Maputo (província)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Maputo
Província de Moçambique Moçambique
Flag of Mozambique.svg
Dados gerais
Capital Matola
Município(s) Matola, Boane, Manhiça e Namaacha.
Características geográficas
Área 22 693 km²
População 1 205 709 hab. (2007)
Densidade 53,13 hab./km²
Moçambique Maputo prov.png
Província de Maputo em Moçambique.
Dados adicionais
Código postal 11xx
Prefixo telefónico +258 21
Sítio Portal do Governo da Província de Maputo
Projecto África  • Portal de Moçambique

A província de Maputo é a mais meridional das províncias de Moçambique. A sua capital é a cidade de Matola, situada a apenas de 10  km a oeste da cidade de Maputo, a capital do país. Com uma área de 22 693  km², esta província está dividida em 8 distritos e possui 4 municípios: Boane, Manhiça, Matola e Namaacha.

Se não contarmos a cidade de Maputo, que tem o estatuto de provincial, a província de Maputo é a que tem menor área, menos distritos e, em 2007, a que tem maior densidade populacional, com 53,13 habitantes por km².

Localização[editar | editar código-fonte]

Sendo a mais meridional de Moçambique, a província de Maputo limita a norte com a província de Gaza, a leste com o Oceano Índico e com a cidade de Maputo. Já a sul, encontramos fronteira com a província sul-africana do KwaZulu-Natal e a oeste com a Suazilândia e com a província de Mpumalanga, da África do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Orografia[editar | editar código-fonte]

O relevo da província é caracterizado por baixas altitudes, em extensas planícies aluvionares com cotas inferiores a 100m, nas zonas costeiras. À medida que se afasta da costa, para Oeste, aparecem pequenas elevações entre 200 e 400m, até que as cotas se elevam bruscamente nos Montes Libombos (que se estendem no sentido Norte-Sul e marcam a fronteira com a África do Sul), atingindo o seu ponto mais alto de cerca de 800m no Monte Mponduíne.[1] [2]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A província tem três bacias hidrográficas importantes, dos rios Maputo, Umbeluzi e Incomati, que são a continuação das bacias localizadas na África do Sul e Suazilândia.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A província de Maputo foi formada a partir do distrito de Lourenço Marques[4] do tempo colonial, excepto a cidade de Maputo, que foi elevada a província e separada em 1980.[5] No período de ocupação colonial, o território da actual província estava incluído no distrito de Inhambane.[6] Em 1908 a então província de Moçambique a sul do Save foi dividida em dois distritos, de Lourenço Marques e Inhambane.[7] O distrito de Lourenço Marques perdeu muito do seu território quando algumas das suas divisões administrativas formaram o distrito de Gaza em 1946. [8]

De notar que os distritos aqui referidos são distritos civis e não os distritos militares estabelecidos durante as campanhas de ocupação colonial.

Governadores[editar | editar código-fonte]

A província é dirigida por um governador provincial nomeado pelo Presidente da República.

  • (2000-2005) Alfredo Namitete[9] [10]
  • (2005-2010) Telmina Pereira[9] [11]
  • (2010-2015) Maria Elias Jonas[11]
  • (2015-) Raimundo Maico Diamba[12]

Demografia[editar | editar código-fonte]

População[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o Censo indicou uma população de 1 205 709 residentes. Com uma área de 22 693  km², a densidade populacional rondava os 53,13 habitantes por km².[13] [14]

De acordo com o Censo de 1997, a província tinha 806 179 habitantes e uma área de 26 058 km², daqui resultando uma densidade populacional de 30,94 habitantes por km².[15]

Entre 1997 e 2007, a população cresceu 33,14%, tendo sido contabilizados mais 399 530 habitantes. Percentualmente este foi um dos maiores crescimentos registados neste período entre as províncias moçambicanas.

População da província de Maputo[13] [15]
1980 1997 2007
500 892 806 179 1 205 709

Subdivisões da província[editar | editar código-fonte]

Mapa da província de Maputo

Distritos[editar | editar código-fonte]

A província de Maputo está dividida em 8 distritos, os 7 já existentes quando foi realizado o censo de 2007,[16] mais o distrito da Matola, estabelecido em 2013 para administrar as competências do governo central, e que coincide territorialmente com o município do mesmo nome: [17]

Municípios[editar | editar código-fonte]

Esta província possui 4 municípios:[18] [19]

A vila da Namaacha tornou-se município em 2008 e a de Boane em 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. PERFIL DO DISTRITO DE MAGUDE. Ano 2005, p.11
  2. PERFIL DO DISTRITO DE NAMAACHA. Ano 2005, p.11
  3. Instituto Nacional de Estatística (2009), 2ª Edição do Retrato da Província de Maputo 2009. Delegação Provincial do Instituto Nacional de Estatística, Matola, p. 35.
  4. Decreto-lei nº 6/75 de 18 de Janeiro.
  5. Resolução da Comissão Permanente da Assembleia Popular (CP AP) n° 5/80, de 26/06/1980, publicada no BR nº 025, I Série, 2º Supl. de 26 de Junho de 1980, pág. 82-(1) a 82-(2).
  6. Instituto Nacional de Estatística (2009), 2ª Edição do Retrato da Província de Maputo 2009. Delegação Provincial do Instituto Nacional de Estatística, Matola, p. 14.
  7. Instituto Nacional de Estatística (2009), 2ª Edição do Retrato da Província de Maputo 2009. Delegação Provincial do Instituto Nacional de Estatística, Matola, p. 14.
  8. Jorge Luis P. Fernandes (2006), República [Popular] de Moçambique. As Alterações Toponímicas e os carimbos do Correio. Edições Húmus Ldª, Lisboa, p. 95.
  9. a b "Guebuza concluiu nomeação do seu governo" in Noticias Lusófonas. 11 de Fevereiro de 2005. Acesso 2011 outubro 16
  10. "Morreu o vice-ministro da Indústria e Comércio, Alfredo Namitete" in Noticias Lusófonas. 28 de Novembro de 2005. Acesso 2011 outubro 16
  11. a b "Formado novo Governo". TVM Televisão de Moçambique citando Jornal Noticias. 18 de Janeiro de 2010 Acesso 2011 outubro 16
  12. Nyusi empossa governadores provinciais Notícias Moçambique. Visitado em 21 de janeiro de 2015.
  13. a b Quadro da provincia. Instituto Nacional de Estatística. Ano 2007. Acesso 2011 setembro 29
  14. Estatísticas do Distrito de Boane. Instituto Nacional de Estatística. Ano 2008. Acesso 2011 outubro 11
  15. a b Instituto Nacional de Estatística (Maputo até 1997) Acesso 2011 setembro 27
  16. Instituto Nacional de Estatística Acesso 2011 outubro 5
  17. Lei nº 26/2013, publicada no Boletim da República nº 101, I Série, de 18 de Dezembro de 2013, pág. 1059-1061 (3)
  18. "Resolução n.º 7/87, de 25 de Abril publicado no Boletim da República (BR), I Série, Nº 16 de 1987" in Estudo "Desenvolvimento Municipal em Moçambique: As Lições da Primeira Década". pp. 24 e 25. Banco Mundial. Maio 2009. Acesso 2011 outubro 5
  19. Parlamento Aprova Criação de 10 Novos Municípios SapoNotícias. Visitado em 1 de Janeiro de 2015.

Código Postal nos Correios de Moçambique Acesso 2011 outubro 4

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Moçambique, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.