Campeonato Catarinense de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde abril de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Campeonato Catarinense de Futebol‎
Catarinão
Dados gerais
Organização Federação Catarinense de Futebol
Edições 87 desde 1924 (91 anos)
Local de disputa  Santa Catarina
Número de equipes 10
Sistema Misto (turno e returno classificatório para fase eliminatória)
Divisões
Série ASérie BSérie C
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Catarinense de Futebol, chamado também de Campeonato Catarinense, é a principal competição de futebol do estado de Santa Catarina, Brasil. Atualmente é organizado pela Federação Catarinense de Futebol, responsável pelo futebol profissional no estado. O campeonato é disputado desde 1924 e é considerado um dos mais equilibrados do país.[1] [2]

História[editar | editar código-fonte]

Até o ano de 1924 o esporte era praticado no Estado, por clubes que disputavam diversas modalidades como: atletismo, natação, remo, tiro ao alvo e também o futebol. As disputas se realizavam sempre em forma de torneios, competições atléticas e jogos amistosos, sendo os vencedores considerados campeões.Sentindo a necessidade de reunir os clubes em torno de uma entidade que orientasse e disciplinasse a prática desses esportes, de forma oficial, surgiu em Florianópolis a idéia da fundação de um órgão que congregasse os praticantes de todas as modalidades esportivas.

Foi assim que depois de muitos debates, no dia 12 de abril de 1924, um sábado, um grupo de desportistas reuniu-se para fundar a Liga Santa Catarina de Desportos Terrestres, tendo como ideais "ser uma escola condigna aos clubes filiados, com o patriótico intuito de proclamar o elevado grau de cultura da mocidade, que de há muito vem obtendo merecidos aplausos de nosso público" como diz o texto original de criação da Liga. Sendo assim, às 19 horas do dia 12 de abril de 1924 no amplo e artístico salão do Teatro do Gymnásio Catharinense, comparecem os representantes dos clubes de futebol: Florianópolis, Figueirense, Internato, Externato , Trabalhista e Avaí, os quais sob o impulso da mais perfeita cordialidade, tornaran-se fundadores da Liga Santa Catarina de Desportos Terrestres. Desta forma, as cinco equipes disputaram a primeira edição do Campeonato Catarinense.

O campeonato cresceu na década de 60. Em 1961 contava com 19 participantes e em 1966 chegou a ter 27 equipes. O domínio nesse período era dos clubes do interior, com destaque para os cinco títulos ganhos pelo Metropol, de Criciúma. Em 1976 surgiu como nova força o Joinville, que ganhou a taça 8 vezes seguidas (de 1978 a 1985). Na década de 80, a hegemonia foi do Criciúma, que, a partir de 1986, disputou nove das dez finais seguintes, ganhando seis. Atualmente, o que se verifica desde 1972, o campeonato é dominado pelos cinco grandes – Avaí, Chapecoense, Criciúma, Figueirense e Joinville –, que ganharam todos os campeonatos desde então, exceto um (o de 1992, vencido pelo Brusque), e disputaram todas as finais entre si, exceto em dez ocasiões.

Nos últimos 88 anos (desde 1924), a primeira divisão (atualmente chamada de Divisão Principal) não teve campeão definido em dois anos:

  • 1933 (o torneio não foi concluído)
  • 1946 (o torneio não foi realizado).

Formula de Disputa[editar | editar código-fonte]

Atualmente é composto por três divisões:

Primeira divisão (nomeada Divisão Principal)

É a mais alta divisão na hierarquia do futebol profissional catarinense. Sua primeira edição foi realizada em 1924, apenas com equipes de Florianópolis na disputa. Uma espécie de campeonato citadino, fato que se repetiu em 1926, 1934, 1935 e 1936.

10 equipes competem na divisão mais alta do Campeonato Catarinense que é disputado em quatro fases (Turno, Returno, Semifinais e Finais).

No turno, os dez clubes participantes se enfrentam em jogos de ida. A equipe que obtiver a melhor classificação desta fase será declarada campeã do turno e estará classificada para as Semifinais.

No returno, os dez clubes participantes se enfrentam em jogos de volta, com inversão do mando de campo da tabela da 1ª fase. A equipe que obtiver a melhor classificação desta fase será declarada campeã do returno e estará classificada para as Semifinais.

As Semifinais são disputadas pelas equipes que se sagrarem campeãs do primeiro e segundo turno mais as duas associações que, excluindo as campeãs, obtiverem os melhores índices técnicos na competição somando-se as duas primeiras fases. Caso uma mesma equipe seja campeã do turno e returno, classifica-se para as semifinais uma terceira associação que obtiver o melhor índice técnico. Classificam-se para a Final os vencedores das Semifinais.

A Final do Campeonato Catarinense será disputada em mata-mata em jogos de ida e volta. Caso as duas equipes terminem empatadas em número de pontos e saldo de gols, o campeão será decidido na disputa de pênaltis.

Serão mandantes dos jogos de volta (segunda partida) as associações que forem consideradas campeãs das 1ª e 2ª Fases (turno e returno). Caso uma mesma associação for campeã das 1ª e 2ª Fases (turno e returno), esta associação será a mandante do jogo de volta.Caso após a partida de volta as equipes terminarem empatadas em número de pontos e saldo de gols, classificará para a final a associação mandante do jogo de volta.

As duas equipes que somarem menos pontos somando-se as duas primeiras fases (turno e returno), serão rebaixadas para a Divisão Especial de 2013.

Segunda divisão (nomeada Divisão Especial)

Teve sua primeira edição em 1986

Terceira divisão (nomeada Divisão de Acesso)

Teve sua primeira edição em 2004

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Vice-campeão Artilheiro Gols
Campeonato Catarinense
1924 Avaí Trabalhista não disponível -
1925 Externato Avaí não disponível -
1926 Avaí Internato não disponível -
1927 Avaí Brasil não disponível -
1928 Avaí Brasil não disponível -
1929 Caxias Adolfo Konder Raul (CAX) 3
1930 Avaí Marcílio Dias Periquito (AVA) 3
1931 Lauro Müller Caxias Cylo (CAX)
Rebello (LAM)
2
1932 Figueirense Brasil não disponível -
1933 não concluído
1934 Atlético Catarinense Iris Leal (CAC) 10
1935 Figueirense Iris Calico (FIG) 9
1936 Figueirense Iris não disponível
1936 Ypiranga Pery Ferroviário não reconhecido pela FCF -
1937 Figueirense Caxias Abreu (PER)
Otto (CAX)
Raul (CAX)
2
1938 CIP São Francisco Nhonhô (ASF) 5
1939 Figueirense Pery Ferroviário Neri (FIG) 4
1940 Ypiranga Avaí Bujão (YPI)
Saul (AVA)
3
1941 Figueirense Caxias Nhonhô (CAX) 6
1942 Avaí América Bráulio (AVA)
Dirceu (ACR)
Foguinho (HLU)
Saul (AVA)
3
1943 Avaí América Saul (AVA) 6
1944 Avaí Marcílio Dias Felipinho (AVA)
Teixeirinha (PAL)
9
1945 Avaí Caxias Saul (AVA) 6
1946 não disputado
1947 América Palmeiras Nicácio (AME) 5
1948 América Paula Ramos Zabot (AME) 8
1949 Olímpico Avaí Juarez (OLI)
Nicolau (OLI)
9
1950 Carlos Renaux Figueirense Gil (FIG) 6
1951 América Avaí Bastinho (AME) 9
1952 América Carlos Renaux Renê (AME) 12
1953 Carlos Renaux América Otávio (ACR) 11
1954 Caxias Ferroviário Juarez (CAX) 18
1955 Caxias Palmeiras Didi (CAX) 6
1956 Paysandu América Den (OPE) 13
1957 Hercílio Luz Carlos Renaux não disponível -
1958 Hercílio Luz Carlos Renaux Petrusky (ACR) 20
1959 Paula Ramos Caxias não disponível -
1960 Metropol Marcílio Dias não disponível -
1961 Metropol Marcílio Dias não disponível -
1962 Metropol Marcílio Dias não disponível -
1963 Marcílio Dias Almirante Barroso não disponível -
1964 Olímpico Internacional não disponível -
1965 Internacional Metropol Idézio (MET) 24
1966 SER Perdigão Comercial Norberto Hoppe (CAX) 33
1967 Metropol Marcílio Dias Valdomiro (COM) 18
1968 Criciúma Caxias não disponível -
1969 Metropol América não disponível -
1970 Ferroviário Olímpico não disponível -
1971 América Próspera não disponível -
1972 Figueirense Avaí Marcos (AME) 20
1973 Avaí Juventus Toninho (AVA) 18
1974 Figueirense Internacional Marcos (FIG) 13
1975 Avaí Figueirense Juti (AVA) 28
1976 Joinville Juventus Fontan (JOI)
Tonho (JOI)
14
1977 Chapecoense Avaí Ademir (COM) 27
1978 Joinville Chapecoense Ademir (CRI) 19
1979 Joinville Figueirense Jorge (CHA) 23
1980 Joinville Criciúma Nunes (RDS) 25
1981 Joinville Criciúma Zé Carlos Paulista (JOI) 18
1982 Joinville Criciúma Paulinho Criciúma (CRI) 16
1983 Joinville Figueirense Albeneir (FIG) 23
1984 Joinville Figueirense Paulinho Cascavel (JOI) 27
1985 Joinville Avaí Jorge Veras (CRI) 21
Campeonato Catarinense Primeira Divisão
1986 Criciúma Marcílio Dias Wagner (JOI) 16
1987 Joinville Criciúma Ronaldo (CHA) 16
1988 Avaí Blumenau Joel (MDI) 18
1989 Criciúma Joinville Nardella (JOI) 19
1990 Criciúma Joinville Soares (CRI) 14
1991 Criciúma Chapecoense Toto (JUV) 19
1992 Brusque Avaí Zé Mello (INT) 16
1993 Criciúma Figueirense Severino Barbosa (CON) 23
1994 Figueirense Criciúma Alaor (JUV) 21
1995 Criciúma Chapecoense Paulo Rink (CHA) 23
1996 Chapecoense Joinville Marcos Paulo (JOI) 11
1997 Avaí Tubarão Jacaré (AVA)
Luiz Carlos (JOI)
13
1998 Criciúma Tubarão Rogério (TUB) 16
1999 Figueirense Avaí Genílson (FIG) 26
2000 Joinville Marcílio Dias Ézio (FIG) 16
2001 Joinville Criciúma Mahicon Librelato (CRI) 19
2002 Figueirense Criciúma Tiago Freitas (AHA) 10
2003 Figueirense Caxias Delmer (CRI) 10
Série A1
2004 Figueirense Hermann Aichinger Ricardo (GUA)
Vicente (CAX)
6
2005 Criciúma Hermann Aichinger Paty (AHA) 9
Divisão Principal
2006 Figueirense Joinville Cícero (FIG) 11
2007 Chapecoense Criciúma Maurício Duarte (AHA) 16
2008 Figueirense Criciúma Vandinho (AVA) 21
2009 Avaí Chapecoense Bruno Cazarine (CHA) 17
2010 Avaí Joinville Willian (FIG) 13
2011 Chapecoense Criciúma Lima (JOI) 17
2012 Avaí Figueirense Aloísio (FIG)
Rafael Costa (MET)
14
2013 Criciúma Chapecoense Rafael Costa (MET) 12
Série A
2014 Figueirense Joinville Régis (CHA) 8
2015 Joinville Figueirense Vitinho (GUA) 11

Número de títulos por clubes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Títulos (último) 2º Lugar (último)
Avaí Florianopolis Florianópolis 16 (2012) 9 (1999)
Figueirense Florianopolis Florianópolis 16 (2014) 8 (2015)
Joinville EC Joinville Joinville 13 (2015) 7 (2014)
Criciúma EC Cricuma Criciúma 10 (2013) 10 (2011)
América Joinville Joinville 5 (1971) 4 (1969)
Metropol Cricuma Criciúma 5 (1969) 1 (1965)
Chapecoense Chapecó Chapecó 4 (2011) 5 (2013)
Caxias Joinville Joinville 3 (1955) 7 (2003)
CA Carlos Renaux Brusque Brusque 2 (1953) 3 (1958)
Olímpico Blumenau Blumenau 2 (1964) 1 (1970)
Hercílio Luz Tubarão Tubarão 2 (1958) 0
Marcílio Dias Itajai Itajaí 1 (1963) 8 (2000)
Internacional Lages Lages 1 (1965) 2 (1974)
Ferroviário Tubarão Tubarão 1 (1970) 1 (1954)
Paula Ramos Florianopolis Florianópolis 1 (1959) 1 (1948)
Externato Florianopolis Florianópolis 1 (1925) 0
Lauro Müller Itajai Itajaí 1 (1931) 0
Catarinense Florianopolis Florianópolis 1 (1934) 0
CIP Itajai Itajaí 1 (1938) 0
Ypiranga São Francisco do Sul São Francisco do Sul 1 (1940) 0
Operário Joinville Joinville 1 (1956) 0
SER Perdigão Videira Videira 1 (1966) 0
Brusque Brusque Brusque 1 (1992) 0
Blumenau Blumenau Blumenau 0 6 (1988)
Iris Florianopolis Florianópolis 0 3 (1936)
Juventus Jaraguá do Sul 0 2 (1976)
Tubarão Tubarão Tubarão 0 2 (1998)
Hermann Aichinger Ibirama Ibirama 0 2 (2005)
Trabalhista Florianopolis Florianópolis 0 1 (1924)
Internato Florianopolis Florianópolis 0 1 (1926)
Adolfo Konder Florianopolis Florianópolis 0 1 (1929)
São Francisco São Francisco do Sul São Francisco do Sul 0 1 (1938)
Pery Ferroviário Mafra Mafra 0 1 (1939)
Paysandu Brusque Brusque 0 1 (1956)
Almirante Barroso Itajai Itajaí 0 1 (1963)
Comercial Joacaba Joaçaba 0 1 (1966)
Próspera Cricuma Criciúma 0 1 (1971)
  1. Equipes em itálico não estão mais ativas no futebol profissional.

Número de títulos por cidades[editar | editar código-fonte]

Cidade Títulos Vices Total (clubes) Média (por clube)
Florianopolis Florianópolis 35 23 57 (9) 6.33
Joinville Joinville 22 17 37 (4) 9.25
Cricuma Criciúma 15 12 26 (3) 8.67
Chapecó Chapecó 4 5 9 (1) 9.00
Itajai Itajaí 3 9 12 (4) 3.00
Brusque Brusque 3 4 7 (3) 2.34
Tubarão Tubarão 3 3 6 (3) 1.67
Blumenau Blumenau 2 7 9 (2) 4.50
Lages Lages 1 2 3 (1) 3.00
São Francisco do Sul São Francisco do Sul 1 1 2 (2) 1.00
Videira Videira 1 0 1 (1) 1.00
rio do sul Rio do Sul 0 2 2 (1) 2.00
Ibirama Ibirama 0 2 2 (1) 2.00
Mafra Mafra 0 1 1 (1) 1.00
Joacaba Joaçaba 0 1 1 (1) 1.00

Maiores Públicos[editar | editar código-fonte]

Maiores Públicos
Data Jogo Competição Público
06 de agosto de 1995 Criciúma 1-0 Chapecoense Campeonato Catarinense Heriberto Hulse 31.123 [3]
17 de julho de 1988 Avaí 2-1 Blumenau Campeonato Catarinense Ressacada 25.735 [4]
25 de julho de 1999 Figueirense 2-1 Avaí Campeonato Catarinense Orlando Scarpelli 23.375 [5]
22 de junho de 1997 Avaí 2-0 Tubarão Campeonato Catarinense Ressacada 22.850 [6]
21 de maio de 2000 Figueirense 2-2 Avaí Campeonato Catarinense Orlando Scarpelli 21.846 [7]
23 de agosto de 1987 Criciúma 0-2 Joinville Campeonato Catarinense Heriberto Hulse 21.400 [8]
18 de abril de 2004 Figueirense 3-1 Guarani Campeonato Catarinense Orlando Scarpelli 21.324 [9]
23 de março de 2003 Figueirense 2-1 Caxias Campeonato Catarinense Orlando Scarpelli 21.110 [10]
21 de julho de 1999 Avaí 2-0 Figueirense Campeonato Catarinense Ressacada 20.425 [11]
**O Público de 32.226 na Ressacada em 1988 só foi homologado oficialmente pelo clube posteriormente, por isso optou-se por manter a ordem original.

Campeões consecutivos[editar | editar código-fonte]

Octacampeonatos[editar | editar código-fonte]

  • Joinville: 1 vez (1978-79-80-81-82-83-84-85)

Tetracampeonatos[editar | editar código-fonte]

  • Avaí: 1 vez (1942-43-44-45)

Tricampeonatos[editar | editar código-fonte]

Bicampeonatos[editar | editar código-fonte]

Clubes que mais participaram do campeonato[editar | editar código-fonte]

Em reforma
Esta página está a ser reformulada neste momento por um ou mais editores.
A informação presente poderá mudar rapidamente e conter erros que estão a ser corrigidos. Este aviso não deve estar presente em artigos enciclopédicos durante longos períodos de tempo.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]