Planeta telúrico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mercúrio,Vênus, Terra e Marte

Um planeta telúrico (do latim Tellus um sinónimo de Terra) ou planeta sólido é um planeta rochoso assim como a Terra. Os planetas telúricos do Sistema Solar são Mercúrio, Vênus, Terra e Marte. Estão mais próximos do Sol e por isso estão situados no Sistema Solar interior e têm maior densidade que os planetas gasosos (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno). Esta relação planetária tem a ver com a formação do sistema solar, em que os materiais mais densos tendem a se concentrar mais perto do sol e os mais leves mais longe do sol. Sua composição interna é basicamente de rochas (silicatos), ferro e outros metais pesados.

Seu tamanho reduzido em comparação com os gasosos se deve ao fato de que os planetas telúricos são sólidos e densos, enquanto os gasosos são gigantes bolas de gás. Como são pequenos, sua gravidade não passa do habitual para nós (No Sistema Solar, a Terra é o planeta rochoso com maior gravidade (9,8 m/s²), seguido de Vênus (8,7 m/s²), Marte (3,7 m/s²) e Mercúrio (3,6 m/s²)).

Colonização de planetas telúricos[editar | editar código-fonte]

Ao se falar de Colonização espacial, quase sempre se fala dos planetas telúricos (esquecendo os asteroides e satélites naturais), pois estes planetas são, em teoria, habitáveis e exploráveis se sofrerem uma Terraformação, pois de acordo com este conceito são os únicos plausíveis de aplicação desta técnica e, além disto, facilitaria pela sua proximidade física com a Terra, o que não criaria tantas diferenças. Sua composição se baseia em metais e recursos exploráveis e, desde que a atmosfera e superfície não se demonstrem hostis, poderiam ser habitados.

Planetas telúricos extrasolares[editar | editar código-fonte]

Devido a tecnologia atual para observação de planetas extrassolares, dos mais de 300 planetas extrassolares já descobertos, uma dúzia são corpos rochosos, mas é possível que vários desses planetas estejam orbitando os planetas gasosos na forma de satélites naturais; como os gasosos são bem maiores, sua descoberta é muito mais facilitada em comparação com os rochosos, por isso o número de telúricos extrassolares conhecidos é tão pequeno ainda.