Héctor Cúper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Héctor Cúper
Cuper Hector.jpg
Informações pessoais
Nome completo Héctor Raúl Cúper
Data de nasc. 16 de novembro de 1955 (59 anos)
Local de nasc. Santa Fé, Argentina
Informações profissionais
Clube atual Sem Clube
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1976–1977
1977–1978
1978–1988
1988–1992
Argentina Ferro Carril Oeste
Argentina Independiente Rivadavia
Argentina Ferro Carril Oeste
Argentina Huracán
0005 0000(0)
0006 0000(2)
0424 000(24)
0132 0000(8)
Seleção nacional
1984–1986 Flag of Argentina.svg Argentina 0005 0000(0)
Times que treinou
1993–1995
1995–1997
1997–1999
1999–2001
2001–2003
2004–2006
2007
2008
2008–2009
2009–2011
2011
2011–2013
2013-2014
Argentina Huracán
Argentina Lanús
Espanha Mallorca
Espanha Valencia
Itália Internazionale
Espanha Mallorca
Espanha Betis
Itália Parma
Flag of Georgia.svg Geórgia
Grécia Aris Salônica
Espanha Racing Santander
Turquia Orduspor
=Emirados Árabes Unidos Al Wasl

Héctor Raúl Cúper (Santa Fé, 16 de novembro de 1955) é um treinador e ex-futebolista argentino.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cúper iniciou sua carreira como treinador no Huracán, um ano e meio após se aposentar como jogador no mesmo Huracán. Após três anos no comando, se transferiu para o Lanús, onde permaneceu mais dois anos. Por conta das boas campanhas na Argentina, acabou sendo contratado pelo Real Mallorca, da Espanha.

Em sua primeira temporada na Espanha, levou o clube a final da Copa da Espanha, mas perdendo para o Barcelona. Na temporada seguinte, mais um vice: dessa vez, na final da extinta Recopa Europeia, contra a Lazio, da Itália. Porém, conquistou a Supercopa da Espanha contra o Barcelona. Ainda nessa temporada, terminou em terceiro na La Liga, conquistando uma inédita vaga na Liga dos Campeões da UEFA.

Com isso, acabou sendo contratado pelo Valencia, onde continuou sem sorte em finais. Chegou a duas finais da Liga dos Campeões da UEFA (contra o Real Madrid em 2000 e Bayern Munique, da Alemanha em 2001), mas acabou perdendo ambas, sendo a última, na disputa por pênaltis.

Acabou assumindo o comando da Internazionale, da Itália. Em sua primeira temporada, terminou em terceiro no campeonato. No ano seguinte, sua sorte não mudou no principal torneio de clubes do mundo. Foi eliminado pelo Milan nas semifinais da Liga. Acabou nessa temporada, perdendo a chance de conquistar o scudetto após uma derrota por 4 a 2 para a Lazio. Em 2003, acabou sendo dispensado após oito rodadas.

Após um ano sem treinar nenhuma equipe (por contra de acordos com a Inter), assumiu novamente o Real Mallorca, onde conseguiu livrar a equipe do rebaixamento. Mas, na temporada seguinte, acabou sendo demitido. Ainda treinou o Real Betis, também da Espanha e o Parma, da Itália, sendo o responsável pelo rebaixamento da equipe para a Serie B.

Apesar de ter conquistado maus resultados nos últimos trabalhos, acabou em 1 de agosto de 2008, assumindo o comando da Geórgia. No ano seguinte, acabou saindo e assinando com o Aris Salônica, da Grécia.

Deixou o comando do Racing de Santander em 29 de novembro de 2011 após obter apenas uma vitória em treze partidas no espanhol.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

[Categoria:Treinadores do Club Atlético Huracán]]