Clube Atlético Tubarão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Atlético Tubarão
Atlético Tubarão.jpg
Nome Clube Atlético Tubarão
Torcedor/Adepto Atleticano
Tubaronense
Mascote Peixe
Fundação 14 de abril de 2005 (9 anos)
Estádio Estádio Olímpico Domingos Silveira Gonzales
Capacidade 3.500 pessoas[1]
Localização Brasão de Tubarão seal.jpgTubarão Santa CatarinaSC BrasilBrasil
Presidente Brasil Dorli Rufino ( licão )
Treinador Brasil Marcelo Caranhato
Patrocinador Brasil Red Horse,Sulpetro,Lojas Adelino,Equipe Vida,Thahel Esportes.
Material esportivo Brasil Thahel Esportes
Competição Santa Catarina Campeonato Catarinense
Santa Catarina Copa Santa Catarina
Santa Catarina 2º Divisão
Santa Catarina 2º Divisão
Santa Catarina Copa SC
Em disputa
4º Colocado
6º Colocado
Santa Catarina 2º Divisão 4º Colocado
Santa Catarina 2º Divisão 3º Colocado
Website Brasil http://www.atleticotubarao.com/
Kit left arm atubarao14h.png Kit body atubarao14h.png Kit right arm atubarao14h.png
Kit shorts atubarao14h.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm atubarao14a.png Kit body atubarao14a.png Kit right arm atubarao14a.png
Kit shorts atubarao14a.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Clube Atlético Tubarão é um clube de futebol brasileiro, sediado na cidade de Tubarão, em Santa Catarina. O clube está disputando atualmente no Campeonato Catarinense Série B .O clube iniciou suas atividade em 14 de Abril de 2005 com o nome Cidade Azul e hoje se auto denomina Clube Atlético de Tubarão.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Fundado em 14 de abril de 2005 como Associação Cultural Recreativa e Esportiva Cidade Azul, o clube começou bem a sua história no cenário catarinense. Logo em sua primeira competição, a Série B1 do Campeonato Catarinense 2005 – uma espécie de terceira divisão –, venceu bem o primeiro turno. Foram oito vitórias e apenas uma derrota em nove jogos. Na final, bateu o Operários Mafrenses e o título veio junto com uma vaga na semifinal geral do campeonato. No segundo turno, o time não repetiu a boa campanha do primeiro e terminou na sexta colocação. Mesmo assim se classificou para as quartas-de-final. O Cidade Azul parou na semifinal do returno. No entanto, isso não foi um problema, já que o time estava automaticamente classificado para a semifinal geral do campeonato contra o Figueirense B. O Figueira venceu os dois jogos e foi para a final. Mas como a Federação não permite o acesso de times reservas, ou os chamados “times B”, e a vaga para a Série A2 caiu no colo do Cidade Azul.

Busca pelo acesso[editar | editar código-fonte]

A Série A2 de 2006, que depois passou a ser chamada de Divisão Especial, reunia os clubes que não estavam no Campeonato Brasileiro da Série A (Figueirense) e B (Avaí), mais os dois primeiros colocados da Série B1 de 2005 (Cidade Azul e Próspera), totalizando 12 equipes. Nesta competição ou o time subia para a elite ou caía para a Segundona – a chamada Divisão de Acesso.

A pressão de encarar times de tradição como Criciúma e Joinville foi grande e o Cidade Azul não resistiu. Somou apenas nove pontos em 11 jogos e ficou no 11º lugar, o penúltimo da competição, caindo para a segunda divisão de 2007 apenas por ter sofrido mais gols que o Brusque.

Em 2007 as coisas mudaram no Peixe. Rotina para os times pequenos, devido ao calendário, o clube entrou em campo apenas no segundo semestre, em julho. A batalha na Divisão de Acesso começou no dia 8 de julho: vitória por 1 a 0 sobre o Ferroviário. O restante da 1ª fase foi razoável, o bastante para se classificar e vencer o primeiro turno, que dava direito a uma vaga na final do campeonato.

No segundo turno, a história se repetiu e o time de Tubarão levantou a taça. Ao vencer os dois turnos sagrou-se campeão da Divisão de Acesso 2007 e conquistou a tão sonhada vaga na elite do futebol catarinense em 2008.

Mudança do Nome[editar | editar código-fonte]

Antes do início do Campeonato Catarinense, a torcida decidiu protestar. Não aceitava mais o nome Cidade Azul. Torcedores se identificavam mais com o nome ligado à cidade. Com isso, a diretoria se mexeu e deu início ao processo para a mudança do nome do clube para Clube Atlético Tubarão, que nada tem a ver com o licenciado Tubarão Futebol Clube, vice-campeão estadual em 1997 e 1998 e campeão da Copa Santa Catarina de 1998.

No entanto, para conseguir a certidão negativa junto à FCF e mudar o nome, o clube teve que quitar débitos com INSS e Receita Federal. O pessoal quitou os débitos e mudou o nome junto à FCF.

Rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Após fraca campanha no Campeonato Catarinense em 2009, com apenas uma vitória e dois empates, o clube foi rebaixado a divisão especial do Campeonato Catarinense.

Desde então, o Clube Atlético Tubarão tem sempre feito boas campanhas na divisão especial, sem, no entanto, conseguir o acesso.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]


Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes dos Jogadores[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Clube Atlético Tubarão tem como estádio o Domingos Silveira Gonzales que está situado na cidade de Tubarão, estado de Santa Catarina, tem capacidade para 3.500 pessoas e é de propriedade da União,(Governo Federal)mas que por questões politicas e judiciais, atualmente pertence ao Município de Tubarão. Há um processo em curso no STJ para reverter a propriedade à União e, consequentemente, ao Tubarão Futebol Clube.

Rivais[editar | editar código-fonte]

  • Hercílio Luz Futebol Clube
  • Tubarão Futebol Clube

Torcidas organizadas[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
Brasil Zé Carlos
Brasil Simão
Brasil Barzan
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Edigle Z
Brasil Alexandre Carvalho Z
Brasil Felipe Ferreira Z
Brasil Patrick Z
Brasil Nequinha LD
Brasil Passarela LD
Brasil Wanderley LE
Brasil Yan LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Gesiel V
Brasil Jovany V
Uruguai Alejandro V
Brasil Rodrigo Couto M
Brasil Wilian M
Brasil Carlos Henrique Siqueira M
Brasil Alex Goiano M
Brasil Germano M
Atacantes
Jogador
Brasil Giba
Brasil Rogério Abreu
Brasil Jean Coral
Brasil Pablo

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.