Campeonato Brasileiro de Futebol de 1966

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VIII Campeonato Brasileiro de Futebol
Taça Brasil de 1966
Dados
Participantes 22
Organização CBD
Local de disputa  Brasil
Período 10 de julho7 de dezembro
Gol(o)s 149
Jogos 47
Média 3,17 gol(o)s por partida
Campeão Minas Gerais Cruzeiro (1º título)
Vice-campeão São Paulo Santos
Melhor marcador 10 gols:
Maior goleada
(diferença)
Paysandu Pará 6 – 0 Amazonas Rio Negro
◄◄ Brasil Brasileirão 1965 Soccerball.svg Robertão 1967 Brasil ►►

A Taça Brasil de 1966 foi a oitava edição do Campeonato Nacional, ainda sob a organização da CBD. O Cruzeiro sagrou-se campeão, após vencer os dois jogos da final contra o Santos, que era o atual campeão nacional, por 6x2, no Mineirão, e 2x3, de virada, em São Paulo. A vitória do clube mineiro serviu como estopim para a integração nacional dos clubes e fortalecimento dos clubes de fora do eixo Rio-São Paulo.

Zona Norte[editar | editar código-fonte]

Grupo Nordeste[editar | editar código-fonte]

  Quartas de final Semifinais Final
                             
1  Bahia Vitória - -  
8   - -  
   Bahia Vitória - -  
    - -  
4   - -
5   - -  
   Bahia Vitória 3 4  
   Alagoas CSA 2 2  
3  Sergipe Confiança 0 0  
6  Alagoas CSA 2 1  
   Alagoas CSA 3 2
   Paraíba Campinense 2 0  
2  Rio Grande do Norte ABC 0 1
7  Paraíba Campinense 2 2  

Grupo Norte[editar | editar código-fonte]

  Quartas de final Semifinais Final
                             
1  Maranhão Sampaio Corrêa 0 1  
8  Piauí Flamengo-PI 2 1  
   Piauí Flamengo-PI 0 2  
   Pará Paysandu 2 0  
4  Amazonas Rio Negro 0 0
5  Pará Paysandu 6 3  
   Pará Paysandu 1 1  
   Ceará Fortaleza 3 1  
3   - -  
6   - -  
   Ceará Fortaleza - -
    - -  
2  Ceará Fortaleza - -
7   - -  

Decisão[editar | editar código-fonte]

  Meias-finais Final
                     
1  Bahia Vitória 1 4  
4  Ceará Fortaleza 1 0  
       Bahia Vitória 0 2
     Pernambuco Náutico 3 3
2  Pernambuco Náutico - -
3   - -  

Zona Sul[editar | editar código-fonte]

Grupo Sul[editar | editar código-fonte]

  Meias-finais Final
                     
1  Rio Grande do Sul Grêmio - -  
4   - -  
       Rio Grande do Sul Grêmio 0 3
     Paraná Ferroviário 0 0
2  Paraná Ferroviário 3 2
3  Santa Catarina Santa Catarina Inter de Lages 3 0  

Grupo Centro[editar | editar código-fonte]

  Quartas de final Semifinais Final
                             
1  Minas Gerais Cruzeiro - -  
8   - -  
   Minas Gerais Cruzeiro - -  
    - -  
4   - -
5   - -  
   Minas Gerais Cruzeiro 4 6  
   Rio de Janeiro Americano 0 1  
3  Rio de Janeiro Americano 2 3  
6  Espírito Santo (estado) Desportiva 2 0  
   Rio de Janeiro Americano [2] 0 2
   Goiás Anápolis 2 1  
2  Goiás Anápolis [1] 0 1
7  Distrito Federal (Brasil) Rabello (DF) 2 0  

[1] Houve um terceiro jogo para decidir o classificado, em que o Anápolis venceu por 4 a 1, passando à próxima fase.
[2] Houve um terceiro jogo para decidir o classificado, em que o Americano venceu por 3 a 2, passando à próxima fase.

Decisão[editar | editar código-fonte]

  Meias-finais Final
                     
1  Minas Gerais Cruzeiro 4 6  
4  Rio de Janeiro Americano 0 1  
       Minas Gerais Cruzeiro 0 2
     Rio Grande do Sul Grêmio 0 1
2  Rio Grande do Sul Grêmio 0 3
3  Paraná Ferroviário (PR) 0 0  

Fase Final[editar | editar código-fonte]

  Quartas de final Semifinais Final
                             
1  São Paulo Santos - -  
8   - -  
   São Paulo Santos 2 3  
   Pernambuco Náutico 0 5  
4  Pernambuco Náutico [1] 0 0
5  São Paulo Palmeiras 0 0  
   São Paulo Santos 2 2  
   Minas Gerais Cruzeiro 6 3  
3  Guanabara Fluminense - -  
6   - -  
   Guanabara Fluminense 0 1
   Minas Gerais Cruzeiro 1 3  
2  Minas Gerais Cruzeiro - -
7   - -  

[1] Houve um terceiro jogo para decidir o classificado, em que o Náutico venceu por 3 a 0, passando à próxima fase.

A decisão[editar | editar código-fonte]

Na primeira partida, no Mineirão, o Cruzeiro termina o primeiro tempo vencendo por inimagináveis 5 a 0. Os jogadores pareciam não acreditar que aquilo era verdade. No segundo tempo, o Santos esboçou uma reação fazendo dois gols, mas Dirceu Lopes marca mais um e a partida termina 6 a 2. No segundo jogo, no Pacaembu, em São Paulo, o Santos termina o primeiro tempo vencendo por 2 a 0. Todos acreditavam que a derrota humilhante do último jogo seria devolvida. A confiança era tanta que no intervalo da partida, dirigentes paulistas procuraram o presidente do Cruzeiro para marcar a terceira partida para o Maracanã. Isso foi como uma afronta aos cruzeirenses. O técnico Aírton Moreira utilizou a atitude prepotente dos santistas como estímulo aos seus jogadores. Na volta para o segundo tempo, Tostão ainda perde um pênalti. Mas se redime ao marcar de falta aos 18 minutos. Dez minutos depois, Dirceu Lopes empata. Aos 44, Natal dá o golpe de misericórdia. A equipe de jovens garotos vence o melhor time do mundo, na época, e torna-se campeão nacional, sendo assim o primeiro time mineiro a conquistar um título de expressão.

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de 1966
Bandeira de Minas Gerais.svg
Cruzeiro Esporte Clube
(1º título Invicto)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Classificação
Time Pts V E D GP GC
1 Minas Gerais Cruzeiro 15 7 1 0 25 7
2 São Paulo Santos 4 2 0 3 13 15
3 Pernambuco Náutico 10 4 2 2 15 11
4 Guanabara Fluminense 0 0 0 2 1 4
5 São Paulo Palmeiras 2 0 2 1 0 3
6 Rio Grande do Sul Grêmio 7 3 1 2 14 11
7 Bahia Vitória 7 3 1 3 11 17
8 Rio de Janeiro Americano 7 3 1 3 11 17
9 Paraná Ferroviário 4 1 2 1 5 6
10 Goiás Anápolis 6 3 0 3 10 8
11 Ceará Fortaleza 4 1 2 1 5 7
12 Santa Catarina Internacional-SC 1 0 1 1 3 5
13 Alagoas CSA 8 4 0 2 12 9
14 Pará Paysandu 8 3 2 2 13 6
15 Distrito Federal (Brasil) Rabello 2 1 0 2 3 5
16 Espírito Santo (estado) Desportiva 1 0 1 1 2 5
17 Piauí Flamengo-PI 6 2 2 1 5 3
18 Paraíba Campinense 4 2 0 2 6 6
19 Maranhão Sampaio Corrêa 1 0 1 1 1 3
20 Rio Grande do Norte ABC 0 0 0 2 1 4
21 Sergipe Confiança 0 0 0 2 0 3
22 Amazonas Rio Negro 0 0 0 2 0 9
Pts – pontos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP – gols pró; GC – gols contra
Para efeitos de classificação, eram contabilizados apenas os pontos conquistados
na fase em que o clube foi eliminado
Finalistas
Semifinalistas
Quarto-finalista
Finalistas de zona
Semifinalista de zona
Finalistas de grupo
Semifinalistas de grupo
Quarto-finalistas de grupo