Copa Sul-Americana de 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Copa Sul-americana de 2010)
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Nissan Sul-Americana de 2010
IX Copa Sudamericana
CONMEBOL
Dados
Participantes 39
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 3 de agosto8 de dezembro
Gol(o)s 205
Jogos 76
Média 2,7 gol(o)s por partida
Campeão Argentina Independiente (1º título)
Vice-campeão Brasil Goiás
Melhor marcador BrasilBRA Rafael Moura (Goiás) – 8 gols
Maior goleada
(diferença)
Defensor Sporting Uruguai 9 – 0 Peru Sport Huancayo
Estádio CentenárioMontevidéu
16 de setembro, Segunda fase
Premiações
Melhor jogador
ArgentinaARG Eduardo Tuzzio (Independiente)
◄◄ CONMEBOL 2009 Soccerball.svg 2011 CONMEBOL ►►

A Copa Sul-Americana de 2010 foi a nona edição do torneio de futebol realizado no segundo semestre de cada ano pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Equipes das dez associações sul-americanas participaram do torneio.

Durante o sorteio da competição em 28 de abril, a CONMEBOL anunciou que a partir dessa edição o campeão garantiria uma vaga na Copa Libertadores da América do ano seguinte.[1] [2]

O campeão enfrentou o Internacional, campeão da Copa Libertadores 2010 na decisão da Recopa Sul-Americana de 2011, além de participar da Copa Suruga Bank de 2011, contra o campeão da Copa da Liga Japonesa de 2010.

Pela primeira vez desde a criação da Copa Sul-Americana em 2002, Boca Juniors e River Plate não mais participam como convidados.[3]

A final foi disputada entre Independiente, da Argentina, e Goiás, do Brasil. Na primeira partida da decisão em Goiânia, vitória do Goiás por 2–0 e na volta, em Avellaneda, o Independiente foi o vencedor por 3–1. Como as equipes igularam no saldo de gols, foi preciso uma prorrogação e em seguida disputa por pênaltis para definir o título, vencido pelo Independiente por 5–3.[4]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(6 vagas)
Banfield Melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
Argentinos Juniors 2ª melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
Estudiantes 3ª melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
Newell's Old Boys 4ª melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
Independiente 5ª melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
Vélez Sársfield 6ª melhor pontuação acumulada na temporada 2009–2010
 Bolívia
(3 vagas)
San José 3º colocado no Torneio Apertura de 2009
Oriente Petrolero 3º colocado no Torneio Clausura de 2009
Universitario de Sucre Campeão do hexagonal do Torneio Apertura de 2010
 Brasil
(8 vagas)
Palmeiras 5ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Avaí 6ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Atlético Mineiro 7ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Grêmio 8ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Goiás 9ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Grêmio Prudente 11ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Santos 12ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
Vitória 13ª colocação no Campeonato Brasileiro de 2009
 Chile
(3 vagas)
Unión San Felipe Campeão da Copa Chile de 2009
Colo-Colo Vencedor da primeira fase do Campeonato Chileno de 2010
Universidad de Chile Vencedor da partida para a Copa Sul-Americana
 Colômbia
(3 vagas)
Deportes Tolima 2ª melhor pontuação na Copa Mustang de 2009
Santa Fe Campeão da Copa Colômbia de 2009
Atlético Huila 3ª melhor pontuação na Copa Mustang de 2009
Equador
(3 vagas + atual campeão)
LDU Quito Campeão da Copa Sul-americana de 2009
Emelec Melhor pontuação na primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2010
Barcelona SC 2ª melhor pontuação na primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2010
Deportivo Quito 3ª melhor pontuação na primeira fase do Campeonato Equatoriano de 2010
Paraguai
(3 vagas)
Cerro Porteño Melhor pontuação do Campeonato Paraguaio de 2009
Olimpia 4ª melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2009
Guaraní 5ª melhor pontuação no Campeonato Paraguaio de 2009
 Peru
(3 vagas)
Sport Huancayo 4ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2009
Universidad San Martín 5ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2009
Universidad César Vallejo 6ª melhor pontuação no Campeonato Peruano de 2009
Uruguai
(3 vagas)
Peñarol Campeão do Campeonato Uruguaio de 2009–2010
River Plate 4ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2009–2010
Defensor Sporting 5ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2009–2010
 Venezuela
(3 vagas)
Caracas Campeão da Copa Venezuela de 2009
Trujillanos Vice-campeão da Copa Venezuela de 2009
Deportivo Lara 3ª melhor pontuação acumulada no Campeonato Venezuelano de 2009-2010

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada pelas 16 equipes classificadas em segundo e terceiro lugar de cada país (exceto as equipes da Argentina e Brasil) divididas em oito chaves.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
A Universitario de Sucre Bolívia 3–3 (gf) Chile Colo-Colo 2–0 1–3
B Guaraní Paraguai 4–4 (gf) Uruguai River Plate 2–0 2–4
C Universidad César Vallejo Peru 2–5 Equador Barcelona SC 1–2 1–3
D Atlético Huila Colômbia 5–2 Venezuela Trujillanos 4–1 1–1
E Universidad de Chile Chile 2–3 Bolívia Oriente Petrolero 2–2 0–1
F Defensor Sporting Uruguai 3–1 Paraguai Olimpia 2–0 1–1
G Deportivo Quito Equador 4–4 (gf) Peru Universidad San Martín 3–2 1–2
H Deportivo Lara Venezuela 2–4 Colômbia Santa Fe 2–0 0–4

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada pela equipes classificadas em primeiro lugar de cada país, além das equipes da Argentina e do Brasil e os oito que avançaram da primeira fase. São 16 chaves com partidas de ida e volta, sendo que a LDU Quito avançou diretamente as oitavas-de-final por ser a campeã do ano anterior.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 Atlético Huila Colômbia 1–5 Bolívia San José 1–1 0–4
O2 Independiente Argentina 2–1 Argentina Argentinos Juniors 1–0 1–1
O3 Barcelona SC Equador 1–3 Uruguai Peñarol 0–1 1–2
O4 Vitória Brasil 2–3 Brasil Palmeiras 2–0 0–3
O5 Santa Fe Colômbia 2–1 Venezuela Caracas 2–1 0–0
O6 Santos Brasil 2–3 Brasil Avaí 1–3 1–0
O7 Oriente Petrolero Bolívia 1–2 Colômbia Deportes Tolima 1–0 0–2
O8 Equador LDU Quito diretamente classificado as oitavas-de-final
O9 Guaraní Paraguai 2–2 (7–8 p) Chile Unión San Felipe 1–1 1–1
O10 Vélez Sársfield Argentina 1–2 Argentina Banfield 0–1 1–1
O11 Universidad San Martín Peru 2–6 Equador Emelec 2–1 0–5
O12 Grêmio Prudente Brasil 0–1 Brasil Atlético Mineiro 0–0 0–1
O13 Universitario de Sucre Bolívia 3–2 Paraguai Cerro Porteño 1–0 2–2
O14 Goiás Brasil 3–1 Brasil Grêmio 1–1 2–0
O15 Defensor Sporting Uruguai 9–2 Peru Sport Huancayo 9–0 0–2
O16 Newell's Old Boys Argentina 2–1 Argentina Estudiantes 1–0 1–1

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 de 28 de setembro a 21 de outubro  de 27 de outubro a 11 de novembro  17 a 25 de novembro  1 e 8 de dezembro
                                                 
 Bolívia San José 0 2 2  
 Argentina Newell's Old Boys 6 0 6  
   Argentina Newell's Old Boys 0 0 0  
   Equador LDU Quito 0 1 1  
 Equador LDU Quito 2 6 8
 Chile Unión San Felipe 4 1 5  
   Equador LDU Quito 3 1 4  
   Argentina Independiente (gf) 2 2 4  
 Colômbia Deportes Tolima 0 3 3  
 Argentina Banfield 2 0 2  
   Colômbia Deportes Tolima 2 0 2
   Argentina Independiente (gf) 2 0 2  
 Argentina Independiente 0 4 4
 Uruguai Defensor Sporting 1 2 3  
   Argentina Independiente (pen) 0 3 3 (5)
   Brasil Goiás 2 1 3 (3)
 Colômbia Santa Fe 0 1 1  
 Brasil Atlético Mineiro 2 0 2  
   Brasil Atlético Mineiro 1 0 1
   Brasil Palmeiras 1 2 3  
 Brasil Palmeiras 1 3 4
 Bolívia Universitario de Sucre 0 1 1  
   Brasil Palmeiras 1 1 2
   Brasil Goiás (gf) 0 2 2  
 Uruguai Peñarol 0 3 3  
 Brasil Goiás (gf) 1 2 3  
   Brasil Goiás 2 1 3
   Brasil Avaí 2 0 2  
 Brasil Avaí 1 3 4
 Equador Emelec 2 1 3  
  • Nota: Os cruzamentos foram invertidos em relação ao original devido a regra que obriga dois clubes do mesmo país terem que se enfrentar obrigatoriamente nas semifinais, como na Copa Libertadores da América.[5]

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
1 de dezembro Goiás Brasil 2 – 0 Argentina Independiente Estádio Serra Dourada, Goiânia
22:00 (UTC-2)
Rafael Moura Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14'
Otacílio Neto Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22'
Relatório Árbitro: ParaguaiPAR Carlos Torres
Jogo de volta
8 de dezembro Independiente Argentina 3 – 1 (pro) Brasil Goiás Estádio Libertadores de América, Avellaneda
21:00 (UTC-3)
J. Velázquez Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19'
Parra Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27', Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Relatório Rafael Moura Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22' Árbitro: ColômbiaCOL Óscar Ruiz
    Penalidades  
M. Velázquez Convertido
Parra Convertido
Gracián Convertido
Matheu Convertido
Tuzzio Convertido
5 – 3 Convertido Rafael Tolói
Convertido Éverton Santos
Erro (chute na trave) Felipe
Convertido Rafael Moura
 

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Sul-Americana de 2010
Flag of Argentina.svg
INDEPENDIENTE
Campeão
(1º título)

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Conmebol anuncia que campeão da Sul-Americana vai disputar a Libertadores (em português). GloboEsporte.com (28 de abril de 2010). Página visitada em 29 de abril de 2010.
  2. Magnífico sorteo de la Copa Nissan Sudamericana 2010 en Asunción (em espanhol). CONMEBOL.com (28 de abril de 2010). Página visitada em 29 de abril de 2010.
  3. Copa Sul-Americana terá 8 novas equipes a partir de 2010 (em português). Portal Terra (25 de novembro de 2009). Página visitada em 29 de abril de 2010.
  4. Goiás perde título nos pênaltis, e Grêmio vai para a Libertadores. GloboEsporte.com (9 de dezembro de 2010). Página visitada em 9 de dezembro de 2010.
  5. Regulamento da Copa Sul-Americana de 2010. Confederação Sul-Americana de Futebol. Página visitada em 22 de outubro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]