Estrela Herbig Ae/Be

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As estrelas Herbig Ae/Be são estrelas jovens pertencentes aos tipos espectrais A e B, que ainda não entraram na sequência principal. Estão envoltas em nuvens de gás e poeira e podem estar rodeadas por um disco circum-estelar. Têm uma massa compreendida entre 2 e 8 massas solares. O seu nome é devido ao astrónomo George Herbig, que em 1960 distinguiu este tipo de estrelas das demais.

Os critérios para distinguir as estrelas Herbig Ae/Be são:

  • Tipo espectral anterior a F0 (as estrelas de tipo F, G, K y M são estrelas T Tauri),
  • Linhas de emissão Balmer no espectro (similares às estrelas T Tauri),
  • Excesso de radiação no infravemelho em comparação com as estrelas ordinárias devido a poeira circum-estelar (para distingui-las das estrelas Be clássicas).

Em ocasiões, as estrelas Herbig Ae/Be apresentam mudanças no brilho significativas. Pensa-se ser devido à existência de agrupamentos (protoplanetas ou planetesimais) no disco circum-estelar.

Objectos parecidos com as estrelas Herbig Ae/Be, mas com massa menor (inferior a 2 massas solares), são as já citadas estrelas T Tauri, que correspondem a estrelas de tipo espectral F, G, K e M que ainda não entraram na sequência principal. Não se observaram objectos similares com massa superior a 8 massas solares, pois evoluíram muito rapidamente: quando são visíveis já se produz a fusão do hidrogénio no núcleo e são, portanto, estrelas da sequência principal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Pérez M.R., Grady C.A. (1997), Observational Overview of Young Intermediate-Mass Objects: Herbig Ae/Be Stars, Space Science Reviews, Vol 82, p. 407-450
  • Waters­ L. B. F. M., Waelkens, C. (1998), HERBIG Ae/Be STARS, Annual Review of Astronomy and Astrophysics, Vol. 36, p. 233-266