Marcomanos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os marcomanos eram uma tribo germânica com estreitas ligações aos suevos e que habitavam a região sul do rio Danúbio. As fontes romanas indicam que, no início da era cristã, as tribos marcomanas se estabeleceram na actual Boémia, depois de terem sido derrotadas por Nero Cláudio Druso, general do imperador romano Augusto.

No século II d.C., os marcomanos federaram-se com outros povos, como os quados, os vândalos e os sármatas, para enfrentar o Império Romano. Sendo essencialmente guerreiros, os marcomanos empregavam mulheres em combates.1 Segundo relata Eutrópio, o imperador Marco Aurélio combateu esta "federação marcomana" durante três anos em torno da fortaleza de Carnuntum, na Panónia.

Lutaram contra os romanos até a conclusão da paz à época de Cómodo.2 Na era das grandes migrações germânicas, os marcomanos dividiram-se em vários ramos, tendo um deles acompanhado os suevos no seu trajecto até à península Ibérica onde, junto com os quados e os búrios, se estabeleceram na Galécia romana (actual Galiza e norte de Portugal) como federados, onde Hermerico fundou o reino suevo da Galécia. Bracara Augusta (a actual cidade de Braga em Portugal), antiga capital da Gallaecia romana, tornou-se a capital do reino suevo.

Referências

  1. Enciclopédia Delta Larousse
  2. Caio Júlio César, De Bello Gallico

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.