita (Flag) para parar um down. Na maioria das jogadas, os jogadores usam um cinto, onde as duas flags estão presas por um velcro. O Flag foi desenvolvido para minimizar lesões que o Football (Tackle) poderia trazer, bem como baratear a prática do esporte, já que os equipamentos acabam sendo caros. Ao longo dos anos, o contato entre os linhas, Defensive Backs e Wide Receivers foi liberado.

Regras[editar | editar código-fonte]

O jogo é disputado com 5 jogadores simultâneos em cada time, o campo tem 50 jardas de comprimento (10 jardas cada endzone) por 25 jardas de largura, o campo não possui goal posts, os pontos só são marcados por touchdown, por esse motivo cada touchdown vale 6 pontos . O tempo de jogo é de 40 minutos divididos em dois tempos de 20 minutos cada, o play clock é de 25 segundos.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Os primeiros passos no ano de 1999 em escolas da cidade de S. Paulo pelos professores de ed. física Claudio Telesca e Paulo Arcuri.

Em 2001 o Brasil participou pela 1ª vez da Copa do Mundo de Flagbol realizada em Cocoa Beach –EUA, obtendo a 10ª colocação.

  • O Boom de TVs a Cabo em meados da década de 90: Com a transmissão de jogos em canais a cabo, como o Sunday Night Football e o Monday Night Football, ambos pela ESPN. O sinal era transmitido pela matriz americana, de Bristol, mas a narração era em português. A equipe possuía narradores como André José Adler e Ivan Zimmerman, sendo que o último hoje está no Bandsports.

A Associação Pró-Futebol Americano APFA, é uma das entidades que possui o maior campeonato e o maior número de atletas inscritos na modalidade Flag. O Torneio Principal da APFA conta com 16 equipes, divididas em duas conferências.[carece de fontes?]

Torneio de Integração[editar | editar código-fonte]

O Torneio de Integração é o meio pelo qual novos times podem se filiar à LPFA. Funciona como uma segunda divisão do Torneio Principal. Em 2009 houve uma novidade: os dois times com as piores campanhas (da conferência Estadual e Paulista) são rebaixados para o TI.

Parcerias[editar | editar código-fonte]

Com o crescimento do esporte, este atraiu a atenção de grandes clubes do futebol, como Corinthians, Palmeiras e Portuguesa. Recentemente, o "clássico" Corinthians e Palmeiras foi disputado no flag, com grande cobertura da imprensa, como da Rede Globo e Rede Gazeta. Os clubes se dispoem a ceder o espaço de treinamento e uniforme, e as equipes usam o nome do time.

Locais de treinamento[editar | editar código-fonte]

A maioria das equipes treina em parques públicos na cidade de São Paulo (exceção feita aos times que possuem parcerias), como o Villa-Lobos, o da Juventude e do Ibirapuera. Recentemente, porém, houve uma proibição da prática de esportes coletivos fora das quadras poliesportivas no Ibirapuera o que forçou alguns times a treinarem ao lado do Obelisco, em frente ao Parque do Ibirapuera.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]