Estrela escura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Uma estrela escura é um tipo teórico de estrela que pode ter existido nos primórdios da história do universo, antes que as estrelas convencionais pudessem se formar. Essas estrelas seriam compostas por matéria comum, como as estrelas atuais, mas uma alta concentração de matéria escura de neutralino em seus núcleos geraria calor através de reações de aniquilação entre as partículas de matéria escura. Esse calor previniria que essas estrelas entrassem em colapso e se tornassem compactas como as estrelas atuais, prevenindo assim que a fusão dos átomos de matéria normal se iniciasse.

Nesse modelo, prevê-se que uma estrela escura seria uma enorme nuvem de hidrogênio e hélio cujo tamanho variaria entre 4 e 2000 unidades astronômicas em diâmetro, possuindo uma temperatura superficial baixa o bastante de forma que a radiação emitida seria invisível a olho nu.

É possível que estrelas escuras tenham sobrevivido até os dias atuais. Apesar de não emitirem luz visível, elas seriam detectáveis por suas emissões de raios gamma, neutrinos, e antimatéria e estariam associadas a nuvens de hidrogênio molecular que, normalmente, não circundariam partículas energéticas.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Douglas Spolyar, Katherine Freese, e Paolo Gondolo, "Dark matter and the first stars: a new phase of stellar evolution", Physical Review Letters, janeiro (2008)
  • Katherine Freese, Paolo Gondolo, e Douglas Spolyar "The Effect of Dark Matter on the First Stars: A New Phase of Stellar Evolution", Proceedings of First Stars III, Santa Fe, New Mexico, 16-20 julho (2007).
  • University of Michigan (2-Dec-2007). Dark matter powered the first stars, physicists speculate. Press release.



  • Spolyar, Douglas, Katherine Freese, Paolo Gondolo. "Dark matter in newborn universe doused earliest stars", Physical Review Letters, Noticiado em Physorg.com, 03/12/2007. Página visitada em 2007-12-04. News Report
  • Katherine Freese, Peter Bodenheimer, Paolo Gondolo, Douglas Spolyar (2008). "Dark Stars: the First Stars in the Universe may be powered by Dark Matter Heating". arΧiv:0812.4844arΧiv:0812.4844 [astro-ph].