Campeonato Brasileiro de Futebol de 2009 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2009 - Série A
Brasileirão Série A 2009
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 9 de maio6 de dezembro
Gol(o)s 1094
Jogos 380
Média 2,88 gol(o)s por partida
Campeão Rio de Janeiro Flamengo (5º título)
Vice-campeão Rio Grande do Sul Internacional
Rebaixado(s)
Melhor marcador 19 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Grêmio – 67 gols
Melhor defesa (fase inicial) São Paulo – 42 gols
Maior goleada
(diferença)
Coritiba Paraná 5 – 0 Rio de Janeiro Flamengo
Estádio Couto PereiraCuritiba
14 de junho, 6ª rodada
◄◄ Brasil Brasileirão 2008 Soccerball.svg Brasileirão 2010 Brasil ►►

A Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2009 foi a 53ª edição da principal divisão do futebol brasileiro, vencida pelo Clube de Regatas do Flamengo. A disputa ocorreu entre maio e dezembro e o regulamento foi similar ao dos anos anteriores, quando foi implementado o sistema de pontos corridos.

Ao final das 38 rodadas previstas, os quatro primeiros colocados garantiram classificação para a Copa Libertadores da América de 2010, principal competição entre clubes do continente sul-americano. Os colocados entre o quinto e o décimo segundo lugares garantiram classificação à Copa Sul-americana de 2010. As quatro equipes com o pior desempenho foram rebaixadas para a Série B do Campeonato Brasileiro no ano seguinte.

O título foi decido na última rodada, a favor do Flamengo, que conquistou o quinto título em sua história, após vencer o Grêmio, por 2–1, no Estádio do Maracanã, com um público recorde de quase 85.000 espectadores.[1]

Entre as vagas para as competições sul-americanas, Internacional, São Paulo e Cruzeiro classificaram-se para a Copa Libertadores (o Cruzeiro entra a partir da primeira fase)[2] e Palmeiras, Avaí, Atlético Mineiro, Grêmio, Goiás, Grêmio Barueri, Santos e Vitória classificaram-se para a Copa Sul-Americana.

Na parte inferior da tabela, o Sport foi a primeira equipe matematicamente rebaixada para a Série B de 2010, após empatar em 2–2 contra o Palmeiras em 11 de novembro e faltando três rodadas para o término do campeonato.[3] Na penúltima rodada, o Náutico tornou-se a segunda equipe rebaixada após perder para o Santo André por 5–3, na casa do adversário.[4] O próprio Santo André confirmou sua queda na última rodada após perder para o vice-campeão Internacional por 4–1, em Porto Alegre.[5] Também na última rodada, o Coritiba acabou rebaixado após empatar em casa com o Fluminense em 1–1.[6]

Participantes da Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2009.

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série A foi disputada por 20 clubes em 2 turnos. Em cada turno, todos os times jogaram entre si uma única vez. Os jogos do segundo turno foram realizados na mesma ordem do primeiro, apenas com o mando de campo invertido. Não houve campeões por turnos, sendo declarado campeão brasileiro o time que obtive o maior número de pontos após as 38 rodadas.

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Caso haja empate de pontos entre dois clubes, os critérios de desempates foram aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos

Televisão[editar | editar código-fonte]

Mapa com os estados participantes da Série A 2009.

Desde 2000, a Rede Globo e o Clube dos 13 detém os direitos de transmissão para TV aberta, a cabo e de comercialização para o exterior do Campeonato Brasileiro. A Globo e suas afiliadas transmitiram apenas os jogos que foram realizados as quartas-feiras as 21h50 e aos domingos as 16h (17h no horário de verão), por motivos de programação da emissora. O SporTV transmitiu jogos de horários diferentes em "sinal aberto", sendo que o resto da rodada foi transmitido apenas em pay-per-view e em VT durante a programação.

Desde 2002, mesmo com a garantia de exclusividade, a Rede Globo divide os direitos transmissão a outras emissoras, com a garantia de transmitir os mesmos jogos. A Rede Bandeirantes transmitiu pelo terceiro ano consecutivo.

Existe uma restrição onde não se pode transmitir uma partida ao vivo para a mesma cidade onde se realiza, pelo risco de esvaziamento dos estádios. Esta restrição só não foi válida no PPV (e em jogos decisivos na TV aberta).

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2008 Estádio Capacidade Títulos
Atlético Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 12º (Série A) Mineirão 75.783 1 (1971)
Atlético Paranaense Curitiba Paraná PR 13º (Série A) Arena da Baixada 25.180 1 (2001)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 3º (Série B) Ressacada 15.000 0 (não possui)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 7º (Série A) Engenhão 44.000 2 (1968(1), 1995)
Corinthians São Paulo São Paulo SP 1º (Série B) Pacaembu 37.952 4 (1990, 1998, 1999, 2005)
Coritiba Curitiba Paraná PR 9º (Série A) Couto Pereira 38.000 1 (1985)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 3º (Série A) Mineirão 75.783 2 (1966, 2003)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 5º (Série A) Maracanã 82.238 4 (1980, 1982, 1983, 1992)
Fluminense Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 14º (Série A) Maracanã 82.238 2 (1970, 1984)
Goiás Goiânia Goiás GO 8º (Série A) Serra Dourada 50.049 0 (não possui)
Grêmio Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 2º (Série A) Olímpico 45.000 2 (1981, 1996)
Grêmio Barueri Barueri São Paulo SP 4º (Série B) Arena Barueri 16.419 0 (não possui)
Internacional Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 6º (Série A) Beira Rio 56.000 3 (1975, 1976, 1979)
Náutico Recife Pernambuco PE 16º (Série A) Aflitos 19.800 0 (não possui)
Palmeiras São Paulo São Paulo SP 4º (Série A) Palestra Itália 29.876 8 (1960, 1967(1), 1967(2), 1969, 1972, 1973, 1993, 1994)
Santo André Santo André São Paulo SP 2º (Série B) Bruno José Daniel 15.157 0 (não possui)
Santos Santos São Paulo SP 15º (Série A) Vila Belmiro 21.256 8 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968(2), 2002, 2004)
São Paulo São Paulo São Paulo SP 1º (Série A) Morumbi 67.428 6 (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Sport Recife Pernambuco PE 11º (Série A) Ilha do Retiro 30.520 1 (1987)
Vitória Salvador Bahia BA 10º (Série A) Barradão 35.632 0 (não possui)
(1) Taça Brasil
(2) Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Rio de Janeiro Flamengo 67 38 19 10 9 58 44 +14 59 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 2010
2 Rio Grande do Sul Internacional 65 38 19 8 11 65 44 +21 57 Estável
3 São Paulo São Paulo 65 38 18 11 9 57 42 +15 57 Aumento1
4 Minas Gerais Cruzeiro 62 38 18 8 12 58 53 +5 54 Aumento1 Primeira fase da Copa Libertadores de 2010
5 São Paulo Palmeiras 62 38 17 11 10 58 45 +13 54 Baixa2 Copa Sul-Americana de 2010
6 Santa Catarina Avaí 57 38 15 12 11 61 52 +9 50 Aumento3
7 Minas Gerais Atlético Mineiro 56 38 16 8 14 55 56 -1 49 Baixa1
8 Rio Grande do Sul Grêmio 55 38 15 10 13 67 46 +21 48 Baixa1
9 Goiás Goiás 55 38 15 10 13 64 65 -1 48 Baixa1
10 São Paulo Corinthians 52 38 14 10 14 50 54 -4 46 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 20101
11 São Paulo Grêmio Barueri 49 38 12 13 13 59 52 +7 43 Aumento1 Copa Sul-Americana de 2010
12 São Paulo Santos 49 38 12 13 13 58 58 0 43 Baixa1
13 Bahia Vitória 48 38 13 9 16 51 57 -6 42 Estável
14 Paraná Atlético Paranaense 48 38 13 9 16 42 49 -7 42 Estável
15 Rio de Janeiro Botafogo 47 38 11 14 13 52 58 -6 41 Aumento2
16 Rio de Janeiro Fluminense 46 38 11 13 14 49 56 -7 40 Baixa1
17 Paraná Coritiba 45 38 12 9 17 48 60 -12 39 Baixa1 Rebaixados à Série B de 2010
18 São Paulo Santo André 41 38 11 8 19 46 61 -15 36 Estável
19 Pernambuco Náutico 38 38 10 8 20 48 71 -23 33 Estável
20 Pernambuco Sport 31 38 7 10 21 48 71 -23 27 Estável


1 O Corinthians tinha vaga garantida na Libertadores de 2010 por ter sido campeão da Copa do Brasil de 2009.

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Para ler a tabela, a linha horizontal representa os jogos da equipe como mandante. A coluna vertical indica os jogos da equipe como visitante.

Jogos "clássicos" estão em negrito.

Resultados do primeiro turno estão em verde.

Resultados do segundo turno estão em azul.

  ATM ATP AVA BOT COR CTB CRU FLA FLU GOI GRE GBA INT NAU PAL SAD SAN SPA SPT VIT
Atlético-MG 2–1 2–2 1–1 0–3 3–2 0–1 1–3 2–1 0–1 2–1 2–1 0–1 3–0 1–1 0–0 3–1 2–0 1–1 1–0
Atlético-PR 0–4 1–3 2–0 1–0 0–0 1–1 0–0 1–0 2–0 0–0 3–0 3–2 2–3 2–2 3–0 1–1 1–0 1–0 0–2
Avaí 2–2 2–0 1–2 3–1 2–2 2–2 3–0 3–2 2–1 1–0 4–0 0–2 2–1 0–3 1–0 2–2 0–0 2–2 4–0
Botafogo 3–1 0–1 2–2 0–0 2–0 1–1 0–1 0–0 1–4 3–3 2–1 3–2 1–0 2–1 1–2 2–0 3–2 2–2 1–3
Corinthians 2–0 1–3 0–0 3–3 2–0 0–1 0–2 4–2 1–4 2–1 2–1 0–1 2–3 0–3 2–0 2–1 3–1 4–3 2–1
Coritiba 2–1 3–2 2–0 2–2 1–1 1–3 5–0 1–1 1–3 2–1 1–2 2–0 2–0 1–0 2–4 0–1 2–0 1–1 1–0
Cruzeiro 0–3 0–2 1–0 1–0 1–2 4–1 2–0 2–3 3–0 1–1 2–4 1–1 4–2 1–2 3–2 0–0 1–2 1–0 2–0
Flamengo 3–1 2–1 0–0 2–2 1–0 3–0 1–2 2–0 0–0 2–1 1–1 4–0 1–1 1–2 3–0 1–0 2–1 3–0 2–1
Fluminense 2–1 2–1 3–2 1–0 1–1 1–3 1–1 0–0 1–4 0–0 0–0 2–2 1–1 1–0 0–1 1–4 1–0 5–1 4–0
Goiás 2–3 3–0 0–2 1–3 0–0 2–2 1–0 3–2 2–2 2–1 2–2 0–1 3–3 2–1 3–1 2–1 4–2 1–1 3–2
Grêmio 4–1 4–1 3–1 2–0 3–0 2–0 4–1 4–1 5–1 2–2 4–2 2–1 3–0 2–0 3–2 1–1 1–1 3–3 1–1
Grêmio Barueri 4–2 0–0 3–1 3–0 2–2 3–1 0–1 2–0 0–0 3–1 1–0 1–1 4–0 2–2 0–0 0–0 1–2 2–1 4–0
Internacional 3–0 1–1 2–1 0–1 1–2 3–0 2–3 0–0 4–2 4–0 1–0 3–2 3–1 2–0 4–1 3–1 2–2 3–0 0–0
Náutico 0–0 3–0 0–1 2–2 1–0 0–1 2–0 0–2 1–1 2–0 0–2 2–1 0–2 3–0 2–1 1–2 1–2 3–2 1–1
Palmeiras 3–1 2–1 2–2 1–1 2–2 2–1 3–1 0–2 1–0 4–0 1–1 2–1 2–1 4–1 1–0 1–1 0–0 2–2 2–1
Santo André 1–2 1–0 4–2 1–1 1–1 1–0 0–2 1–2 1–2 1–2 2–0 1–1 0–2 5–3 2–0 3–3 1–1 2–1 1–0
Santos 2–3 1–0 2–2 0–0 3–1 4–0 1–2 1–2 2–0 3–3 1–0 3–3 3–3 3–1 1–3 1–0 3–4 1–0 0–0
São Paulo 0–1 2–2 2–0 3–1 1–1 2–2 3–0 2–2 1–0 3–1 2–1 1–0 1–0 2–0 0–0 1–1 2–1 4–0 2–0
Sport 2–3 0–1 1–3 2–1 2–0 1–1 2–3 4–2 0–3 1–0 3–1 1–1 1–2 3–3 0–1 2–1 0–1 1–2 2–0
Vitória 0–0 2–1 0–1 4–3 0–1 1–0 3–3 3–3 2–2 2–2 1–0 2–1 2–0 3–1 3–2 4–1 6–2 0–1 1–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
VIT INT ATM INT ATM PAL INT PAL SPA FLA

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
FLA CTB ATP CTB ATP AVA ATP BOT AVA NAU FLU SPT FLU SPT

Clubes com mais rodadas na zona de classificação para a Copa Libertadores:

Clube Total Rodadas
Internacional 34 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 35ª, 36ª, 37ª e 38ª.
Palmeiras 32 1ª, 6ª, 7ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª e 37ª.
Atlético Mineiro 24 3ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 24ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª e 34ª.
São Paulo 20 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª e 38ª.
Vitória 12 1ª, 2ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª e 14ª.
Goiás 12 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 25ª, 26ª e 27ª.

Clubes com mais rodadas na zona de rebaixamento à Série B:

Clube Total Rodadas
Sport 29 3ª, 4ª, 6ª, 7ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª e 38ª.
Fluminense 27 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª e 36ª.
Náutico 26 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª e 38ª.
Botafogo 20 3ª, 4ª, 5ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 31ª e 37ª.
Santo André 15 19ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 28ª, 29ª, 30ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª e 38ª.
Atlético Paranaense 13 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 13ª, 14ª, 15ª e 16ª.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Time
19 Brasil Adriano Flamengo
Brasil Diego Tardelli Atlético Mineiro
18 Brasil Val Baiano Grêmio Barueri
17 Brasil Washington São Paulo
16 Brasil Alecsandro Internacional
15 Brasil Roger Vitória
14 Brasil Jonas Grêmio
Brasil Kléber Pereira Santos
Brasil Marcelinho Paraíba Coritiba
Brasil Wellington Paulista Cruzeiro
13 Brasil Felipe Goiás
Brasil Nunes Santo André
Brasil Souza Grêmio

Fonte: UOL Esporte

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Público* Mandante Placar Visitante Local Data
1 78.639 Rio de Janeiro Flamengo 2–1 Rio Grande do Sul Grêmio Maracanã 6 de dezembro
2 78.639 Rio de Janeiro Flamengo 0–0 Goiás Goiás Maracanã 22 de novembro
3 78.409 Rio de Janeiro Flamengo 2–0 Rio de Janeiro Fluminense Maracanã 4 de outubro
4 77.063 Rio de Janeiro Flamengo 1–0 São Paulo Santos Maracanã 31 de outubro
5 68.217 Rio de Janeiro Flamengo 2–1 Paraná Atlético Paranaense Maracanã 31 de maio
6 64.194 Rio de Janeiro Fluminense 1–0 São Paulo Palmeiras Maracanã 8 de novembro
7 63.385 Minas Gerais Atlético Mineiro 1–3 Rio de Janeiro Flamengo Mineirão 8 de novembro
8 57.901 Minas Gerais Atlético Mineiro 1–0 Bahia Vitória Mineirão 24 de outubro
9 57.210 Rio de Janeiro Flamengo 2–1 São Paulo São Paulo Maracanã 10 de outubro
10 55.713 Minas Gerais Atlético Mineiro 2–1 Rio de Janeiro Fluminense Mineirão 23 de julho

*Considera-se apenas o público pagante.

Fonte: CBF

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rodada Posição Sucessor Ref.
Grêmio Brasil Marcelo Rospide1 Substituído 16 de maio Atlético Mineiro 2–1 Grêmio 2 14º Brasil Paulo Autuori
Sport Brasil Nelsinho Baptista Renunciado 25 de maio Sport 2–3 Atlético Mineiro 3 18º Brasil Emerson Leão
Atlético Paranaense Brasil Geninho Renunciado 7 de junho Atlético Paranaense 0–4 Atlético Mineiro 5 20º Brasil Waldemar Lemos
Náutico Brasil Waldemar Lemos Contratado pelo Atlético Paranaense 9 de junho Grêmio 3–0 Náutico 5 Brasil Márcio Bittencourt
São Paulo Brasil Muricy Ramalho Despedido 19 de junho São Paulo 0–2 Cruzeiro2 6 12º Brasil Ricardo Gomes
Palmeiras Brasil Vanderlei Luxemburgo Despedido 26 de junho Atlético Paranaense 2–2 Palmeiras 7 Brasil Muricy Ramalho3
Náutico Brasil Márcio Bittencourt Despedido 12 de julho Palmeiras 4–1 Náutico 10 19º Brasil Geninho
Santos Brasil Vágner Mancini Despedido 13 de julho Vitória 6–2 Santos 10 11º Brasil Vanderlei Luxemburgo
Fluminense Brasil Carlos Alberto Parreira Despedido 13 de julho Fluminense 0–1 Santo André 10 18º Brasil Renato Gaúcho
Flamengo Brasil Cuca Despedido 23 de julho Flamengo 1–1 Barueri 13 11º Brasil Andrade
Sport Brasil Emerson Leão Despedido 27 de julho Sport 3–3 Náutico 14 17º Brasil Péricles Chamusca
Santo André Brasil Sérgio Guedes Renunciado 27 de julho Grêmio 3–2 Santo André 14 13º Brasil Alexandre Gallo
Atlético Paranaense Brasil Waldemar Lemos Renunciado 29 de julho Goiás 3–0 Atlético Paranaense 16 15º Brasil Antônio Lopes
Coritiba Brasil Renê Simões Despedido 9 de agosto Coritiba 1–3 Cruzeiro 18 18º Brasil Ney Franco
Botafogo Brasil Ney Franco Despedido 10 de agosto Botafogo 0–1 Atlético Paranaense 18 15º Brasil Estevam Soares
Vitória Brasil Paulo César Carpegiani Despedido 10 de agosto Vitória 2–2 Fluminense 18 10º Brasil Vágner Mancini
Grêmio Barueri Brasil Estevam Soares Contratado pelo Botafogo 11 de agosto Grêmio Barueri 1–0 Grêmio 18 Brasil Luís Carlos Goiano4
Fluminense Brasil Renato Gaúcho Despedido 1 de setembro Santos 2–0 Fluminense 22 20º Brasil Cuca
Santo André Brasil Alexandre Gallo Renunciado 4 de setembro Flamengo 3–0 Santo André 22 16º Brasil Sérgio Soares
Internacional Brasil Tite Despedido 5 de outubro Coritiba 2–0 Internacional 28 Brasil Mário Sérgio
Sport Brasil Péricles Chamusca Renunciado 7 de novembro Sport 2–3 Cruzeiro 34 20º Brasil Levi Gomes [7] [8]
Grêmio Brasil Paulo Autuori Contratado pelo Catar Al-Rayyan 11 de novembro Grêmio 1–1 São Paulo 34 Brasil Marcelo Rospide [9]

1 Marcelo Rospide era técnico interino desde que Celso Roth foi despedido após o Grêmio ser eliminado do Campeonato Gaúcho em 5 de abril.
2 Partida válida pela Copa Libertadores
3 Jorginho dirigiu o time interinamente até a 14ª rodada, totalizando sete partidas.
4 Diego Cerri comandou o time interinamente até a 31ª rodada, totalizando treze partidas. Retornou ao cargo de coordenador técnico.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2009
Rio de Janeiro
Clube de Regatas Flamengo
Campeão
(5° título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Categoria:Campeonato Brasileiro 2009 série A

Referências

  1. UOL Esporte (6 de dezembro de 2009). Zagueiros espantam 'zebra', Fla bate Grêmio e confirma título brasileiro (em português). Visitado em 7 de dezembro de 2009.
  2. UOL Esporte (6 de dezembro de 2009). Fla, Inter e Cruzeiro podem encarar argentinos, e São Paulo verá algoz na Libertadores (em português). Visitado em 7 de dezembro de 2009.
  3. UOL Esporte (11 de novembro de 2009). Palmeiras arranca empate sofrido, retoma liderança e rebaixa Sport (em português). Visitado em 13 de novembro de 2009.
  4. UOL Esporte (29 de novembro de 2009). Em jogo de oito gols, Santo André rebaixa Náutico e ganha sobrevida (em português). Visitado em 30 de novembro de 2009.
  5. GloboEsporte.com (6 de dezembro de 2009). Inter vence e sente o gosto do título, mas fica com o vice do Brasileirão (em português). Visitado em 7 de dezembro de 2009.
  6. Terra Esportes (6 de dezembro de 2009). Em recuperação histórica, Flu empata, se salva e rebaixa Coritiba (em português). Visitado em 7 de dezembro de 2009.
  7. UOL Esporte (7 de novembro de 2009). Praticamente rebaixado, Chamusca joga a toalha e pede demissão no Sport (em português). Visitado em 8 de novembro de 2009.
  8. UOL Esporte (10 de novembro de 2009). Sport anuncia Givanildo Oliveira como técnico da temporada 2010 (em português). Visitado em 11 de novembro de 2009.
  9. GloboEsporte.com (11 de novembro de 2009). Autuori sai ‘muito chateado’ do Grêmio (em português). Visitado em 13 de novembro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Série A 2008
10 de maio - 7 de dezembro
Série A 2009
9 de maio - 6 de dezembro
Sucedido por
Série A 2010
9 de maio - 5 de dezembro