Planetas interiores

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

link=https://es.wikipedia.org/wiki/Archivo:Terrestrial_planet_size_comparisons.jpg|thumb|400x400px|Imagem, em escala, dos quatro planetas interiores. Da esquerda para a direita: Mercurio, Venus, Terra e Marte. Os planetas interiores do Sistema Solar, também chamados de planetas telúricos ou terrestres, são os quatro planetas mais próximos do Sol. Por sequência crescente temos: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte. São corpos de elevada densidade (entre 3 a 5 g/cm³) formados essencialmente por materiais rochosos e metálicos, com uma estrutura interna bem definida e com tamanhos comparáveis. A composição isotópica destes corpos e a sua densidade variável (maior em Mercúrio e menor em Marte) oferecem importantes pistas sobre a formação do Sistema Solar. Esses quatro planetas têm superfícies sólidas com os três últimos possuindo uma atmosfera. O estudo comparativo dos quatro planetas permite estudar a evolução geológica num contexto mais amplo que unicamente o da Terra. link=https://es.wikipedia.org/wiki/Archivo:Terrestial_Planets_internal_en.jpg|thumb|400x400px| Estrutura interna dos planetas interiores. Inclui-se a Lua da Terra como comparação. Para lá da orbita de Marte encontra-se a cintura de asteroides (Cinturão_de_asteroides, no Brasil). Na prática este é o limite entre os planetas interiores e os planetas exteriores do Sistema Solar.

Do ponto de vista astrônomo/astronómico os planetas mais interiores Mercúrio e Vênus possuem elevados ângulos de fase e tanto eles como Marte apresentam um elevado movimento retrógrado no seu movimento aparente observado a partir da Terra. Os planetas interiores giram lentamente sobre si mesmos (Mercúrio 58 dias, Vênus 243 dias, Terra e Marte giram 24 horas). Emitem também um fluxo energético muito inferior ao que recebem do Sol estando os seus espectros caracterizados pela reflexão da luz solar.

Os planetas exteriores também chamados de planetas gigantes são: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno e diferem substancialmente dos anteriores em quase todas as suas características.