H. R. Giger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
H. R. Giger
Giger em 2012
Nome completo Hans Rudolf Giger
Outros nomes Ruedi
Nascimento 5 de fevereiro de 1940
Coira, Grisões, Suíça
Morte 12 de maio de 2014 (74 anos)
Zurique, Zurique, Suíça
Cônjuge Mia Bonzanigo (1979–1981)
Carmen Scheifele (2006–2014)
Alma mater Universidade de Artes de Zurique
Ocupação Pintor e escultor
Prêmios Oscar de melhores efeitos visuais (1980)
Movimento estético Surrealismo
Página oficial
hrgiger.com

Hans Rudolf Giger (IPA: [ˈɡi ɡɚ]) (Chur, 5 de fevereiro de 1940Zurique, 12 de maio de 2014[1] ) foi um artista plástico suíço com obras no campo da pintura, escultura, design de comunicação e de interiores e cinema. Ligado a corrente do surrealismo e da arte fantástica, H.R. Giger (como é conhecido no mundo da Arte) cedo se destacou pela sua técnica extrema na utilização do aerógrafo em detrimento do pincel, e, pela sua temática trabalhada nos limites de horror e do erotismo.

Com a utilização da aerografia - técnica muito utilizada pelos pintores hiper-realistas norte-americanos -, conduziu a arte do fantástico para um patamar técnico superior, criando cenários e ambientes "ultra-realistas" incomuns, quase palpáveis. Destas obras destacam-se "masterpieces" como "Birthmachine" de 1967 e "The Spell I" de 1973, entre outras.

Sempre inovador, viria posteriormente a desenvolver inúmeras obras em 3D e mesmo novos processos plásticos, como a utilização de fotocopiadoras xerox como método de obter novos grafismos.

Giger foi autor de um dos mais conhecidos cenários e "monstros" da história do cinema, o Alien, cujo primeiro filme, da saga - no qual trabalhou -, lhe proporcionou um Oscar de melhores efeitos visuais. É dos autores mais copiados e plagiados da Arte Contemporânea.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre H. R. Giger

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.