Hóquei de sala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stick[1] [2] de hóquei de sala
Stick de hóquei de sala[1] [2]
Dimensões de uma quadra de hóquei de sala

O hóquei de sala (Portugal) ou hóquei indoor (Brasil) (Indoor Hockey, em inglês) é uma variante do hóquei em campo.

História[editar | editar código-fonte]

O hóquei de sala foi criado na Alemanha nos anos 1950, se espalhando rapidamente pelos outros países europeus. Por sorte, a Bélgica se tornou um dos países que adotaram a variante do hóquei de campo, e em 1966 Rene Frank, nascido na Bélgica, se tornaria mais tarde presidente da Federação Internacional de Hóquei (FIH), persuadido pela Associação Alemã de Hóquei para oferecer a responsabilidade acima das regras de hóquei de sala para a FIH. Esta levou a FIH a reconhecer o hóquei de sala na constituição de 1968.[3]

O primeiro campeonato oficial sancionado pela FIH em hóquei coberto foi realizado em 1972.

Diferenças[editar | editar código-fonte]

O hóquei de sala difere do hóquei em campo por vários motivos:

  • O pavilhão (indoor) é um pouco menor do que ao ar livre (outdoor). Tem 18m a 22m de largura por 36m a 44m de comprimento, dividido por uma linha central. A área é composta de um semicírculo que mede cerca de 9m de cada baliza. As linha laterais marcam os lados do campo ajudando a manter a bola no campo recorrendo para isso a tabelas. O campo é feito de madeira ou de resina sintética.
  • As balizas são semelhantes: 2m de altura por 3m de largura e o mínimo de 1m de profundidade e são um pouco maiores que às usadas no Handebol.
  • A equipa é composta por 6 jogadores (5 jogadores e 1 Guarda Redes) em cada uma das equipas (total de 12 jogadores).
  • O jogo é composto por 2 tempos de 20 minutos (em alguns países como Portugal/Alemanha etc., o tempo a nível de competição interna é de 25 min. cada parte).
  • Os jogadores não podem bater na bola (stickar), mas somente puxá-la, desviá-la, ou empurrá-la e também não pode levantar a bola excepto na área e com a hipótese de marcar um golo.
  • As bolas e os sticks são semelhantes, mas os jogadores preferem os sticks mais finos do que ao ar livre, já que este é um jogo que não é possível "stickar" a bola (acto de levantar o stick acima da cintura e bater a bola).
  • Não existem reposições de linha lateral já que são usadas tabelas (15 cm), que fazem parte integrante do jogo.
  • Quando a bola sai pela linha de fundo, mesmo que defendida pelo Guarda Redes (ou goleiro), não é marcado canto a favor da equipa que ataca, mas sim bola de saída para a equipa que defende, já que o canto quando é marcado é idêntico ao canto curto da variante de hóquei de campo, ou seja, pune uma falta dentro da área ou então uma bola jogada de propósito para fora por um defesa.

Temporada[editar | editar código-fonte]

Em alguns países o hóquei de sala é jogado o ano inteiro (existindo até países como a Holanda que tem atletas que só jogam principalmente uma variante: Campo ou Sala), em outros como a Alemanha e a Áustria, Portugal e Espanha a temporada de hóquei de sala é dividida entre o hóquei ao ar livre (outdoor) no verão e ao hóquei coberto (indoor) no inverno. Há muita crítica porque isso gera impasse desses países nas oportunidades de uma competição internacional, mas em outro lado o clima do norte europeu favorece o hóquei coberto no inverno, e as partidas ao ar livre podem ser injogáveis devido à neve e ao gelo. Na Alemanha o hóquei coberto é bastante popular entre vários jogadores, e devido aos campos menores e ao uso de aparadores o jogo corrido é mais rápido. Também é tecnicamente e fisicamente muito exigente.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal os melhores resultados têm sido obtido nesta variante, conseguindo a selecção sub-21 já ter conquistado um 4º lugar na divisão principal AA.

A nível de equipas, a A.Académica de Espinho e a A.Desportiva de Lousada já marcaram presença na Taça dos Campeões Europeus Divisão A (principal divisão europeia em que jogam os melhores jogadores do mundo). Internamente, Sport Club do Porto, Associação Académica de Espinho e Associação Desportiva de Lousada já conquistaram campeonatos nacionais nesta variante. Actualmente a equipa da A.D. Lousada distingue-se uma vez que venceu os últimos campeonatos, sendo a equipa com mais títulos nacionais em todos os escalões nesta variante. Nos últimos anos, a fama e o mérito dos jogadores Portugueses tem sido reconhecidos nesta variante, levando a que alguns joguem em Espanha em equipas semi-profissionais ou mesmo profissionais.

Ao nível dos femininos o Dramático de Cascais foi sem dúvida a melhor equipa, tendo sido campeã nacional por sete vezes consecutivas. Conquistando também uma taçã dos campeões europeus e mais algumas classificações bastante positivas. Apesar disso a AD Lousada venceu os últimos campeonatos nacionais femininos de Portugal.

Copa do Mundo[editar | editar código-fonte]

A primeira copa do mundo de hóquei de sala foi realizada em Leipzig, Alemanha, em 2003, onde a seleção da casa ganhou a competição no masculino e no feminino. Eles defenderam o título, em Viena, Áustria em Fevereiro de 2007 no masculino, mas foram eliminados no feminino pela seleção da Espanha, que perdeu a final contra a seleção dos Países Baixos. Geralmente as finais do hóquei de sala nos campeonatos europeus e internacionais, tanto a nível de seleções, como a nível de clubes, são disputadas pela Alemanha e Polónia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]