Luísa Maria de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luísa Maria
Casa Casa de Bourbon
Pai Luís XV de França
Mãe Maria Leszczyńska
Nascimento 15 de Julho de 1737
Palácio de Versalhes
Morte 23 de Dezembro de 1787 (50 anos)
Convento de Saint-Denis, Paris, França
Enterro Basílica de Saint-Denis
Religião Cristianismo
Assinatura

Luísa Maria de França, conhecida como Madame Luísa ou Madame Dernière (em português: "Última"; Versailles, 15 de Julho de 1737Saint-Denis, 23 de Dezembro de 1787) foi a última filha do rei Luís XV de França e de Maria Leszczyńska.

Foi educada na Abadia de Fontevraud com as outras três irmãs mais novas. Fez notar por seu espírito e também por seu orgulho. Não hesitava em reclamar quando as pessoas a seu serviço não se levantavam ao vê-la entrar dizendo ser a filha do rei (o que fez sua preceptora retrucar:"e eu, Madame, eu sou filha de Deus".

Volta à corte em 1750, com a idade de 13 anos. Permanece sempre como uma princesa distanciada, fugindo da vida social, procurando conforto e coragem na religião. Luís XV, seu pai, planeja diversos casamentos para a filha, mas nenhum deles se realiza. Em 1748, por exemplo, quando Maria Luísa ainda estava na Abadia de Fontevraud, rumores pretendiam que seu pai lhe destinava o príncipe Carlos Eduardo, o pretendente Stuart ao trono inglês, como marido. Madame Luísa declarou então: Não tenho razão de estar inquieta, já que me destinam um esposo, quando eu não quero outro senão Jesus Cristo?

Visita de Louis XV a Madame Luísa de França; óleo de Maxime Le Boucher

Em 1770, quando toda a corte prepara o casamento do delfim, futuro rei Luís XVI, e de Maria Antonieta, para surpresa geral, Luísa solicita ao pai a autorização de se fazer carmelita. Ela tinha a crença sincera e a vontade de resgatar por seu sacrifício a alma pecadora do pai, conhecido devasso.

Ela toma o hábito em 10 de Outubro de 1770 e faz seus votos em 12 de Setembro]] de 1771 no carmelo de Saint-Denis, o "mais pobre carmelo de França", segundo rumores, onde a regra era bastante rude. Madame Luísa desapareceu nesse lugar santo, tornando-se sua prioreza de 1773 a 1779, e depois de 1785 até sua morte em 23 de Dezembro de 1787. Suas últimas palavras foram: "Para o Paraíso! Rápido! No galope!"

Em 1873, foi declarada Venerável Madre Thérèse de Saint-Augustin.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luísa Maria de França