Lucas Rodrigues Moura da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Lucas Moura
Lucas Moura
Informações pessoais
Nome completo Lucas Rodrigues Moura da Silva
Data de nasc. 13 de Agosto de 1992 (22 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Altura 1,73 m[1]
Destro
Apelido Marcelinho, Lucashow
Lucas - O bíblico, Coruja
Informações profissionais
Clube atual França Paris Saint-Germain
Número 7
Posição Meia-atacante
Site oficial lucasnarede.com.br
Clubes de juventude
1999–2002
2002–2005
2005–2010
Brasil Juventus
Brasil Corinthians
Brasil São Paulo
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2010–2012
2013–
Brasil São Paulo
França Paris Saint-Germain
00074 0000(19)
00050 00000(6)
Seleção nacional3
2010
2011
2012
2011–
Brasil Brasil Sub-19
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil Sub-23
Brasil Brasil
00011 0000(10)
00009 00000(4)
00005 00000(0)
00031 00000(4)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 31 de agosto de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 16 de outubro de 2013.

Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Londres 2012 Futebol Copa das Confederações 2013

Lucas Rodrigues Moura da Silva (São Paulo, 13 de agosto de 1992) é um futebolista brasileiro que atua como meia-atacante pelos lados do campo. Atualmente, joga pelo Paris Saint-Germain.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira na escolinha do ex-jogador Marcelinho Carioca em Diadema, lá passou a ser chamado de Marcelinho devido a fisionomia parecida com o ex-jogador. Seis meses depois ele teve uma breve passagem pela extinta escolinha do SERC Santa Maria em São Caetano do Sul sob o comando do treinador Dirceu Gabriel Couto.[2]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Aos dez anos de idade, Lucas foi para o Corinthians, onde permaneceu nas categorias de base durante três anos, até completar 13 anos de idade. No mesmo momento em que chegou ao Corinthians, foi convidado pelos dirigentes do São Paulo para que fazer parte das categorias de base do SPFC.

Durante esse período os pais do jogador passaram a ficar preocupados com a rotina do filho, pois temiam a queda do rendimento escolar e também do rendimento como jogador. Lucas estudava no período da manhã e treinava no período da tarde. Na companhia dos pais, o jogador tinha que pegar dois ônibus para ir e mais dois ônibus para voltar, chegando em casa somente à noite. Os pais também ficaram preocupados com o método de aquisição de massa muscular [3] .

Preocupados com a rotina diária e com o método utilizado para o fortalecimento físico do seu filho, os pais do jogador foram atrás dos dirigentes corintianos. Pediram para que o seu filho tivesse o acompanhamento de um nutricionista - para que o jogador pudesse ganhar massa muscular corretamente; também pediram para arranjar uma escola que fosse próxima do clube e um alojamento para evitar que o jogador se sobrecarregasse demais e pudesse correr o risco de ter uma queda no seu rendimento escolar e também no futebol. Posteriormente seu pai revelou em uma entrevista que na época os dirigentes responderam: "agora não podemos ver isso".

Esperou por uma solução durante três anos, mas sempre recebeu dos dirigentes a mesma resposta. Com o término do contrato com o Corinthians o pai do jogador foi convidado a visitar o CT do São Paulo em Cotia. Ele ficou satisfeito com o método de trabalho nas categorias de base e também pelo fato que o clube também exigia que os jogadores da base, tivessem um bom desempenho escolar.[4] .

Chegada ao São Paulo[editar | editar código-fonte]

Lucas chegou ao São Paulo aos 13 anos de idade, ainda conhecido como Marcelinho. Ainda na primeira semana que Lucas começou a treinar no seu novo clube, o pai do jogador acabou passando novamente pela mesma situação que havia passado anteriormente - quando Lucas chegou ao Corinthians, os dirigentes do São Paulo haviam feito um convite para que o jogador treinasse nas categorias de base do 'tricolor'. Porém desta vez a situação era a inversa do que havia acontecido antes - desta vez foram os dirigentes do Corinthians que convidaram para que o jogador voltasse a treinar nas categorias de base do time 'alvinegro'. O pai do jogador fez a mesma escolha quando isso aconteceu pela primeira vez e acabou optando pela permanência do seu filho no time em que estava treinando[4] .

Logo após chegar ao clube, o jogador teve um crescimento no desempenho do seu futebol e ainda no primeiro ano, Lucas foi campeão paulista da sua categoria atuando pelo seu novo clube. Permaneceu atuando nas categorias de base do clube até chegar à faixa etária dos jogadores que disputam a Copa São Paulo de Futebol Júnior[4] ..

Depois de ser campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2010, onde teve atuações de destaque, que acabaram fazendo com que o técnico do São Paulo tivesse interesse e acabou sendo integrado no elenco profissional do São Paulo no mês de agosto do mesmo ano, através do técnico Sérgio Baresi[4] . Porém ainda sob o comando de Ricardo Gomes, o jogador não teve oportunidade de estrear profissionalmente.

Profissional[editar | editar código-fonte]

Lucas se juntou São Paulo, ​​em 2005, depois de jogar para as equipes de base do Clube Atlético Juventus e Corinthians. Lucas fez sua estréia com o São Paulo em 2010, marcando quatro gols e proporcionar assistências quatro em 25 aparições. Em 2011, Lucas marcou nove gols e quatro assistências em 28 jogos no Campeonato Brasileiro e 13 gols e oito assistências em todas as competições.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Estreou profissionalmente no jogo contra o Atlético Paranaense na Arena da Baixada - que terminaria empatado, ao entrar no decorrer da partida, sob o comando do técnico Milton Cruz - que fazia sua primeira partida como técnico interino, após a demissão do técnico Ricardo Gomes. Foi titular pela primeira vez no jogo contra o Vasco da Gama, no estádio do Morumbi; desta vez sob o comando de outro técnico interino Sérgio Baresi, que comandou o time até a chegada de Carpegiani.

Ainda sob o comando de Sérgio Baresi, depois de jogar como titular pela primeira vez[5] ; Lucas passou a ser escalado como titular nos jogos seguintes após manter boas atuações em campo e fez seu primeiro gol como jogador profissional na sua quarta partida como titular, contra o Atlético-MG no estádio Ipatingão em Minas Gerais. Nesse jogo ele foi o destaque do São Paulo, pois além de ter marcado o gol de empate, Lucas ainda construiu a jogada que terminaria com o gol da virada feito pelo Fernandão e que resultaria na vitória do São Paulo[6] . Lucas passou a ter mais chances entre os titulares também com o novo treinador, fato que melhorou bastante o seu desempenho nas partidas.

Lucas passou a ganhar destaque na imprensa devido ao seu desempenho em campo e até acabou virando motivo de discussão entre os presidentes do São Paulo e Corinthians. A discussão começou depois que o presidente corintiano Andrés Sanchez começou a acusar o São Paulo, de ter roubado o jogador das categorias de base do seu clube. Para acabar de vez com a discussão, o jogador esclareceu o caso publicamente em uma entrevista para o jornal O Estado de São Paulo[7] . Porém após ter se destacado no clássico contra o Palmeiras, o jogador recebeu em casa a visita da equipe de reportagem do site GloboEsporte.com e seu pai tratou de explicar detalhadamente o caso sobre 'o suposto roubo do jogador'. Revelou que o jogador saiu do Corinthians com treze anos, ainda na época em que o clube recebia investimentos, providos pela parceria do clube com a MSI em 2005, e também que isso tinha acontecido quando o Andrés ainda não era o presidente. Para finalizar ele disse que se fosse necessário, falaria isso na cara de quem fosse preciso[4] .

Depois de jogar nove partidas como profissional sendo chamado pelo apelido de Marcelinho, o jogador pediu para ser chamado pelo seu nome verdadeiro e que não havia pedido antes porque achava normal, mas resolveu mudar porque queria fazer a sua própria história no futebol, sem ser comparado com ninguém. O primeiro jogo do jogador como Lucas, ocorreu no dia 16 de setembro, contra o Internacional pelo Campeonato Brasileiro.[8] [9] [10]

Após um excelente ano de estreia como profissional, no fim de 2010, a FIFA citou o jogador como uma das principais revelações do ano.[11]

2011[editar | editar código-fonte]

Em 17 de fevereiro de 2011, Lucas assinou a renovação de seu contrato com o São Paulo até 31 de dezembro de 2015, tendo agora uma multa rescisória de 180 milhões de reais, fato que o torna o segundo jogador mais caro do país,[12] atrás apenas de Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo. No dia 6 de abril, em jogo importante do São Paulo pela Copa do Brasil, Lucas teve a sua primeira expulsão como profissional no jogo contra o Santa Cruz, causada por um desentendimento com o zagueiro Everton Sena, que o marcara durante os dois confrontos.[13]

No Campeonato Brasileiro de 2011, Lucas tornou-se o goleador mais jovem do São Paulo na história da competição, ele anotou 9 gols durante o campeonato. Depois de uma ótima segunda temporada Lucas começa 2012 muito criticado pelo individualismo, mas da a volta por cima e se torna a principal arma ofensiva tricolor ao lado de Luís Fabiano, marcando gols importantes, como o único da vitória sobre o Coritiba na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil.[14] Na partida seguinte, contra o Atlético Mineiro, Lucas atingiu a marca de 100 jogos com a camisa do São Paulo.

2012[editar | editar código-fonte]

Em 27 de outubro de 2012, em um jogo contra o Sport, Lucas marcou seu 1° hat-trick com a camisa do São Paulo, naquele jogo, o São Paulo bateu a equipe Pernambucana por 4 a 2.

Em 12 de dezembro de 2012, Lucas fez seu último jogo pelo São Paulo, antes de se apresentar para o Paris Saint-Germain. No jogo, Lucas fez 1 gol e deu assistência para o segundo gol do São Paulo, na vitória do clube sob o Tigre da Argentina, pela final da Copa Sul-Americana, onde seu time sagrou-se campeão.[15] [16] [17] [18]

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Lucas na sua apresentação com Leonardo e o presidente do clube Nasser Al-Khelaifi.

No dia 8 de agosto de 2012, o São Paulo anunciou a venda de Lucas ao Paris Saint-Germain por 43 milhões de euros (108,34 milhões de reais),[19] [20] tornando-se esta a segunda maior transferência em toda a história do futebol brasileiro, superando a de Oscar, que havia sido transferido para o Chelsea algumas semanas antes.[20] O acordo prevê que Lucas se apresentará a equipe francesa em janeiro de 2013, disputando o final do Campeonato Brasileiro no Tricolor. Quanto aos valores, ficou definido que o São Paulo receberá 75% do montante, o que corresponde a 32,2 milhões de euros (81 milhões de reais). O atacante e seus representantes ficarão com o restante, 25%, equivalente a 27 milhões de reais (10.7 milhões de euros).[20] [21] [22] [23] Lucas se apresentou oficialmente ao Paris Saint-Germain em 31 de dezembro de 2012.[24] Lucas disse que o diretor esportivo Leonardo o ajudou muito em sua decisão de se mudar para a França.[25] [26]

Cquote1.svg O PSG tem uma grande história com os jogadores brasileiros, e espero poder escrever uma página dessa história e dar alegrias aos torcedores. Cquote2.svg

Lucas fez sua estréia pela camisa do PSG no dia 2 de janeiro de 2013, contra o Lekhwiya, do Qatar, onde o PSG venceu por 5 a 1, em amistoso realizado na cidade de Doha, no Qatar. Lucas atuou apenas 45 minutos na partida amistosa de pré-temporada do PSG.[27] [28]

Lucas treinando no time do Paris Saint-Germain.

Lucas fez sua estreia oficial pela camisa do PSG no dia 11 de janeiro de 2013, contra o Ajaccio, sua estreia foi no Campeonato Francês, onde o PSG empatou de 0 a 0, onde Lucas atuou durante 84 minutos em campo, ao ser substituído, Lucas foi bastante aplaudido, e teve seu nome cantado, onde o estádio cantou repetidamente, Lucás, Lucás, Lucás, por serem franceses que cantaram o nome de Lucas, ficou um tom forte na vogal a, tornando o som á.[29] [30] [31] No dia 20 de janeiro Lucas fez seu segundo jogo oficial pelo PSG, Lucas deu um lindo passe para Zlatan Ibrahimović fazer o único gol do jogo entre PSG e Bordeaux pelo Campeonato Francês - Ligue 1.[32] [33] [34] Em 27 de janeiro de 2013, Lucas novamente começou como titular e sua equipe venceu o jogo por 1 a 0 contra o Lille.[35] Fez dois passes para gol em 1 de fevereiro, na vitória do PSG por 4 a 0 sobre o Toulouse.[36] [37] Deu passe para gol de Pastore contra o Valencia pela Liga do Campeões, partida vencida pela sua equipe fora de casa por 2 a 1.[38] [39] Fez seu primeiro gol pelo Paris Saint-Germain contra o Olympique de Marseille em 24 de fevereiro.[40] Mas no final do jogo o árbitro marcou gol contra de Nicolas N’Koulou.[41] [42]

No dia 12 de Maio, o PSG venceu o Lyon e conquistou o Campeonato Francês, sendo o primeiro título de Lucas no clube parisiense.[43]

Depois de 21 jogos pelo PSG, enfim Lucas marcou seu primeiro gol pelo time francês na vitória por 2 a 0 diante do Bordeaux, em partida válida pelo Campeonato Francês.[44] Seu terceiro gol pelo PSG foi diante do Reims, na vitória por 3 a 0 fora de casa, novamente em partida válida pelo Campeonato Francês.[45] Na vitória por 3 a 1 diante do Lille, Lucas foi um dos destaques fazendo seu gol e ajudando nos dois gols marcados por Marquinhos e Matuidi.[46]

Novamente Lucas se consagrou pela segunda vez campeão do Campeonato Francês, sendo o quarto título do PSG. No jogo que marcou a entrega da taça do Campeonato Francês, Lucas deixou o seu gol na goleada por 4 a 0 no Montpellier.[47]

Na temporada 2014-15, foi confirmado que Lucas usará a camisa de número 7, o seu preferido desde que começou a sua carreira no futebol. Seu primeiro gol na temporada 2014-15, foi contra o Bastia, onde a partida terminou de 2 a 0, Lucas marcou o primeiro gol do jogo realizado no dia 16 de agosto de 2014.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Lucas, Neymar, Ganso e Dilma Rousseff após o sorteio para a Copa do Mundo 2014.

Em 30 de novembro de 2010, foi convocado pelo técnico Ney Franco para a Seleção Brasileira Sub-20,[48] e participou do Sul-Americano Sub-20 de 2011, onde ganhou repercussão nacional, ao se destacar nas partidas. Vestindo a camisa 10, acabou como segundo artilheiro da competição, atrás apenas de Neymar, marcando três gols na final contra o Uruguai.

Lucas e Neymar.

No dia 3 de março de 2011, o jogador foi convocado pela primeira vez para a seleção principal sob o comando do técnico Mano Menezes, para um amistoso contra a Escócia. No jogo, começou no banco de reservas e atuou apenas durante os 15 minutos finais, dando velocidade ao jogo com jogadas individuais. Em maio, foi convocado para disputar mais dois amistosos, contra Holanda e Romênia. No jogo contra a Holanda, entrou na metade do segundo tempo, dando novamente, à um jogo lento, grande velocidade e jogadas individuais. Contra a Romênia, partida marcada pela despedida do atacante Ronaldo da seleção, Lucas entrou também na metade do segundo tempo, dando novamente, mais velocidade ao jogo. No dia 7 de junho de 2011, Mano o convocou novamente, desta vez, para a disputa da Copa América.[49] Lucas foi reserva durante todo o torneio, mas atuou em todas as partidas entrando no decorrer delas. O Brasil terminou eliminado nas quartas-de-final, após ser derrotado pelo Paraguai na disputa por pênaltis. Recebeu outra convocação do técnico Mano Menezes para disputar um amistoso contra a seleção da Alemanha, onde o Brasil terminou derrotado por 3 a 2. Lucas não entrou. No final de agosto, foi novamente convocado para disputar outro amistoso contra a seleção da Gana. O Brasil venceu a partida por 1 a 0, porém, Lucas novamente não foi utilizado.

Em 5 de setembro de 2011, Lucas foi convocado para disputar o primeiro amistoso contra a Argentina no dia 14 de setembro de 2011, junto de seus companheiros de equipe Casemiro, Rhodolfo e Cícero. No segundo jogo do Superclássico das Américas, no dia 29 de setembro, teve uma atuação de gala, marcando um golaço e sendo eleito o melhor jogador da competição.

Em Julho de 2012, fez parte do grupo que ganhou a Prata, nas Olimpíadas de 2012. Apesar de ser Reserva na competição, foi muito ovacionado quando entrou nas partidas. Ao perder a final contra o México, Lucas desabou em campo, e começou a chorar. Fato que marcou as Olimpíadas.[50]

Apesar de Lucas ter passado por todas as divisões de base da Seleção Brasileira e ter participado da era Mano Menezes, não ganhou espaço com Luiz Felipe Scolari e acabou não sendo convocado para disputar a Copa do Mundo de 2014 em seu país.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 31 de agosto de 2014.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional¹
Competições
continentais²
Campeonato
estadual
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil São Paulo 2010 25 4 25 4
2011 28 9 4 0 3 1 8 3 43 13
2012 21 6 9 2 9 2 21 6 60 16
Total 74 19 13 2 12 3 29 9 128 33
França PSG 2012/13 10 0 1 0 4 0 15 0
2013/14 36 5 7 0 10 0 53 5
2014/15 4 1 1 0 0 0 5 1
Total 50 6 9 0 14 0 73 6
Total na Carreira 124 25 22 2 26 3 29 9 201 40

¹Estão incluídos jogos e gols da Copa do Brasil, Copa da França e Supercopa da França.
²Estão incluídos jogos e gols da Copa Sul-Americana, Liga dos Campeões e Liga Europa.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-19

Lista de gols

Ano
Jogos Gols
2010 11 10
Total 11 10

Sub-20

Lista de gols

Ano
Jogos Gols
2011 9 4
Total 9 4

Sub-23

Lista de jogos

Ano
Jogos Gols
2012 5 0
Total 5 0

Seleção principal

Lista de jogos

Ano
Jogos Gols
2011 10 1
2012 12 2
2013 9 1
Total 31 4

Títulos[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Paris Saint-Germain
Seleção Brasileira

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Perfil de Lucas Rodrigues Moura da Silva.
  2. Esporte IG
  3. inserir fonte aqui
  4. a b c d e Pai de Lucas explica o motivo por trocar o Corinthians pelo São Paulo
  5. Gazeta Esportiva - FICHA TÉCNICA SÃO PAULO 0 x 0 VASCO
  6. São Paulo vence Atlético-MG, consolida recuperação e afunda o rival
  7. Marcelinho, um cometa no São Paulo
  8. Meio-campista são-paulino pede mudança de nome
  9. Marcelinho pede para ser chamado de Lucas no Sao Paulo
  10. Esporte R
  11. Fifa inclui Neymar, Lucas e Philippe Coutinho em fórum sobre revelação
  12. http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1448982-7824-AOS+ANOS+LUCAS+DO+SAO+PAULO+E+SEGUNDO+JOGADOR+MAIS+CARO+DO+BRASIL,00.html
  13. http://globoesporte.globo.com/jogo/copa-do-brasil-2011/30-03-2011/santa-cruz-sao-paulo.html%7C Santa Cruz 1 a 0 São Paulo 2ª fase Copa do Brasil 2011
  14. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/2011/12/lucas-festeja-artilharia-e-enaltece-dupla-de-ataque-com-luis-fabiano.html%7C Lucas festeja artilharia e enaltece dupla de ataque com Luis Fabiano
  15. Despedida de Lucas pelo São Paulo é marcada por gol, sangue e título. Página visitada em 13 de dezembro de 2012.
  16. São Paulo x Tigre - GLOBOESPORTE.com. Página visitada em 12 de dezembro de 2012.
  17. Após confusão, árbitro encerra jogo, e São Paulo conquista Sul-Americana. Página visitada em 8 de dezembro de 2012.
  18. Seguranças do São Paulo tentam impedir Tigre de aquecer em campo. Página visitada em 6 de dezembro de 2012.
  19. Leandro Stein (8 de agosto de 2012). São Paulo confirma venda de Lucas ao PSG por € 43 milhões. trivela.uol.com.br. Página visitada em 9 de setembro de 2012.
  20. a b c São Paulo confirma venda de Lucas para PSG: mais de R$ 108 milhões. globoesporte.globo.com (8 de agosto de 2012). Página visitada em 8 de agosto de 2012.
  21. PSG agree Moura deal
  22. Manchester United 'target' Lucas Moura joins PSG in €45m deal
  23. United crank up £30m Moura bid as Brazil ace expresses doubt over Sao Paulo future
  24. Lucas se apresenta oficialmente ao PSG e fala em honrar "tradição brasileira" no clube
  25. Lucas Moura pode estrear no PSG em amistoso contra Lekhwiya
  26. Lucas Moura: «É um grande passo na minha carreira»
  27. Lucas joga 45 minutos em goleada do PSG sobre time de Nilmar no Catar
  28. Lucas festeja estreia no PSG e reafirma sonho de ser melhor do mundo
  29. Lucas Aprova estreia e espera seguir como titular no PSG
  30. Técnico do PSG aprova estreia de Lucas, mas lamenta tropeço em casa
  31. Lucas tem boa estreia, mas PSG decepciona torcida e fica no empate 17 de janeiro de 2013, Globoesporte.com
  32. Com substituição de juiz e assistência de Lucas, PSG vence o Bordeaux 20 de janeiro de 2013, Globoesporte.com
  33. Comentarista vê Lucas tímido, mas aprova estreia: 'Será muito útil ao PSG' 11 de janeiro de 2013, Globoesporte.com
  34. Copa da França: com festa para Nenê e Lucas saindo do banco, PSG avança' 27 de janeiro de 2013, Globoesporte.com
  35. Com Lucas de titular, PSG sofre, mas bate Lille e reassume liderança. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  36. Campeonato Francês: Lucas garçom em goleada do líder PSG. Página visitada em 31 de janeiro de 2013.
  37. Toulouse 0-4 Paris SG - OGOL.com. Página visitada em 1 de fevereiro de 2013.
  38. PSG vence por 2 a 1, mas perde Ibra para a volta. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  39. Lucas 'Moura' estreia na Champions, realiza 'sonho' e surpreende a Europa. Página visitada em 12 de fevereiro de 2013.
  40. Paris Saint-Germain x Olympique de Marseille - TEMPO REAL - GLOBOESPORTE. Página visitada em 24 de fevereiro de 2013.
  41. Na estreia de Beckham, PSG vence clássico francês. Página visitada em 25 de fevereiro de 2013.
  42. Em dia de Ronaldo e Beckham, Lucas e Ibra garantem vitória do PSG. Página visitada em 26 de fevereiro de 2013.
  43. [1]
  44. Lucas desencanta, faz gol, e PSG assume liderança na França. Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  45. Lucas marca e abre caminho para vitória do líder PSG fora de casa. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  46. Lucas brilha, Marquinhos também marca, e PSG vence o Lille. Página visitada em 10 de maio de 2015.
  47. PSG goleia e recebe taça de campeão em evento com megaprodução. Página visitada em 17 de maio de 2015.
  48. Globoesporte.com. Ney Franco chama Neymar e Philippe Coutinho para Sul-Americano Sub-20. Página visitada em 30 de novembro de 2010.
  49. Mano inclui Ganso e Pato na lista dos convocados para a Copa América. GloboEsporte.com (8 de junho de 2011). Página visitada em 8 de junho de 2011.
  50. Veja os dez momentos mais marcantes das Olimpíadas. R7.com (13 de julho de 2012). Página visitada em 13 de julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lucas Rodrigues Moura da Silva