Jean-François Ducis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-François Ducis.

Jean-François Ducis (Versalhes, 14 de agosto de 173331 de março de 1816) foi um poeta e dramaturgo francês, membro da Academia Francesa de Letras. Ducis não falava inglês mas, adaptando traduções em prosa das peças de Shakespeare que eram feitas para ele, preparou versões adaptadas às praxes costumeiras no teatro clássico francês—observação das unidades de tempo, lugar e ação e da regra de observação da bienséance -- mutilando as peças e modificando o seu final. Ainda assim, o teatro de Shakespeare foi vivamente atacado pelos conservadores—e entre eles estava Voltaire, que considerou o autor inglês "um selvagem". Durante muito tempo, as tragédias shakespeareanas eram conhecidas sob essa forma alterada (o libreto da primeira versão do "Hamlet" de Ambroise Thomas ainda se baseou na versão de J.-F. Ducis). O público francês só entrou em contato com o texto original de Shakespeare em 1822—e nessa época as suas peças ainda foram rejeitadas. Essa situação só mudaria com a excursão a Paris, no verão de 1827, da companhia de Charles Kemble (nela apresentou-se, nos papéis de Ofélia e de Julieta, a atriz irlandesa Harriet Smithson, que viria a ser a primeira mulher de Hector Berlioz).

Obras[editar | editar código-fonte]

Versões de Shakespeare[editar | editar código-fonte]

  • 1760 Hamlet
  • 1772 Roméo et Juliette
  • 1783 Le roi Lear
  • 1784 Macbeth
  • 1791 Jean sans Terre
  • 1792 Othello

Obras originais[editar | editar código-fonte]

  • 1771 Le banquet de l'amitié
  • 1778 Œdipe chez Admèle
  • 1795 Abufard ou la Famille arabe
  • 1797 Œdipe à Colonne
  • 1801 Phédor et Waldamir
  • 1809 Mélanges
  • 1813 Épîtres et poésies diverses
  • 1826 Œuvres posthumes publiées par Campenon



Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.