Copa Sul-Americana de 2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Bridgestone Sul-Americana de 2012
XI Copa Sudamericana
CONMEBOL
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 24 de julho12 de dezembro
Gol(o)s 231
Jogos 92
Média 2,51 gol(o)s por partida
Campeão Brasil São Paulo (1º título)
Vice-campeão Argentina Tigre
Melhor marcador 5 gols:
Maior goleada
(diferença)
São Paulo Brasil 5 – 0 Chile Universidad de Chile
Estádio do PacaembuSão Paulo
7 de novembro, Quartas-de-final
Premiações
Melhor jogador
BrasilBRA Lucas Moura (São Paulo)
◄◄ CONMEBOL 2011 Soccerball.svg 2013 CONMEBOL ►►

A Copa Sul-Americana de 2012, denominado oficialmente Copa Bridgestone Sul-Americana,[1] foi a décima primeira edição do torneio de futebol realizado no segundo semestre de cada ano pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), tendo iniciado em 24 de julho,[2] com seu término em 12 de dezembro.[3] Equipes das dez associações sul-americanas participaram do torneio.

Em reunião realizada em 24 de novembro de 2011, com representantes das entidades participantes do torneio junto a CONMEBOL, ficou definido a adição de mais oito vagas para a competição, distribuídas entre todas as associações, com exceção de Argentina e Brasil, elevando o número de participantes de 39 para 47 equipes.[4]

São Paulo e Tigre realizaram uma final inédita e pela primeira vez chegaram a decisão do torneio. No primeiro jogo, disputado no Estádio La Bombonera em Buenos Aires, as equipes empataram por 0–0.[5] No jogo da volta, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, o time da casa abriu 2–0 no primeiro tempo quando a partida foi encerrada após o clube argentino se recusar a entrar em campo no segundo tempo após confusão com a polícia no intervalo. O árbitro chileno Enrique Osses encerrou a partida e o São Paulo conquistou o título inédito.[6] [7]

Como campeão, o São Paulo conquistou o direito de disputar a Recopa Sul-Americana de 2013 contra o Corinthians, campeão da Copa Libertadores da América de 2012, além de participar da Copa Suruga Bank do ano seguinte, contra o campeão da Copa da Liga Japonesa de 2012. A vaga na Copa Libertadores da América de 2013 estava assegurada após o clube finalizar o Campeonato Brasileiro na quarta posição.[8]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(6 vagas)
Independiente 5ª melhor pontuação acumulada na temporada 2011
Racing 6ª melhor pontuação acumulada na temporada 2011
Tigre 7ª melhor pontuação acumulada na temporada 2011
Argentinos Juniors 8ª melhor pontuação acumulada na temporada 2011
Colón 9ª melhor pontuação acumulada na temporada 2011
Boca Juniors Campeão da Copa Argentina 2011–12
 Bolívia
(4 vagas)
Oriente Petrolero 3º colocado no Torneio Adecuación de 2011
Universitario de Sucre Vice-campeão do Torneio Apertura de 2011
Aurora 4º colocado do Torneio Apertura de 2011
Blooming 5º colocado do Torneio Clausura de 2012
 Brasil
(8 vagas)
São Paulo 6ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Figueirense 7ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Coritiba 8ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Botafogo 9ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Palmeiras 11ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Grêmio 12ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Atlético Goianiense 13ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
Bahia 14ª colocação no Campeonato Brasileiro Série A de 2011
 Chile
(4 vagas + atual campeão)
Universidad de Chile Campeão da Copa Sul-Americana de 2011
Universidad Católica Campeão da Copa Chile de 2011
Cobreloa 2º lugar na fase regular do Torneio Clausura de 2011
O'Higgins 2º lugar na fase regular do Torneio Apertura de 2012
Deportes Iquique 3º lugar na fase regular do Torneio Apertura de 2012
 Colômbia
(4 vagas)
Millonarios Campeão da Copa Colômbia de 2011
Envigado 3ª melhor pontuação na temporada 2011
Deportes Tolima 4ª melhor pontuação na temporada 2011
La Equidad 5ª melhor pontuação na temporada 2011
Equador
(4 vagas)
Barcelona SC Vencedor da primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2012
LDU Loja 2º colocado da primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2012
Deportivo Quito Vencedor da segunda fase do Campeonato Equatoriano de 2011
Emelec 3º colocado da primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2012
Paraguai
(4 vagas)
Olimpia Campeão de melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2011
Cerro Porteño 4ª melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2011
Tacuary 5ª melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2011
Guaraní 6ª melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2011
 Peru
(4 vagas)
Universidad San Martín 4ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2011
León de Huánuco 5ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2011
Unión Comercio 6ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2011
Inti Gas 7ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2011
Uruguai
(4 vagas)
Nacional Campeão do Campeonato Uruguaio de 2011–2012
Cerro Largo 2ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2011–2012
Liverpool 3ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2011–2012
Danubio 4ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2011–2012
 Venezuela
(4 vagas)
Mineros de Guayana Campeão da Copa Venezuela de 2011
Deportivo Lara Melhor pontuação na temporada 2011–12
Monagas Vencedor dos play-offs para a Copa Sul-Americana com melhor pontuação
Deportivo Táchira Vencedor dos play-offs para a Copa Sul-Americana com pior pontuação

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Inicialmente o sorteio ocorreria em 26 de junho, no Centro de Convenções da Confederação Sul-Americana, em Luque, no Paraguai[9] . Porém, em 22 de junho, a CONMEBOL informou do adiamento do sorteio para 29 de junho.[10]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por 32 equipes classificadas de oito das dez federações sul-americanas (exceto as equipes da Argentina e Brasil) divididas em dezesseis chaves.[3]

Zona Sul[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Danubio Uruguai 1–2 Paraguai Olimpia 0–0 1–2
G2 Deportes Iquique Chile 2–4 Uruguai Nacional 2–0 0–4
G3 Blooming Bolívia 1–4 Chile Universidad Católica 1–1 0–3
G4 Guaraní Paraguai 2–2 (gf) Bolívia Oriente Petrolero 0–1 2–1
G5 Liverpool Uruguai 5–1 Bolívia Universitario de Sucre 3–0 2–1
G6 Aurora Bolívia 2–1 Uruguai Cerro Largo 2–1 0–0
G7 Tacuary Paraguai 2–3 Chile Cobreloa 0–1 2–2
G8 O'Higgins Chile 3–7 Paraguai Cerro Porteño 3–3 0–4

Zona Norte[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G9 Inti Gas Peru 0–3 Colômbia Millonarios 0–0 0–3
G10 Emelec Equador 2–1 Peru Universidad San Martín 1–0 1–1
G11 La Equidad Colômbia 1–3 Venezuela Mineros de Guayana 0–1 1–2
G12 Deportivo Táchira Venezuela 1–5 Equador Barcelona SC 0–0 1–5
G13 Deportes Tolima Colômbia 3–1 Venezuela Deportivo Lara 3–1 0–0
G14 Deportivo Quito Equador 4–2 Peru León de Huánuco 1–0 3–2
G15 Unión Comercio Peru 0–2 Colômbia Envigado 0–0 0–2
G16 Monagas Venezuela 2–6 Equador LDU Loja 0–2 2–4

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada pelas equipes da Argentina e do Brasil e os dezesseis que avançaram da primeira fase. São dezesseis chaves com partidas de ida e volta, sendo que o Universidad de Chile avança diretamente às oitavas-de-final por ser o campeão do ano anterior.[3]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 Guaraní Paraguai 3–5 Colômbia Millonarios 2–4 1–1
O2 Bahia Brasil 0–4 Brasil São Paulo 0–2 0–2
O3 Envigado Colômbia 1–2 Uruguai Liverpool 1–1 0–1
O4 Argentinos Juniors Argentina 2–6 Argentina Tigre 1–2 1–4
O5 Mineros de Guayana Venezuela 2–6 Paraguai Cerro Porteño 2–2 0–4
O6 Atlético Goianiense Brasil 2–2 (4–2 p) Brasil Figueirense 1–1 1–1
O7 Olimpia Paraguai 0–1 Equador Emelec 0–1 0–0
O8 Grêmio Brasil 3–3 (gf) Brasil Coritiba 1–0 2–3
O9 Cobreloa Chile 3–4 Equador Barcelona SC 0–0 3–4
O10 Chile Universidad de Chile diretamente classificado às oitavas-de-final
O11 Universidad Católica Chile 3–3 (gf) Colômbia Deportes Tolima 2–0 1–3
O12 Colón Argentina 5–2 Argentina Racing 3–1 2–1
O13 Deportivo Quito Equador 5–2 Bolívia Aurora 2–1 3–1
O14 Boca Juniors Argentina 3–3 (gf) Argentina Independiente 3–3 0–0
O15 LDU Loja Equador 2–2 (gf) Uruguai Nacional 0–1 2–1
O16 Palmeiras Brasil 3–3 (gf) Brasil Botafogo 2–0 1–3

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 25 de setembro a 25 de outubro  30 de outubro a 15 de novembro  22 a 29 de novembro  5 e 12 de dezembro
                                                 
 Colômbia Millonarios 1 3 4  
 Brasil Palmeiras 3 0 3  
   Colômbia Millonarios 0 3 3  
   Brasil Grêmio 1 1 2  
 Brasil Grêmio 1 2 3
 Equador Barcelona SC 0 1 1  
   Colômbia Millonarios 0 1 1  
   Argentina Tigre (gf) 0 1 1  
 Paraguai Cerro Porteño 2 2 4  
 Argentina Colón 1 1 2  
   Paraguai Cerro Porteño 1 2 3
   Argentina Tigre 0 4 4  
 Argentina Tigre 0 4 4
 Equador Deportivo Quito 2 0 2  
   Argentina Tigre 0 0 0
   Brasil São Paulo 0 2 2
 Brasil São Paulo (gf) 1 0 1  
 Equador LDU Loja 1 0 1  
   Brasil São Paulo 2 5 7
   Chile Universidad de Chile 0 0 0  
 Equador Emelec 2 0 2
 Chile Universidad de Chile 2 1 3  
   Brasil São Paulo (gf) 1 0 1
   Chile Universidad Católica 1 0 1  
 Brasil Atlético Goianiense 0 3 3  
 Chile Universidad Católica (gf) 2 1 3  
   Chile Universidad Católica 2 2 4
   Argentina Independiente 2 1 3  
 Uruguai Liverpool 1 1 2
 Argentina Independiente 2 2 4  

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
5 de dezembro Tigre Argentina 0 – 0 Brasil São Paulo Estádio La Bombonera, Buenos Aires[11]
20:50 (UTC-3)
Relatório Árbitro: ParaguaiPAR Antonio Arias
Jogo de volta
12 de dezembro São Paulo Brasil 2 – 01 Argentina Tigre Estádio do Morumbi, São Paulo
21:50 (UTC-2)
Lucas Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22'
Osvaldo Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28'
Relatório Público: 67 042[12]
Árbitro: ChileCHI Enrique Osses
Notas
  • Nota 1: Após confusão no final do primeiro tempo, o Tigre se recusou a voltar para o segundo tempo, alegando ameaças vindas da Polícia Militar e o árbitro encerrou a partida.[6]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Sul-Americana de 2012
Brasil
São Paulo
Campeão
(1° título)

Seleção do campeonato[editar | editar código-fonte]

Em 14 de dezembro a CONMEBOL divulgou a seleção da Copa Sul-Americana de 2012. Como campeão, o São Paulo é o clube com mais representates na lista, com 3 jogadores e o técnico (destacados em negrito):[13]

Goleiro
Defensores
Meio-campistas
Atacante
Técnico
Melhor Jogador[14]
Melhor Jogador da Final ("Goleador de la final")

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os maiores públicos da competição:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 67.042 Brasil São Paulo 2–0 Argentina Tigre Estádio do Morumbi 12 de dezembro Final [15]
2 55.286 Brasil São Paulo 0–0 Chile Universidad Católica Estádio do Morumbi 28 de novembro Semifinal [16]
3 32.636 Brasil São Paulo 5–0 Chile Universidad de Chile Estádio do Pacaembu 7 de novembro Quartas-de-final [17]
4 16.334 Brasil Grêmio 1–0 Colômbia Millonarios Estádio Olímpico 30 de outubro Quartas-de-final
5 15.208 Brasil São Paulo 0–0 Equador LDU Loja Estádio do Morumbi 24 de outubro Oitavas-de-final [18]
6 13.751 Equador LDU Loja 1–1 Brasil São Paulo Estádio Reina del Cisne 26 de setembro Oitavas-de-final [19]
7 9.791 Brasil São Paulo 2–0 Brasil Bahia Estádio do Morumbi 21 de agosto Segunda fase [20]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Jogador da semana[editar | editar código-fonte]

Out of date clock icon.svg
Esta seção pode conter informações desatualizadas.

Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes.

Semana Jogador Equipe Notas
24–26 jul Venezuela Richard Blanco Chile O'Higgins [21]
31 Jul–1 ago Brasil Rogério Ceni Brasil São Paulo [22]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ordenado alfabeticamente por equipe.

Referências

  1. Bridgestone é patrocinadora da Copa Sul-Americana de Futebol 2012. Portal Inteligemcia (2 de julho de 2012). Página visitada em 9 de julho de 2012.
  2. Lance Press (12 de julho de 2012). Danubio e Olimpia abrem a Copa Sul-Americana. Confira a tabela. FOX Sports. Página visitada em 13 de julho de 2012.
  3. a b c La Copa Sudamericana fue sorteada (em espanhol). CONMEBOL (29 de junho de 2012). Página visitada em 4 de julho de 2012.
  4. Conmebol abre oito vagas para a próxima competição. Portal Terra (24 de novembro de 2011). Página visitada em 25 de novembro de 2011.
  5. Sao Paulo y Tigre buscan el título. CONMEBOL (11 de dezembro de 2012). Página visitada em 13 de dezembro de 2012.
  6. a b Após confusão, árbitro encerra jogo, e São Paulo conquista Sul-Americana. GloboEsporte.com (12 de dezembro de 2012). Página visitada em 13 de dezembro de 2012.
  7. São Paulo é campeão da Sul-Americana. Correio do Estado (13 de dezembro de 2012). Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  8. L. Fabiano comanda a virada do São Paulo contra o Náutico na estreia de Ganso e vai à Libertadores. UOL Esporte (18 de novembro de 2012). Página visitada em 13 de dezembro de 2012.
  9. Conmebol homenageará A. Marques em sorteio da Sul-Americana. Portal Terra (18 de junho de 2012). Página visitada em 18 de junho de 2012.
  10. Copa Bridgestone Sudamericana 2012: se postergó la fecha del sorteo (em espanhol). Conmebol.com (22 de junho de 2012). Página visitada em 24 de junho de 2012.
  11. Tigre confirma que a Bombonera receberá final desta quarta-feira. GloboEsporte.com (3 de dezembro). Página visitada em 3 de dezembro de 2012.
  12. Ficha Técnica: São Paulo 2 x 0 Tigre-ARG. Gazeta Esportiva (12 de dezembro de 2012). Página visitada em 17 de dezembro de 2012.
  13. Lucas, Toloi, Jadson e Ney Franco entram na seleção da Sul-Americana; veja o time ideal. ESPN (14 de dezembro de 2012). Página visitada em 17 de dezembro de 2012.
  14. Lucas recebe troféu de melhor jogador da Sul-Americana. FOX Sports (13 de dezembro de 2012). Página visitada em 17 de dezembro de 2012.
  15. Ficha Técnica:São Paulo 2x0 Tigre-ARG. saopaulofc.net (12 de dezembro de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  16. Ficha Técnica:São Paulo 0-0 Universidade Católica-CHI. saopaulofc.net (28 de novembro de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  17. Ficha Técnica:São Paulo 5-0 Universidade de Chile. saopaulofc.net (07 de novembro de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  18. Ficha Técnica:São Paulo 0-0 LDU Loja-EQU. saopaulofc.net (24 de outubro de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  19. Ficha Técnica:LDU Loja-EQU 1-1 São Paulo. saopaulofc.net (26 de setembro de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  20. Ficha Técnica:São Paulo 2-0 Bahia. saopaulofc.net (21 de agosto de 2012). Página visitada em 18 de dezembro de 2012.
  21. Copa Sudamericana: Richard Blanco, el jugador de la semana (em espanhol). CONMEBOL (30 de julho 2012). Página visitada em 30 de julho 2012.
  22. Sudamericana: Rogerio Ceni el jugador de la 2a semana (em espanhol). CONMEBOL (5 agosto 2012). Página visitada em 5 de agosto 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]